domingo, 29 de março de 2015

Cuidados com a pele de pacientes em tratamento de câncer





Minha amiga, Pri Brandt, do blog Shampoo de Laranja, me "presenteou" com um pedido incomum. Escrever sobre cuidados com a pele de pacientes que fazem quimio ou radioterapia. O pedido me pegou, para variar, no meio de um turbilhão de vida. Eu estava no meio da minha mudança do consultório de Ipanema (ano passado abrimos um na Barra, lembram?) e meu Primo Pietro sofreu um acidente na piscina da sua casa e ficou temporariamente paralítico (depois eu explico essa história melhor, mas quem tiver tiver curiosidade de ler o relato de superação do meu primo, é só segui-lo no Instagram, @Pietromannarino).

Enfim, a última coisa que eu precisava naquele momento era escrever sobre situações tristes. E eu falei isso para a Pri. Neguei o pedido, disse que estava enrolada, que o tema era pesado e merecia que eu me dedicasse antes de escrever. Realmente, o momento não era o mais oportuno, mas quem disse que não pensei nisso durante todos os dias, desde que ela me fez o fatídico pedido?

E outra. Pensei nas pessoas que receberam seus diagnósticos e o fato é que, esses pacientes, COM CERTEZA, não estavam esperando se deparar com essa situação.

O câncer é bem assim. Sempre chega exatamente quando não estamos esperando, ou quando a pessoa está fragilizada. Não existe uma época ideal para escrever sobre isso, da mesma forma que não existe uma fase da vida em que seria menos pior descobrir que se está doente.

Então eu larguei tudo e fui para a Internet pesquisar algo que ajudasse as pessoas que estão na luta da quimioterapia e/ou da radioterapia. Sabemos que os efeitos colaterais na pele, mais comuns nessa situação, são o intenso ressecamento e a coceira da pele. Tem também a queda do cabelo, algumas pessoas sentem dores nas mãos, rachaduras em pés e mãos, bolhas resultantes da radioterapia e uma imensa sensibilidade da pele, principalmente em relação a luz solar.
Sendo assim:

1) Hidrate muito a pele, de preferência usando produtos prescritos pelo seu médico. Alguns produtos de venda livre em farmácias podem agravar a situação.

2) Evite banhos longos, quentes e repetidos no mesmo dia.

3) Não use produtos abrasivos na pele, sejam buchas, ácidos, esfoliantes, produtos de depilação, etc.

4) Proteja-se ao máximo da luz solar, principalmente nos horários de pico.

5) Use protetores solares físicos, e de preferência, livres de PABA.

6) Cuidado com infecções de pele, que podem ocorrer quando a pele está imensamente seca (pois vira uma porta de entrada para infecções, que é tudo o que você não quer, quando está com a imunidade comprometida).

7) Pergunte a seu médico o que fazer quando algum inseto te picar ou quando alguma espinha aparecer. Não permita que esses probleminhas se tornem problemões.

8) Alguns medicamentos quimioterápicos podem gerar erupções acneiformes. Não use os produtos para acne, que você está acostumado a usar, sob risco de agravar a situação.

9) Navegando na Internet, descobri uma marca de produtos para a pele, específicos para pessoas em tratamento de câncer, que vocês podem ver nesse vídeo que postei. Me pareceu ser muito interessante. Chama-se Lindi Skin e aqui tem o link do site deles.

10) Evitem ficar muito tempo no calor. Determinadas cirurgias necessitam que se retirem gânglios linfáticos. Dessa forma, o paciente incha mais facilmente.

11) Ainda sobre o sol. Algumas medicações quimioterápicas podem manchar a pele. Então todo o cuidado é pouco. Não facilite.

12) O cabelo caiu? Não é sempre que isso acontece, mas se for o seu caso, saiba que conheço muitas pacientes que conseguiram recuperar os cabelos. Demora um pouquinho, mas vale a pena esperar. Nem sempre o cabelo cai integralmente, e em alguns casos ele pode recomeçar a crescer até durante a quimioterapia.

13) Cuidado com as cicatrizes de suas cirurgias. Existem muitos produtos que podem ser prescritos, que melhoram a coloração e a textura das cicatrizes. Protejam elas do sol, principalmente nos 6 primeiros meses após a cirurgia.

14) Feridas na boca (aftas) podem ocorrer durante o tratamento de câncer. Podem ser decorrentes do estresse ou das medicações usadas nessa fase. Existem produtos específicos para aftas, que aliviam imensamente a dor. Mastiguem devagar, evitem alimentos muito duros. utilizem um protetor gástrico, prescrito pelo médico.

15) Unhas manchadas podem aparecer durante o tratamento com quimioterapia. Essas manchas somem na maior parte das vezes, quando se encerra o tratamento. Seu médico saberá diferenciar manchas provenientes do efeito quimioterápico, das manchas causadas por fungos, que também são comuns quando a imunidade está baixa.

Espero ter ajudado um pouco.
Queria poder te dar um abraço bem apertado e dizer que tudo vai acabar bem.

2 comentários:

Joseane Ramos Duarte Soares disse...

Tem uma amiga que está passando pelo problema. Vou indicar seu site. Parabéns.

Anônimo disse...

Oi, dra, Obrigada pelo texto. E em relaçao à maquiagem, as pacientes podem usar à vontade? E fazer sobrancelhas, pode? - caso elas não tenham caído ou estejam crescendo. Beijo.

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???