segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

"Queimadura" por água-viva, como proceder?


Não deu outra. Domingo de sol, marido e filho frenéticos, com vontade de passear na praia, o irresistível mar praticamente nos chamando...

Resumo da ópera: me "queimei" com uma água viva. Essa situação é muito comum, mas muitas pessoas desconhecem como proceder nesse momento desagradável.

Em primeiro lugar, é bom saber que a gravidade da "queimadura", varia bastante, bem como os sintomas experimentados por cada indivíduo. Algumas pessoas sentem ardência (leve/moderada/intensa), outros sentem agulhadas,fisgadas e sensação de câimbra.

Porque isso acontece?

As águas-vivas são animais marinhos cobertos por células que injetam toxinas. O veneno, que serve para paralisar a presa, não é fatal aos seres humanos, mas provoca dores. Portanto, o que acontece não é uma queimadura propriamente dita, e sim um envenenamento.

Como proceder?

Lave o local imediatamente, com água do mar ou soro fisiológico.

Importante: não use água doce, que pode piorar a situação.

Você pode experimentar passar vinagre no local, pois o mesmo ajuda a neutralizar as toxinas, e consequentemente a ardência.

Outra medida que caiu em desuso, mas pode ajudar se você estiver em uma ilha deserta, em último caso, é - pasme! - urinar no local. Alivia na mesma hora! Mas evite essa medida se houver lesões como bolhas. Se sua urina não estiver estéril, pode haver contaminação da lesão.

Em casa, se a ardência persistir, pode fazer compressas geladas, tomando o cuidado de nunca colocar o gelo diretamente sobre a pele. Eu costumo fazer "bolas de gêlo" usando bexigas de festa de aniversário. Sempre tenho algumas em casa e no consultório.


Em crianças, todo o cuidado é pouco. Como possuem o corpo menor, ao se queimarem, uma maior superfície corporal é atingida. Procurem se informar a respeito da presença desses seres assim que chegarem na praia. 
O uso de roupas com proteção UV ajudam também, pois formam uma barreira entre a criança e a água viva. Se possível, optem pelas roupas de manga e calça compridas.  

2 comentários:

Natália disse...

Deve doer muito!

glauci lopes disse...

Tive uma queimadura que passou muito tempo para me recuperar, foi na pantorrilha, doeu demais, ainda lembro daquela sensação super desconfortável que acabou inclusive com a festa dos amigos que me acompanhavam na praia, ficaram todos preocupados, mas que bom que passou, fazem 13 anos e ate hoje tenho medo quando sei da presença de agua viva no mar. Ha ha, so sabe da dor quem já sofreu. Na época eu coloquei agua gelada. Me falaram da urina mas ninguém quis urinar na minha perna. Kkklkkk

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???