quarta-feira, 2 de abril de 2014

Dia Internacional do Autismo


Queridos e queridas:

Hoje é um dia muito importante, pois é o dia internacional do autismo.
Eu queria que você soubesse que as pessoas dão importância para este dia, não para que você sinta pena delas. E também não é para se auto-promover, nem mostrar como se é um pai ou mãe tão maravilhoso, por cuidar bem de uma criança autista. Nada disso.

Esse é um dia especial, pois promove a conscientização sobre o autismo, ou seja, informa as pessoas sobre o que é o autismo, quando desconfiar que uma criança seja autista, e o que fazer quando existe essa suspeita. 




Isso é muito importante, pois como muita gente sabe, o autismo não tem cura. Mas tem tratamento, e se for disgnosticado BEM CEDO, algumas crianças conseguem levar uma vida bem próxima à normalidade. Isso faz toda a diferença na qualidade de vida do indivíduo afetado, e também dos seus parentes e amigos.

O autismo é uma doença com uma imensa diversidade de sintomas, e alguns são tão brandos, que é difícil estabelecer um diagnóstico muito cedo, antes dos três anos. 

Muitas crianças investigadas com sintomas do espectro autista com 18 meses, dois anos, se forem corretamente estimuladas, conseguem se livrar dos sintomas e levar uma vida normal. 
Esses são alguns dos sintomas:

s

Se você conhece alguma criança com algum desses sintomas, isso não significa que ela seja autista. Por favor, não se desespere. Procure um neurologista infantil. Ele poderá avaliar e propor o tratamento indicado para cada caso.
Se você é pediatra, enfermeiro, babá ou professor, saiba que o diagnóstico precoce pode estar nas suas mãos. Não deixe de alertar os pais, por medo da reação deles. Ok, talvez eles não aceitem de cara a sua sugestão, mas insista. A criança vai te agradecer no futuro.






A cor do autismo é a AZUL, e no dia 2 de abril, é legal vestir essa cor para alertar as pessoas.

11 comentários:

Anônimo disse...

Luciana, obrigada por nos ensinar. Obrigada por fazer da sua experiência, mesmo do lado ruim dela, algo tão bom a ponto do tal lado ruim se tornar insignificante.

Érica

Anônimo disse...

Oi Lu, muito bacana e informativo esse post. E muito importante alertar as pessoas.
A foto com o Gabriel esta lindissima!
Voce e uma pessoa maravilhosa, corajosa, sincera e positiva, o Gabriel tem realmente uma mae super especial.
Um beijo e tudo de bom pra voces
Syl

Anônimo disse...

Deem uma olhada. É sobre autismo:

http://web.stagram.com/p/689834478914578531_179520329

Anônimo disse...

Lu! Adoro suas postagens e me sinto tia virtual do príncipe Gabriel! Muitas felicidades para toda sua família!!

Abraço!

Anne

Lucia Souza disse...

Lembrei de voce nesse dia e ate procurei seu FB, Twitter ou qq modo de falar contigo.
No programa Encontros ele mostraram varias crianças autistas com dons maravilhosos.
E no fim eu me perguntava:
Quanto eles são especiais?
Beijos

Um pouco de cada disse...

Oi! Acompanho o se blog há um tempo, mas não sou de comentar muito. Aquele seu post sobre a dificuldade de engravidar e como vc se sentia em relação à época q vc ainda não era mãe me sensibilzou muito, porque muitas daquelas coisas eu sentia e sinto até hoje. Então, por entender este seu sofrimento, que é com muita alegria que eu acompanho o Gabriel. Torço muito por ele, por vcs. Hj, procurando aquele vídeo sobre o autismo no facebook, achei a página da ateac, que é uma ONG que trabalha com terapias com a participação de cães. Qdo puder, dê uma olhada. Amo crianças e animais e sempre acreditei nos benefícios da convivência entre eles. Um abraço!

Um pouco de cada disse...

Oi! Acompanho o se blog há um tempo, mas não sou de comentar muito. Aquele seu post sobre a dificuldade de engravidar e como vc se sentia em relação à época q vc ainda não era mãe me sensibilzou muito, porque muitas daquelas coisas eu sentia e sinto até hoje. Então, por entender este seu sofrimento, que é com muita alegria que eu acompanho o Gabriel. Torço muito por ele, por vcs. Hj, procurando aquele vídeo sobre o autismo no facebook, achei a página da ateac, que é uma ONG que trabalha com terapias com a participação de cães. Qdo puder, dê uma olhada. Amo crianças e animais e sempre acreditei nos benefícios da convivência entre eles. Um abraço!

Luci disse...

Parabéns por ter sido escolhida para ser mãe do Gabriel. Filhos especiais merecem mães especiais. Que Deus os proteja sempre. Grande beijo!

Anônimo disse...

Esclarecimento útil.
Estava com saudades.
Abração.

Anônimo disse...

Todo comportamento eh uma forma de comunicacao...que coisa importante, obrigada por abrir meus olhos a esse respeito. AG

Anônimo disse...

Acompanho o seu blog algum tempo mais nunca comento, e vi o seu post que vc comentou que aconselharam vc a não contar sobre o autismo. Acredito que vc fez a coisa certa contando primeiro; pq vc pode esclarecer varias pessoas sobre o assunto, segundo o fato de todo mundo lhe dar com naturalidade sobre o tema autismo, ajuda a não ser um tabu. Quando mais se lida com normalidade o autismo mais fácil fica de todos aprenderem a lidar com ele e não ser aquele assunto proibido. Parabéns pela sua atitude, o seu meninos e tantos outros tem apenas uma forma diferente de lidar com as coisas e todo mundo tem algo para aprender com eles.

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???