sexta-feira, 12 de julho de 2013

Dicas de passeios em Buenos Aires

Hoje não vou falar de compras, embora Buenos seja um ótimo local para torrar o seu rico dinheirinho. Na minha última viagem, o foco foi passear, descansar e curtir essa cidade tão charmosa.
Um dos lugares que muitos brasileiros não conhecem é o Jardim Japonês. Eu sabia que existia, mas nunca havia me interessado. Grande burrice a minha. O lugar é lindo, parece um sonho.


Durante o passeio, vi uma noiva tirando fotos lá. Escolha certeira, pois o visual é de tirar o fôlego! Também é um lugar legal para levar crianças. Tem muitos caminhos onde eles podem explorar. Fiquei triste por não estar com o Gabriel.


Essa ponte vermelha é um dos locais mais disputados para tirar fotos, e aqui a criatividade "dos fotografados" voa longe. Chega a fazer fila!!! 


Pegar esse solzinho no frio de Buenos Aires, faz com que eu me sinta na Europa....
Outro lugar bem gostosinho de se passear (mas esse está precisando de um pouco de manutenção), é o zoológico de Buenos Aires. Existem dois zoos lá. Um é mais afastado, e eu com certeza vou levar o Gabriel lá um dia, pois as pessoas entram na jaula com os animais para tirar fotos, alimenta-los, e etc. Até com o leão, você tira foto!!! Só não sei se o animal fica dopado, ou entorpecido de alguma forma. 
Se alguem aqui souber como eles "amansam" os animais, me avise. Se fizerem maldade com os bichinhos, desisto do passeio.
O outro zoo, fica pertinho do Jardim Japonês, dá pra ir à pé.


Como vocês podem ver, o outro zoo também é grande, tem muito espaço para os pequeninos correrem.


Tem lugares onde as crianças podem desenvolver atividades artísticas, além de contar com um carrossel lindo, parecido com aqueles de filmes. novamente senti saudades do gordinho.


Nesse zoo, não podemos entrar nas jaulas, mas existe muita interação com os animais. Alguns andam soltos,  e algumas jaulas permitem que o visitante alimente os animais (através das grades). Mas você precisa comprar a comida no local.


Outro lugar que me dá muito prazer de passear, é o cemitério de Buenos Aires. Juro!! Sempre gostei de cemitérios, mas esse é muito especial. Não só porque a Evita está "enterrada" lá (os caixões ficam em prateleiras, expostos, e não enterrados), mas porque existem obras de arte em praticamente todas as "tumbalacatumbas".


E quando ele está bem deserto, dá um medinho de andar por lá... É fácil de se perder, eu mesma já me perdi algumas vezes.


O túmulo desta moça é o meu preferido. Eu tenho um interesse mórbido em anotar o nome dos falecidos, e quando chego no Brasil, eu pesquiso sobre a vida das pessoas (sim, sou a louca do cemitério). Existem visitas guiadas que contam a história dos falecidos mais interessantes, mas essa moça sempre me intrigou.

Ela morreu em sua lua de mel na suíça, houve uma avalanche. A roupa da estátua é uma réplica do seu vestido de casamento, e o cachorro era dela. Sempre tem uma rosa em sua mão, dizem que um homem misterioso vai quase todos os dias no cemitério e coloca a rosa lá.

Sobre o caixão dela, existia um sari que ela comprou na índia, uma de suas viagens preferidas. Quando você se espreme do lado da porta que dá para onde o caixão está guardado, dá pra ver que tem uma cortiça na parede com algumas fotos. Eu nunca consegui ver uma foto real dela, mas morro de curiosidade...

24 comentários:

vanilda disse...

Parabens, DOUTORA POR PARTILHAR ESTES MOMENTOS MARAVILHOSOS COM NOSCO,QUE DEUS LHE ABENCOE.

Nathalie Vieira disse...

Bom dia Luciana!

Enviei um email pra voce perguntando o telefone do seu contultorio para que eu possa agendar uma consulta!!

Please, responda!!

Beijos

meu email é nathaliervieira@hotmail.com

Nathalie Vieira disse...

Luciana,

Td bom?

Vi seu blog e gostei bastante :)

Gostaria de marcar uma consulta!

Qual o tel do seu consultório?

Obrigada e beijos!

Nathalie Vieira disse...

Luciana,

Td bom?

Vi seu blog e gostei bastante :)

Gostaria de marcar uma consulta!

Qual o tel do seu consultório?

Obrigada e beijos!

Anônimo disse...

