domingo, 2 de dezembro de 2012

Vai um silicone aí?

Oi pessoal !
Confesso que não consegui esperar até segunda para experimentar essa nova "ferramenta" chamada blog. Passei o final de semana pensando em como transmitir informação de qualidade sem ser demasiado técnico. Certamente não herdei o talento para escrever da minha irmã, mas acho que com o tempo vou me acostumar...

Bom, pensei em começar meu primeiro post falando sobre silicone, ou melhor, mastoplastia de aumento.
Os implantes mamários evoluíram muito nos últimos 20 anos. Tanto em qualidade quanto em opções de modelos e tamanhos. Hoje temos basicamente dois tipos de implantes quanto ao revestimento (poliuretano e texturizado), quatro tipos de formato (redondo, cônico, natural e anatômico - que pode ser de pólo superior ou inferior) e ainda dentro desses quatro grupos, mais quatro grupos de projeções (LO-low, MD-medium, HI-high e XH-extra high), cada qual com sua indicação.

Até aqui já deu para perceber o quão complexo é escolher um implante.
Além disso as vias de acesso (cicatriz) que podem ser três: Sulco mamário, peri-areolar e axilar. E o local onde vamos colocar o implante que pode ser atrás da glândula ou atrás do músculo.
Para quem achava que colocar um implante de silicone era só "abrir um buraquinho e enfiar a prótese"- juro que já ouvi isso de uma paciente - pode estar sendo um choque essas informações... Mas não se desesperem. Tudo isso se encaixa de forma perfeita quando se faz uma boa consulta.

Uma coisa muito importante é saber que o implante de 315ml que sua amiga colocou e que ficou lindo, pode ser que para você não fique tão bom. O volume é calculado à partir das medidas da paciente como largura da base mamária, distância da fúrcula esternal (aquele buraquinho que nós temos abaixo do pescoço) até o mamilo, distância do mamilo até o sulco e etc. Em posse dessas informações o cirurgião será capaz de escolher os (sim, os)modelos que ficarão bem em você. Normalmente escolhemos três tamanhos.

Depois disso vamos escolher onde os implantes vão ficar. Se a paciente for muito magra, é melhor colocar atrás do músculo para que não fique visível ou palpável.
Depois a via de acesso. Minha preferência é pela via peri-areolar, mas também gosto de colocar pelo sulco. Só não vejo muita vantagem na via axilar e vou explicar o porquê: primeiro, que por incrível que pareça, é a via que fica mais visível (biquíni ou camiseta certamente vão denunciar a cirurgia), e segundo, que se houver algum problema no pós-operatório (Deus nos livre!), certamente o cirurgião vai ter que abrir ou no sulco ou na aréola para corrigir, pois a via axilar não permite correção de hematomas ou troca de implantes por contraturas e rupturas.

Agora outra dúvida cruel...a anestesia. Em 90% dos casos podemos fazer a cirurgia com anestesia local e sedação, e os outros 10% que se reservam a anestesia geral para o casos de retromusculares, reconstruções de mama, e troca de implantes.
Bem, acho que deu para se ter uma idéia do universo das mastoplastias de aumento. Espero não ter sido muito técnico. Estou à disposição para críticas e dúvidas que surgirem.
um grande abraço e até a próxima... Lipo, pode ser?

PS: Nos próximos posts vou caprichar mais com fotos, esquemas e etc ok?

58 comentários:

Anônimo disse...

Oi. Tenho 23 anos. Recentemente li que parabenos fazem mal para a pela. Usei protetores que continham essa substância e só percebi agora! Sempre tive a pele sensível a queimaduras solares, sou muito branquinha e tenho a pele oleosa. Busco protetores solares com proteções FPS altíssimas: 90, 100. Vi na farmácia um protetor chamado Photoderm Max FPS 100, mas contém parabenos. Posso usá-lo? Fiz laser para cicatriz de acne tem 3 dias, minha médica receiutou Profuse loção que controla óleo FPS 30 ou Episol Oil free 30, porém acho que ainda está muito baixo, pois sinto a peloe queimar e arder quando estou no sol, mesmo de sombrinha.
Gostaria de uma relação com uns três protetores indicados para minha pele?
Obrigada.
Maria (nome fictício).
E-mail de contato: sergipe_sergipe@hotmail.com

Mudei o nome no blog, mas enviei um e-mail com meu nome real. Gostaria que respondesse ao que visse primeiro: o email ou o blog. Os e-mails usados são meus mesmo. Por favor, esclareça minha dúvida.

Juliana disse...

muito bom esse post, esclareceu muitas dúvidas!!!!

