terça-feira, 26 de abril de 2016

Diferenças entre laser e luz pulsada para fotodepilação

Em primeiro lugar, uma explicação. Fotodepilação é um termo que engloba esses dois métodos. Como tanto o laser e a luz pulsada utilizam luz para diminuir os pêlos, é necessário peguntar quando vocês forem se submeter ao tratamento, exatamente com qual tipo de fotodepilação eles trabalham.

Dito isso, vamos aos fatos. Os dois métodos possuem vantagens e desvantagens, e o mais importante, nenhum é definitivo. Esse termo já caiu por terra.
Eu tenho experiência com ambos, mas abandonei a depilação com luz pulsada poucos meses após começar a trabalhar com a máquina.

 Por falar em aparelhos, mais uma coisa precisa ser lembrada. Existem diversos tipos de laser e luz pulsada no mercado, e a maioria é super eficaz. Por esse motivo, não vou ficar falando de cada tipo que existe, para não cansar vocês. Mas se o seu médico trabalha com determinado equipamento, é porque ele sabe maneja-lo bem, portanto tenha confiança no profissional que te atende.

IMAGEM: GOOGLE 

Eu, particularmente, prefiro trabalhar com laser, pois ele de fato destrói a raiz dos pelos. O laser é muito mais específico e seu comprimento de onda (estou falando do laser de depilação, pois existem lasers para outras finalidades, com outros comprimentos de onda) chega exatamente é necessário. 

O número de sessões varia de acordo com a genética do paciente, a cor da pele, seu gênero, a idade e sua situação hormonal. Já atendi pessoas que levaram dois anos depilando a perna, e outras que levaram seis meses. Realmente, o número de sessões é uma incógnita, motivo pelo qual eu nunca gostei de trabalhar com "pacotes de sessões". 

Outra variante é o tempo de duração da depilação. Sim, eu disse que o laser mata a raiz e é verdade. A raiz queimada não volta nunca mais, daí o nome "depilação definitiva". Porém, a pele é um órgão vivo, que se regenera, forma novos folículos, e por
isso, esse termo não se aplica.

As duas grandes desvantagens da depilação a laser são o preço (visto que as máquinas e suas lampadas são caríssimas, custam o preço de um apartamento) e o potencial de queimaduras. Via de regra, todo tipo de pele pode se queimar, embora os fototipos mais altos sofram um risco maior. Cada pele tem uma tolerância. A boa notícia é que possíveis discromias, ou seja, manchas brancas ou escuras ocasionadas pelo laser, costumam melhorar. Mas é no mínimo chato quando acontece. por outro lado, quando temos cicatrizes, a situação complica mais.

A luz pulsada é mais suave, os feixes de luz são difusos e possuem tamanhos diferentes. Por esse fato, acreditamos durante muito tempo, que ela seria melhor para depilar pelos miniaturizados e finos. Na prática, não observei essa "vantagem". 

A luz pulsada não é capaz de destruir o bulbo, mas sim enfraquece-lo. Dessa forma, observa-se que as manutenções necessitam ser mais frequentes, muitas vezes a cada 6 meses ou até menos. Raras são as pessoas que necessitam de manutenções anuais. 

A dor, a meu ver, é igual a do laser. E as chances de complicações também existem. Nesse caso, quando elas ocorrem, as queimaduras cursam com uma púrpura e a formação de cicatrizes é mais frequente (existem raios mais longos do que a raiz do pelo, penetram fundo na pele, portanto, se queimarem, a queimadura é mais séria).

As duas grandes vantagens da luz pulsada são o preço, pois o aparelho é mais barato (mais ou menos o valor de um carro)e a facilidade de realização, pois hoje em dia, a maioria dessas "clínicas" de depilação possuem luz pulsada, embora poucas sejam realizadas por um médico ou enfermeiro.

Independente do que for melhor ou mais conveniente para a sua vida, informe-se sempre sobre a qualificação do profissional que vai te tratar, e o tipo de aparelho.

*** Proibido depilar com cera ou cremes depilatórios enquanto estiver se submetendo a fotodepilação. ***

*** Evite se bronzear. A pele branca bronzeada é mais sensível a queimaduras do que uma pele negra que não se expôs ao sol. ***

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???