terça-feira, 29 de janeiro de 2013

QUEIMADURAS - Um problema real


Estamos todos enlutados pelo ocorrido em Santa Maria neste final de semana. De fato, foi uma catástrofe de grande proporções e que como todos devem ter visto em noticiários, totalmente evitável.

Diz-se em medicina de urgência, que 90% dos acidentes são evitáveis. E, quando ocorrem, normalmente existe uma sequência de fatos que levam ao desfecho trágico.
Porém, como evitar ou tratar eventuais acidentes que podem acontecer em nossa casa?

Em se tratando de queimaduras, sem dúvida as crianças são as mais afetadas, e a cozinha é o local onde mais ocorrem acidentes deste tipo. Os acidentes com líquido fervendo ou por superfícies aquecidas lideram as estatísticas.

Os acidentes com líquidos se dão quando estes estão em panelas no fogão com o cabo virado para fora. A criança, então, puxa o cabo da panela e o líquido derrama sobre ela. Este tipo de queimadura é bem grave pois como o agente causador é líquido, ele escorre pelo corpo aumentando a área queimada.

No caso de superfícies super aquecidas (grill elétrico, tampa de forno, ferro de passar), a queimadura é localizada no local onde houve contato com o agente causador, sendo na maioria das vezes de menor extenção.

Lembro de um caso que atendi onde um bebê de pouco mais de 1 ano, aprendendo a andar, se apoiou na tampa do forno da cozinha que estava muito quente. Ele teve queimaduras de segundo grau em uma das mãozinhas.

Mas então o que fazer no caso de uma queimadura? Já vi de tudo. Desde passarem pasta de dente na ferida, até pó de café. Trágico.
O ideal é sempre resfriar o local da queimadura. com água fria. E vou explicar o porquê.

O trauma térmico causa um aumento da permeabilidade vascular, ou seja, são ativadas uma série de substâncias que provocam dano na parede interna dos capilares sanguíneos, o que leva a um extravasamento de líquido através dos poros. Esse líquido é rico em proteínas e eletrólitos (sódio, potássio e etc), que são importantes para o funcionamento celular. Daí a formação do edema (inchaço) e das bolhas nas queimaduras, o simples resfriamento da área queimada retarda ou inibe a instalação deste processo.

Com isso, a pessoa já estará colaborando imensamente para o sucesso do tratamento futuro.
No caso de queimadura com chamas, é importante combater as labaredas abafando-as com tapetes ou água (mangueira, extintor de incêndio) e livrar o mais rápidamente possível a vítima das roupas queimadas, pois essas podem "se fundir" com a a pele queimada, principalmente tecidos sintéticos como o nylon. E depois resfriar a pele afetada com água fria.

As queimaduras elétricas são de longe as mais perigosas. E são voltagem dependentes. A rede elétrica doméstica (110, 220V) é considerada de baixa voltagem, mas em crianças, normalmente essa queimadura se dá quando os pequenos mordem os fios que estão ligados a tomadas, aí a queimadura além de ser elétrica se dá na boca o que torna o tratamento muito mais complicado. Portanto, cuidado com fios expostos quem tem crianças em casa. O tratamento inicial é o mesmo, resfriamento da lesão, porém a queimadura elétrica tende a se estender e costumamos dizer que o que vemos é só a "ponta do iceberg", pois estruturas mais profundas podem estar comprometidas mesmo que não possamos visualizar.

As queimaduras químicas também são comuns em ambiente doméstico. E o mecanismo da lesão se dá pela ação direta do agente ou por reação química do agente com o suor, por exemplo, que pode gerar calor. Já vi queimadura de segundo grau com aqueles adesivos para combater dores musculares.
Normalmente os agentes envolvidos são ácidos (usados para limpar pisos de pedra, por exemplo), álcalis (limpadores de forno, amônia) ou compostos orgânicos como os fenóis usados em desinfetantes. O tratamento inicial consiste em retirar todas as vestes da vítima e irrigar com água copiosamente para retirar o agente causador. No caso de queimadura com agentes químicos em pó, estes devem ser removidos com um pano antes da irrigação pelo risco da geração de reação exotérmica aumentar o danos. Nunca usar agentes neutralizadores. Só água.