Naty disse...

Parabéns, adorei a parceria de vocês!

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Querida Maria, me desculpe, mas não podemos sugerir produtos para pessoas que não são nossos pacientes. Converse com a sua médica. Mas saiba que o Photoderm max é um produto que eu recomendo para meus pacientes.
Um abração!

Luana Macanoni disse...

Olá!! Gostaria se possível do seu e-mail para algumas dúvidas. Estou querendo fazer essa cirurgia após o próximo baby que estou planejando nascer... e estou cheia de duvidas. obrigada Luana

Anônimo disse...

Vou fazer implante de silicone retromuscular pela axila, a dor pós operatoria é maior dessa forma?
Obrigada

Anônimo disse...

pq nos EUA utilizam muito comumente o implante salino e a via de acesso pelo umbigo e aqui no Brasil nao usam nenhum dos dois?

Natália disse...

Por favor, um post sobre redução de seios...

Anônimo disse...

Excelente post!! Fiquei em dúvida apenas quanto à vida útil das próteses, para mim o fator amedrontador em relação a esse tipo de cirurgia: a necessidade de novo procedimento...Érika Lima

Laly disse...

Nossa, mais complicado do que eu imaginava! Mas gostei do estilo do post!

Eu tenho uma dúvida: no caso de correção de tamanho, seria mais adequado implantar o silicone ou retirar uma parte da outra mama?

Bjs

Ana disse...

Adorei o post, Dr Luiz Felipe.
Obrigada por esclarecer algumas dúvidas minhas.

Abraços

Monica Veridiane disse...

Amei a parceria!

g.marian disse...

Que legal, Dr. Luiz, é muito importante saber estes procedimentos principalmente porque não parece ser simples não somente a cirurgia em si como a recuperaçõ..Morro de medo de hospital rsrs

Anônimo disse...

Dr, e o acompanhamento dos implantes? Eu fiz a cirurgia há cinco anos, depois que tive alta do cirurgião nunca mais voltei nele e minha gineco nunca pediu ultra som. Fiquei preocupada com a "validade" dos implantes depois do que ocorreu com a marca PIP. Acho que faltou esclarecer um pouco mais sobre isto.
Enfim, parabéns pelo primeiro de mts posts, esse blog que já era ótimo vai ficar mto melhor!

Lilian disse...

A dor será semelhante em qualquer tipo de via?

Anônimo disse...

Que máximo, adorei! Estudo estética e vi fotos de uma mastoplastia redutora essa semana, é bem impressionante o trabalho médico e a diferença que faz na vida da paciente que está em busca desses procedimentos. Muito bacana, o blog vai ficar bem mais completo agora!

Beijo,
Lorena Carvalho.

Anônimo disse...

Adorei esta parceria! Algumas dúvidas sobre este assunto?
- Há mulheres que perdem a sensibilidade dos seios com o acesso pei-areolar?
- É possível associar dois procedimentos, mama e abdominoplatia, aproveitando para colocar a prótese mamária através da incisão no abdomem?
Abraços,
Ângela

Anônimo disse...

Adorei a parceria! Ótimo post, esclarecedor!! Tô de olho no minha pele!! Bjus/ Danielle Jordão

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Oi Luana.
Mande suas dúvidas para minhapele@ig.com.br
Abraços
Luiz Felipe

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Anônimo 1:
Sim. Quando se coloca o implante atrás do músculo a dor no pós-operatório costuma ser maior, pois a musculatura tem que ser desinserida. Claro que dor é muito subjetivo e varia de pessoa para pessoa, mas no geral retromuscular é mais dolorido.
Abraços
Luiz Felipe

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Anônimo 2:
Sempre me fazem essa pergunta...Coisas do nosso estimado "colega" Dr.Hollywood...
Bem, nos Estados Unidos até uns 5 anos atrás o silicone era proibido. Havia uma suspeita que pudesse induzir ao câncer de fígado, o que não se provou ser verdadeiro, como todos sabemos. Porém demorou décadas até o FDA se convencer disso, então, a única opção que os americanos tinham eram os implantes salinos que entravam vazios e eram enchidos com solução fisiológica (soro) já no lugar da mama. Nós também usamos esses implantes aqui no Brasil, mas apenas em casos de reconstrução de mama como expansores de tecido. Quando atingimos a expansão necessária trocamos por um implante de silicone.
Em relação ao acesso pelo umbigo, existe um grande inconveniente. O túnel é feito logo abaixo da pele e por isso fica uma área elevada muito feia na linha média. Já operei 2 pacientes que fizeram mastoplastia de aumento nos EUA que tinham essa marca na barriga.
Posso dizer que no tocante aos implantes de silicone os americanos ainda estão "engatinhando"...
Abraços
Luiz Felipe