Dra. Princesa Lu! Lindas fotos! Mas eu, particularmente não gostei de visitar o cemitério da Recoleta... pelo menos no dia que eu fui estava mto vazio e mal cuidado, parecia cena de filme de terror, hahaha! Tenho mta vontade de voltar pra BAS e visitar o zoo de Luján, mas me disseram que os animais ficam sedados para poderem "interagir" com o público. Não sei se a informação é 100% verdadeira, mas me desapontei um pouco, pq né, não é saudável...
Bjs
Lara*

Marinella Felice disse...

Estou querendo ir a Buenos Aires esse ano e estou adorando as dicas!

Anônimo disse...

Acho que sou louca também, porque gosto de visitar cemitérios, especialmente como esse da Recoleta, que é bem "rico". Mas meu grau de loucura é menor que o seu, pois ainda não anoto o nome dos falecidos pra pesquisar depois rsrsrsrs

Claudia disse...

Doutora princesa voltou!!! BAs é muito bom, mas o passeio no cemitério eu dispenso rsrsrs Sei que tem uma galera que é fã, não perde uma visitinha ao pere lachaise, porém eu não consigo mesmo. Já vi muitas fotos do outro zoológico de BAs. Dizem que eles não dopam. Eu não acredito. Entretanto, a idéia de confinamento de animais não me agrada. Já fui muito a zoos, hoje estou reticente.

Patricia Martins disse...

Adoro seu blog. Sempre tem dicas ótimas, com embasamento cientifico (coisa difícil de se ver por ai). Então, já que você divide tanta coisa com a gente, nada mais justo que dividir umas dicas do Zoo de Lujan. Já fui lá 2 anos atras. Entrei na jaula do tigre, do leão, dei comida pro urso... Não vi nenhum animal sedado. O que tem lá é animal condicionado. Não vi sinal de maus tratos. O local não é o mais limpo do mundo (parece um sitio e tem cheiro de sitio....rs). Eu fui para Lujan com um guia. Ele foi super bacana. E um brasileiro que mora la ha mais de 20 anos. E otimo porque ele pega no hotel, tira as fotos, dá várias dicas sobre a cidade, coisas que só os portenhos conhecem. Super prático, ainda mais quando se tem pouco tempo. O email dele e buenosairesjef@gmail.com. Tem o site http://muitomaisdebuenosaires.blogspot.com.br

Anônimo disse...

Que coincidência, eu estava lendo sobre esse cemitério ontem.

"Em 1970, Liliana morreu numa avalanche durante sua lua de mel na Áustria, na cidade de Innsbruck. No mesmo dia, separado por mais de 14 mil quilômetros de distância, seu cachorro Sabú também faleceu.

Seu pai fez um mausoléu que imita o quarto que Liliana tinha em vida. Sua escultura é a única do cemitério acompanhada por um cachorro"

Andrea disse...

Oi Princesa Lu!
Antes de tudo preciso falar o quão linda estás nas fotos! A felicidade da maternidade tem te deixado ainda mais lindona!
Sobre o Zoo de Lujan, infelizmente eles mantém os animais dopados com baixas doses, mas constantes. Tenho um amigo argentino que é veterinário e que "passou" por lá, pois não quis ficar ao saber o que acontece "nos bastidores". Fala que de uma forma geral os animais são bem tratados, mas há sim o uso de medicação para manter o controle. O que ele diz é que o local só permanece em funcionamento devido a interesses políticos. Falamos sobre isso há cerca de dois anos quando eu pretendia visitar o local, mas sabendo disso, perdeu a graça e acabei não indo.

Bjo!

Nath Ramps disse...

Dra Lu! Eu fui na Recoleta e fiquei intrigada com essa imagem da menina. Achei que tinha falecido quando era criança ainda. Não lembro mais do texto, mas lembro que era bonito e me deixou bem emocionada. Muito legal descobrir essa história aqui.
Na última vez que fui pergunte para o "coveiro" como os caixões ficavam daquele jeito, sem saída de cheirou ou secreções. Ele me explicou que por dentro são todos de aço, fechados e só envolvidos em madeira...
beijos!!

Nai Romero disse...

Lu, adorei a postagem!

Olha, fiquei super curiosa com a história dessa "Noiva Cadáver" também! Aliás, você lembra de quando é? Digo, nascimento e morte.
Ah! E essa escultura é realmente muito bonita; a família foi bastante delicada e espirituosa em escolhe-la.