Como vocês viram tratar um paciente queimado na fase inicial é muito simples. Só é preciso resfriar a área com água. E SEMPRE procurar auxílio especializado em uma grande emergência.

A questão das inalações de fumaça tóxica ou ar super aquecido realmente é um grande problema, pois faz a vítima perder a consciência muito rápido. Uma dica é: Se você estiver em um ambiente em chamas, procure rastejar, pois o ar quente tende a se acumular na parte de cima do ambiente.
Sinais como fuligem no nariz e boca, pêlos nasais queimados, tosse com escarro escuro pode sugerir intoxicação por fumaça e uma broncoscopia deve ser providenciada imediatamente. Outra dica doméstica: Sempre deixo um extintor de incêndio, aqueles para carros que vendem em postos de gasolina, na minha cozinha.

De fato os acidentes com queimados é uma parte da cirurgia plástica onde lidamos com a vida e a morte. Os cuidados com a manutenção da vida devem ser prioritários e depois de estabilizados, os pacientes passam a receber os cuidados específicos de cirurgia (que normalmente são muitas!), mas a mensagem que eu queria deixar hoje é que a prevenção ainda é a melhor forma de evitarmos sofrimentos e perdas irreparáveis.

Um grande abraço e rezemos juntos pelas famílias da tragédia de Santa Maria.
Luiz Felipe

22 comentários:

leticia disse...

tenho uma amiga que quando queima o dedo por segurar uma panela quente, por exemplo, mergulha o dedo em alcool líquido. ela acha q ele resfria mais rápido o local da queimadura. o alcool pode complicar mais a queimadura (mesmo qd eh uma queimadura superficial)?

Todas Amam disse...

Cada dia mais sua fã!
Já coloquei um de seus posts na lista de indicação de leitura do meu blog,essa também deve ir pra lá.Só assim podemos estender informações tão importantes e que muitas pessoas desconhecem como eu.
Parabéns!
Gi Almeida
www.todas-amam.blogspot.com.br

Anônimo disse...

Ótimo post!! Abç, Érika Lima

Anônimo disse...

muito, muitooo útil esse post!
a dica do extintor na cozinha é maravilhosa.

obrigada!

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Letícia
O álcool desidrata. Se vc tem uma lesão que está perdendo líquido (como na queimadura), qual o sentido de desidratar ainda mais?
Água é o melhor "remédio" para queimaduras, e você já pode tirar uma onda com essa sua amiga dando uma explicação extremamente técnica!
Abraços

Zaíra Bosco disse...

excelente o post!Obrigada. Tenho uma dúvida quanto ao extintor na cozinha. Existem diferentes extintores para cada tipo de causa de incêndio. Sendo assim, seria mesmo seguro nós, leigos, termos o extintor?

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Zaíra;
Você tem razão. Mas na cozinha a maioria dos casos de incêndio são por fogo mesmo, que pode pegar em um pano de prato, ou aquelas cortininhas, e para isso o extintor de água´pode evitar uma tragédia. è claro que ninguém vai usar água em uma tomada que entrou em curto, por exemplo, mas a dica é só para se ter uma proteção a mais. Eu, graças a deus nunca usei.
Abraços

Vicky disse...

E colocar um hidratante numa lesão pequena? Sempre que me queimo (i.e. Todas as vezes que uso o forno), eu coloco minha mão debaixo da torneira e depois encho de pomada bepantol. Claro que essas queimaduras nunca são muito graves. Mas isso pode me causar problemas?

Vicky disse...

Uma história que sempre ouvi é que o desenvolvimento da cirurgia plástica no Brasil deve muito ao incêndio do circo em Niterói, em 1961, onde um médico novinho, chamado Ivo Pitangui, tratou das vítimas por anos, muitas vezes de graça. Essa tragédia trouxe vários desafios, obrigando os médicos da época a desenvolver novas técnicas e tratamentos na recuperação de queimados.

Érica Virgínia disse...

Parabéns pelo post!! Muito oportuno e esclarecedor. Adorei!!

Neide Ribeiro disse...

Gostei da postagem,muito interessante.
bjs amiga do IG!!!