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Natália:
Anotado seu pedido. Aguarde que logo publicarei algo a respeito.
Abraços
Luiz Felipe

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Érika:
Na verdade não existe um "prazo de validade". Antigamente se preconizava trocar os implantes a cada 10 anos, mas hoje isso caiu por terra. O que se recomenda é: se não está com problema não precisa trocar.
A maioria das pacientes que me procuram para trocar os implantes são pessoas que fizeram a cirurgia há mais de 15 anos e hoje querem trocar porque a mama mudou, ficou mais pendurada e etc, afinal de contas o processo de envelhecimento continua não é mesmo?
Abraços
Luiz Felipe

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Laly:
Podemos associar cirurgia de redução com implante mamário, ou seja, usar a prótese para dar sustentação e não aumentar. Isso se chama mastopexia e é uma cirurgia onde "substituímos" tecido mamário pelo implante.
Abraços
Luiz Felipe

Anônimo disse...

ok. Obrigada pela atenção. Já ajudou muito. Então vou usar o Photoderm Max 100. Você é muito educada! Maria.

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Lilian:
Em relação às vias de acesso não. Em relação ao local de colocação dos implantes sim. A localização retromuscular costuma causar mais dor no pós-operatório que a retroglandular.
Abraços
Luiz Felipe

Samara Karla disse...

Olá Dr. Amei o post!!
por favor, você poderia dizer em média quanto custa um procedimento desses, por exemplo, quanto custa colocar silicone? e o pós operatorio, quanto tempo demora? tem que fazer algo especial como massagem??
outra pergunta e "como procurar um cirugiao plastico?"
por que nao quero que aconteca que aconteceu com essa senhora, e pior, eu queria ir nesse médico!! ele tinha/tem um consultorio num lugar bem caro por isso nao fui nele, pois so o preco da consulta era muito cara

http://www.ochefaodanoticia.com/2012/07/doris-divulga-fotos-estarrecedoras-que.html

entao, ouvi falar que tem um numero que pode procurar se o médico é registrado/apto para trabalhar nessa area, mas onde?? e sera que o médico nao ficaria chateado se eu pegasse um papel para anotar o numero de registro? se ele perguntar o que digo?? " to anotando o número para ver se você ja nao fez alguma merda por ai", e onde fica esse número afinal?
Pois é, de vez enquanto vem uns cirurgioes de outra cidade operar aqui em Manaus, eles cobram um preco muito bom, que da até pra desconfiar, eu pensei, vem aqui, faz merda e vai embora, mas duas amigas minhas que fizeram plasticas com ele ficaram maravilhosas, entao como eles podem cobrar tao barato numa plastica se geralmente esse tipo de operacao custa 3 vezes mais?
Tem algum site do Brasil que possa verificar se o médico ja fez alguma desgraca por ai? bem por enquanto e isso, OBRIGADA

Anônimo disse...

Adorei o post e a ideia de escreverem o blog juntos!! me tira uma duvida, Doutor: o implante de silicone no glúteo tb nao tem validade? e se tirar, fica flácido? obrigada!
Clarice

Anônimo disse...

Ola Dr. Luiz! Tenho seios assimetricos e pequenos, gostaria de saber se a correcao é facil colocando o implante de silicone...
Beijos

Ana Luiza disse...

Adorei esse post. Falando ainda em silicone eu gostaria de saber a sua opnião sobre silicone nas nádegas. Você acha que fica natural? Será que no bumbum não seria melhor fazer outro procedimento cirúrgico ao invés de silicone para que ficasse mais natural?

Beijo e obrighada!

Anônimo disse...

Obrigada pela atenção!!!Esclareceu minha dúvida! Érika Lima

Rayanne disse...

Gostei bastante do post.
Tenho 25 anos e já pensei e repensei mil vezes sobre silicone. Tenho medo de colocar por ver/ler alguma notícia de morte ou complicação sobre o assunto. Junto as boas informações para ir me dando base para se algum dia decidir.
Obrigada, Dr.

Carol lves disse...

Meninas, eu li um comentário que me incomodou muito. Por gentileza, vamos manter um nível de educação no blog. Não vamos usar "palavrão".
Felizmente, nós temos a possibilidade de debatermos diversos assuntos interessantes com profissionais gabaritados que estão disponibilizando tempo e atenção! Vamos aproveitar melhor essa oportunidade!
Parabéns à Luciana e ao Luiz Felipe!

Carol Alves disse...