Eu também fico super curiosa em cemintérios - a despeito de não gostar muito de ir - mas pra piorar fico olhando as fotos nos túmulos e depois... Rá! Não durmo! heeheh

Ah! Sobre o zoo de Luján, uma amiga veterinária (faz pós em animais silvetres e tal) disse que não acredita mesmo que eles estejam dopados, porque qualquer quantidade de calmante os deixaria "caídos" de uma maneira muuuito diferente do que eles ficam lá. Engraçado que quando conversamos sobre isso eu estava mesmo pensando em como ficavam os animais dopados que já vi...

Mas olha, eu não entraria na jaula do leão e outros bichos ferozes! Já pensou? Eles não fizeram nada com ninguém (que tenha sido divulgado), mas imagina se acontece justo comigo... Ai ai.. Já tenho tantos problemas, inclusive de saúde, não preciso perder uma mão na boca do leão. hahaha

Bjs
=***

Michelle Costa disse...

Dra Lu, adoro seu blog ! Como vc perguntou, vou relatar minha experiência. Fui a BSA a algum tempo atrás e visitei o Zôo Lujan. Nunca tinha ouvido falar mas meus companheiros de viagem pareciam mto animados. É ótima a idéia de poder entrar nas jaulas, fazer carinho, tirar fotos. Eles dizem que podemos fazer isso pois os animais são mto bem alimentados e tratados, mas posso afirmar que os animais são bastante dopados sim. Sempre que algum visitante entra em alguma jaula o treinador dá uma mamadeira com um "leitinho" e eles ficam calminhos calminhos, parecem até de pelúcia. É impressionante a diferença. Se fossem filhotes dava até pra entender, mas não faz sentido mamadeira pra um tigre gigantesco cada vez que um visitante entrava. Além disso, quando fomos embora bem no fim do dia, na hora de fechar mesmo, era nítida a diferença dos bichinhos. Os baby leões que tiravam fotos no colo, estavam rugindo e tentando avançar nos treinadores.
Amei a Flor de Recoleta, o Jardim Japonês, Puerto Madero, mas no zôo eu não voltaria não ... =/
Beijos

IsadoraCerutti disse...

Dra. Princesa, em primeiro lugar, queria lhe dizer que simplesmente AMEI o seu blog desde que o descobri e fiquei fascinada com a quantidade de dicas super úteis e interessantes que vc passa aqui, sempre de um jeito bem humorado. Gostaria de lhe agradecer por esse serviço de utilidade publica q vc esta prestando e que deve saber que é muito bem reconhecido por todos os seus leitores. Em relação ao post de hj, eu recentemente estive em buenos Aires e fui no zoológico de Lujan, aquele mais distante onde se pode alimentar e fazer carinho nos animais. É uma experiência incrível e eu certamente vou levar meus (futuros) filhos lá. Os animais são super bem tratados e a forma como eles conseguem torna-los dóceis é pela educação, desde filhotes. No caso dos leões e tigres, eles os criam junto com os filhotes de cachorros, que são lideres naturais e vao ensinando os felinos a serem dóceis e partir das brincadeiras entre eles. Nao é genial? Eu realmente adorei conhecer esse lugar!

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Oi, galera!!!

Putz, minha preferida morreu na Áustria e não na Suiça??? Desculpem, estou ficando gagá, só pode ser!!!

Em relação ao zoologico, as opiniões se dividiram, uns leitores afirmaram que eles ficam dopados e outros afirmam ser um condicionamento intensivo.
Complicado isso, acho que vou ter que ir lá conhecer e tirar as minhas conclusões.
Nathalie, eu já te respondi, o e-mail não entrou? O site do consultório é www.lintervento.com.br

Beijos a todos!!!

Anônimo disse...

Os animais tem seu dentes e garras retirados cirurgicamente... Risco médio... Pois uma patada de leão machuca sim...

Anônimo disse...

Acho que voce iria gostar de ler um artigo chamado "observaçao flutuante: o exemplo de um cemiterio parisiense" da autora Colette Petonnet, é um estudo antropologico
interessantissimo! Bjos, Lorena Carvalho.

rosilene fontes disse...

aparFiquei curiosa para ver este túmulo

Charlene disse...

Dra. os animais são dopados, sim. Não há possibilidade de um animal SELVAGEM ficar do jeito que eles ficam. Uma amiga minha foi e nas fotos e vídeo, eles parecem ter fumado maconha, nem notam a sua presença lá, não interagem com vc, ficam o tempo todo deitados. Aliás, outra foi semana passada e disse a mesma coisa. Quando eu fui, me recusei a ir, não concordo nem um pouco com isso.
É só fazer uma alusão com os animais de circo: eles são altamente treinados e vc pode interagir com eles? Lembro inclusive de um caso que ocorreu no Brasil (circo)de uma criança que chegou perto da jaula do leão e ele a puxou pra dentro e matou. É uma covardia o que fazem com os bichos!