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Vicky
Você tem razão. O prof.Pitanguy tinha 35 anos à época do incêndio em Niterói, e não só ele,mas os Drs.Ronaldo Pontes, Ramil Sinder, Carlos Caldas e vários outros que foram meus tutores participaram dessa tragédia.
Em relação ao hidratante, se for queimadura de primeiro grau (só vermelhidão) não tem problema, mas se houver bolhas (segundo grau), é bom evitar pelo risco de contaminação da ferida.
Abraços
Luiz Felipe

Vicky disse...

Será que vocês poderiam fazer um post sobre queimadura de sol? Eu sou MUITO branca, e quando era criança, não existia protetor solar, só Rayto de Sol. :D E eu nunca obedecia meus pais pra sair da água depois das 11 da manhã, eu fugia com meus primos e ficávamos na piscina até o anoitecer. O resultado era eu, da cor de berinjela, cheia de bolhas, com febre, muita dor, no hospital infantil tomando soro na veia. Óbvio que a primeira vez que vi um filtro solar a venda, comprei (tinha 14anos) e usava até para ir a escola, todos os dias. De lá pra cá, só aumentou o spf.

mcoral disse...

queridona....ando com cabelo ralo e unhas fracas...todos andam falando do "Pantogar ".......como estou tb na fase de menopausa..sera que posso tomar..ou existe formula melhor que essa...todas que andam tomando estao adorando................beijocas.
Marcia

Helena Miranda disse...

Muito boa as dicas e orientações.
Aprendi há muito tempo que água fria é o melhor remédio instântaneo. Depois que pelo menos uns 5 minutos em água fria, dependendo da gravidade, procurar um hospital.
È sempre bom posts como este, porque fazia tempo que não lia nada sobre este assunto, que graças a Deus já sabia.
abçs

Anônimo disse...

O problema é que nem sempre é possível rastejar para escapar da fumaça. Naquele ambiente da boate de Santa Maria, a pessoa que tentasse rastejar seria pisoteada e acabaria morrendo da mesma forma. Infelizmente.

Lili disse...

Dra. Luciana, tenho uma pergunta que não tem muito a ver com o post, mas que tá em atormentando então vou fazer logo!

Eu uso protetor solar certinho (anessa, da shiseido, FPS 50), reaplico umas 2x por dia, apesar de passar o dia trancafiada no escritório, acho q faço tudo certinho...
só que atualmente estou assistindo umas aulas pelo computador todas as noites, fico a uns 50/60 cm de distância da tela, mas as outras luzes no amibiente são indiretas...
é necessário usar protetor também??
O rosto não tem que "respirar" em algum momento?

Já estou ansiosa pela resposta! Obrigada

Sugar Drop disse...

Oii, como vc ta?
Essas dicas tem que ser amplamente divulgadas... são muito importantes!
Obrigada por disponibilizar esse tipo de informação. Parabéns!

Beijos

Carla e Álvaro disse...

Ótimo post! Parabéns.
Considerando toda essa tragédia de Santa Maria, é muito bom saber como se podem evitar acidentes domésticos. Pessoas sensíveis e preocupadas com o próximo, assim como vc., fazem das nossas vidas um pouco melhor a cada dia. Obrigada!

Alma disse...

Luciana Querida.

Parabéns pelo Post útil e necessário.
É sempre bom ler um assunto, que quem o escreve, faz com conhecimento de causa.
Acompanho seu trabalho há anos e, como sempre, me surpreendo positivamente.
Aproveitei e fiz um Link em nosso Portal.
Acredito que será muito útil para nossas Internautas obterem esta informação.
Dê um beijo no Gabriel que a titia manda.

Bjs. e Best Regards.

A!ma.

Publisher Ganhei da Balança

Anônimo disse...

Dr. Luiz Felipe,


A tragédia de Santa Maria, ainda, se faz presente em nossos corações e orações.

Tomei a liberdade de copiar este texto valioso com os devidos créditos, para os contatos diários, como uma extensão e prevenção/orientação das nossas orações por todos.


Cláudia

Vanessa disse...

Agua, muita agua e uma visita ao pronto-socorro. Queimadura bem tratada só será lembrada como história e não pelas lesões na pele.
Ótimo post!
Abs,

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???