sábado, 31 de janeiro de 2015

Irritando Luciana: Exagerou ao sol? :-(

Vocês não podem calcular como fico revoltada, quando uma pessoa me liga ou aparece no consultório com queimadura solar. 


Em pleno século XXI, justamente quando dispomos de um verdadeiro arsenal para evitar que isso aconteça, tais como, protetores solares poderosos, roupas anti-uv, barracas anti-uv, chapéus que são praticamente sombreiros mexicanos (por falar nisso, perdi o meu), proteção solar ORAL, óculos que bloqueiam os raios UV, sem falar na informação sobre os efeitos da radiação, isso ainda acontece.

Claro que cada caso é um caso. De repente você se encontra preso num lugar onde não esperava pegar tanto sol. Ou então seus amigos sem noção detonaram o seu protetor solar e quando você percebeu, era tarde demais. Sei lá. Só sei que ainda hoje, essa é uma queixa razoavelmente comum.

E as "desculpas" que escuto?

- "Mas eu passei o dia embaixo da barraca!" 
-> Devia ser transparente

- "Estava um mormaço...nem senti nada..." 
-> Ainda assim precisa passar o protetor, e reaplicar

- "Juro que reapliquei o protetor solar.."
-> devia ser FPS 30 ou até 15. e reaplicou quantas vezes? Uma?

- "Não sei como isso foi acontecer! Eu estava de chapéu, protetor, fiquei embaixo da barraca..."
-> E Papai Noel existe.

Bom, terminada a minha "bronca" virtual, só me resta te ajudar, não é verdade?


Então vamos lá. Seja lá por que motivo for, você pegou sol demais. A capacidade de seus melanócitos de produzir melanina não foi suficiente para defender o DNA das suas células da imensa quantidade de radiação que você recebeu.

Seu DNA foi danificado e vamos torcer com fé, para que suas enzimas reparadoras do DNA sejam capazes de evitar que você tenha um câncer de pele no futuro. Mas o futuro não te preocupa nesse exato momento. Agora, o mais importante para você, é aliviar essa ardência infernal, que começa a acontecer entre 2-6 horas após a exposição solar, e que pode durar até 48 Hs.

Sua pele está vermelha e quente. Você está desidratado e pode sentir um pouco de tontura. Procure beber bastante água, de preferência gelada, para tentarmos diminuir a temperatura do seu corpo.

Para a ardência, ou seja, a queimadura solar, tudo vai depender da profundidade dela. Se foi superficial, se só está vermelho, algumas medidas simples podem te ajudar. Se foi profunda e você está com bolhas, sua situação é mais grave, procure um médico.

Existe uma antiga receita da vovó, que manda misturar maisena com água gelada e aplicar compressas dessa mistura no local. Realmente esse método ajuda.

Para quem prefere comprar algo pronto na farmácia, recomendo este produto:


Vocês podem deixar dentro da geladeira e aplicar na pele sacrificada.
Nos Estados unidos, eu gosto de comprar Solarcaine (não porque eu precise disso para curar queimaduras solares, mas porque a lidocaína em spray alivia minhas crises de urticária. A coceira diminui na hora!).


Dependendo da dor e do seu edema, seu médico poderá lhe prescrever antinflamatórios.
Agora que você já se tratou, é só esperar o tempo fazer o resto. Provavelmente você irá descamar daqui a uns três dias, e se isso acontecer, por favor, não fique puxando as peles que se soltam.


4 comentários:

Natalia Vaz disse...

Aqui na França as pessoas costumam usar a Biafine (http://www.biafine.fr/), que é uma pomada para queimaduras mesmo. Nunca tive que usar porque me protejo bem, mas parece que é alivio imediato. E olha que francês ADORA um sol quente. Quanto mais forte o sol e menos protegida a pessoa, melhor! Isso também me irrita profundamente. A minha sogra ja teve um melanoma e é capaz de passar um dia inteiro sob o sol sem nem pensar em protetor solar ou chapéu. >/ Adoro as suas dicas! :) Beijos!

EloPenna disse...

Luciana, uso Sundown 15 e fico debaixo da barraca e reaplico religiosamente de 2/2 horas. NUNCA fiquei queimada. Mesmo que eu resolva entrar no mar ou andar sob o sol do meio dia até o lugar onde estamos (o que ultimamente só faço com chapéu mesmo). Volto tão branca quanto cheguei. Então estas desculpas dos seus pacientes não valem mesmo! Sei que o Sundown não é o melhor protetor para os raios UVA, também não uso ele no rosto, mas acho o melhor custo benefício pra mim. E meu marido se recusa a usar qualquer outro, não tenho argumentos para ele... Beijinhos!!

Valéria C. Tavares disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk ri muito c esse poste Dra!!! Vc é show!!! sei que a bronca é séria, juro que nunca aconteceu comigo, sempre-que-vou-a-praia-volto-mais-branca, morro de medo de queimaduras solares!!! Na minha bolsa pode falta dinheiro,mas nunca faltara protetor solar rsrs p.s: apesar disso tenho umas manchas de sol (melasma) que sao amostradas e nao me largam aff

bjs, Valeria

Virgínia disse...

Oi, Luciana!
Tenho procurado um profissional mas não sei devo ir a um alergista ou um dermatologista. Dos 20 anos pra cá (tenho 30), tenho sofrido com o aumento de um sintoma que consiste em uma reação que acontece quando estou exposta ao sol: urticárias e ausencia de suor. Você tem alguma informação para me ajudar? Meu e-mail é: virginialevy@gmail.com.
Desde já agradeço!

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???