Anônimo disse...

Depois conta a nova viagem e as conclusões, por favor!
Beijos!

Anônimo disse...

Oi Dra. Lu, que saudade!!

Já estive na Recoleta mas nem me lembro se reparei neste túmulo, mas já que vc comentou, tb fiquei curiosa e achei o seguinte:

O Túmulo de Liliana Crociati de Szaszak é uma tumba localizada no Cemitério da Recoleta em Buenos Aires, Argentina, sendo muito conhecido por seu design pouco usual e atraindo muitos turistas e curiosos para o cemitério e para a história da morte de Liliana.
Lá, jazem os restos de Liliana Crociati de Szaszak (1944-1970), jovem de 26 anos que, ao passar sua lua-de-mel em Innsbruck, Austria, em 26 de fevereiro de 1970, teve seu quarto de hotel atingido por uma avalanche, que a matou. O túmulo foi projetado por sua mãe no estilo gótico, o que destoou dos demais túmulos do cemitério. Adjacente à tumba, há um "pódio" de pedra adornado com uma placa, onde se lê um poema escrito pelo pai de Liliana em língua italiana, juntamente com uma estátua em tamanho real de Liliana, modelada pelo escultor Wíeredovol Viladrich. Após a morte do cão de estimação da moça, Sabú, Viladrich esculpiu uma estátua do cachorro e a pôs ao lado da estátua de sua dona, cuja mão resta acariciando a cabeça do animal.

http://pt.wikipedia.org/wiki/T%C3%BAmulo_de_Liliana_Crociati_de_Szaszak

Neste outro dá mais algumas informações:

http://www.recoletacemetery.com/?p=646

Bjs em vcs.
Raquel Daud

Anônimo disse...

Eu também gosto de visitar cemitérios! Aos amigos que vão a Buenos Aires sempre recomendo visitar o de lá. Já visitei alguns bem interessantes, como o do Andinista, próximo ao Aconcágua. No Brasil tem alguns, mas destaco o da cidade de Mucugê, na chapada Diamantina - trata-se de um cemitério bizantino (http://www.feriasbrasil.com.br/ba/chapadadiamantina/cemiteriobizantinodemucuge.cfm). Quando estive em Paris visitei dois, excelentes, pena que não deu tempo de visitar mais.

Mas não sou louca! Rsrsrs... Visito outros lugares em minhas viagens, muitos outros lugares!

E o jardim japonês é lindo mesmo, vale a pena.

Sandra
Brasília

Andreiadallarm disse...

Doutora linda... Sempre entro aqui mas nunca comentei... Primeiro lugar: adoro vc!!! O zoo Lujan eh maravilhoso... Eu parecia uma crianca de tao encantada... Fui com meus filhos de 3 e 6 anos... Foi o melhor passeio da vida deles!!! Eles so tem contato fisico com os filhotes, nos animais adultos eles olham de fora e os pais entram.... Nao acho que os animais sejam dopados.... Definitivamente nao concordo com isso. Nos videos de vida na selva vemos leoes e ursos deitados preguicosos sempre... So levantam pra cacar e no caso la eles ficam sendo servidos de carne e leite o tempo todo para nao ter fome... E eles disseram que os animais tem habitos noturnos e ficam mais ativos a noite. No dia que fui estava o tempo fresquinho e eles levantavam, andavam, comiam e deitavam como em qualquer zoo e sempre tratados com muito carinho. Leve seu filhote la e nao vai se arrepender!!! Deixe ele tratar do elefante, urso e fazer carinho nos filhotinhos de leao e tigre!! E uma dica... As fotos tiradas por eles parece caro no inicio mas nao se negue a tirar porque por mais que vc faca fotos lindas vc nao vai resistir e vai comprar o CD deles no final.... Entao aproveite cada momento e pose gatona pras lentes deles pq com certeza vale a pena as minhas ficaram perfeitas e eu cheguei falando q nao ia comprar e nem dava bola pra eles qdo eles fotografavam e no final paguei feliz...rs. Muitos bjos pra vcs!!!
E uma dica: qdo ele tiver uns 6 anos viaje pra Maragogi-AL e mergulhe com o Gabriel.... Sonhoooooooo inesquecivel!!!

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???