Meninas, eu li um comentário que me incomodou muito. Por gentileza, vamos manter um nível de educação no blog. Não vamos usar "palavrão".
Felizmente, nós temos a possibilidade de debatermos diversos assuntos interessantes com profissionais gabaritados que estão disponibilizando tempo e atenção! Vamos aproveitar melhor essa oportunidade!
Parabéns à Luciana e ao Luiz Felipe!

Lílian disse...

Muito bom, parabéns. Adorei conhecer um pouco mais sobre o assunto em um blog que confio muito. Hoje em dia podemos pesquisar muitas coisas na internet mas nem sempre as fontes são confiáveis.

Lílian disse...

Amei. Parabéns. Quero saber sobre lipo e cirurgia de miniabdomen. Bjs

Ana Beh disse...

Não foi muito técnico, foi ótimo!

Você falou da anestesia no final, mas é exatamente aí que tenho dúvidas.

Uma amiga minha queria fazer a cirurgia de silicone nos seios e pediu para assistir uma cirurgia no hospital que ela trabalha. A paciente ficou gemendo durante a cirurgia e abriu os olhos algumas vezes. Depois ela perguntou sobre isso para o médico. Ele falou que além da anestesia local é utilizado um "remedinho" para sedar parcialmente a pessoa, e normalmente os pacientes não se lembram de nada, mesmo aqueles que abrem os olhos e falam alguma coisa enquanto sedados.

É isso mesmo?
Mas será que ela não estava sentindo dor?

Eu já fiz rinoplastia e me lembro de uns flashes, pois tomei anestesia local e provavelmente algum "remedinho" deste tipo. Depois da cirurgia o médico ia me liberar em 1h, mas eu dormi profundamente durante duas horas seguidas. Acordei super grogue e só consegui sair da clínica 5h após a cirurgia, que durou 30 minutos.

Quem determina a anestesia é o anestesiologista ou o cirurgião?

Tenho um pouco de medo de anestesia, se puder falar um pouco sobre isso será bom.

abraços!

Ana

Anônimo disse...

Luciana,

Que DNA, o mano está aprovadíssimo.
Parabéns para toda Família.
Saúde!

Cláudia

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Oi Samara
Se você quiser checar se seu médico é realmente especialista em cirurgia plástica, basta ter o nome dele e entrar no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (www.cirurgiaplastica.org). Se ele for membro associado ou titular significa que tem o título de especialista. Ele também deve ter sua especialidade registrada no conselho regional de medicina de seu estado, no seu caso, Amazonas.
Não sei qual é o site do conselho do Amazonas, mas é só digitar no google que deve entrar.
Em relação ao preço da cirurgia realmente existe uma grande variação, mesmo porque os custos de um consultório em determinados locais são muito mais altos que em outros, além disso tem o tempo de experiência do cirurgião e outras variáveis menos palpáveis.
Aqui no Rio uma cirurgia de mastoplastia de aumento gira em torno de R$12000.
Essa pergunta me deu a idéia de escrever um post sobre a formação de um cirurgião plástico, assim vocês poderão ter idéia do caminho que nós devemos percorrer até obtermos nosso título de especialista.
um abraço
Luiz Felipe

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Me perguntam muito sobre sensibilidade da aréola nesta via de acesso. Realmente pode haver alteração transitória da sensibilidade, que pode ser para mais ou para menos. mas por ser transitória ela sempre volta ao normal, às vezes leva uns 8 meses, mas volta.
Abraços
Luiz Felipe

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Muitas perguntas sobre implante de silicone em glúteos.
Sim, fica bom quando bem indicado. Os implantes glúteos são indicados para quem é absolutamente reta, ou seja, não tem projeção de glúteos.
Não serve nem para aumentar o que já tem um tamanho razoável, nem para suspender o que está "caído".
Mas isso é um capítulo à parte. Vou preparar um post sobre gluteoplastia.
Abraços
Luiz Felipe

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Mamas assimétricas, provavelmente vão pedir implantes diferentes. Claro que conseguimos diminuir muito a assimetria com a cirurgia, mas é um procedimento um pouco mais difícil e que requer uma avaliação muito criteriosa do problema.
Abraços
Luiz Felipe

Anônimo disse...

Uau!!! Seu post bombou! E você é bem atencioso respondendo a todo mundo. Queria saber sobre redução de mamas e se dar para dar levantadinha na redução sem ter que colocar silicone para isso. Estarei ansiosa esperando esse novo post! Abçs! Vera

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Oi Ana
Realmente o assunto "anestesia" é bastante delicado. Tudo isso que você falou é verdade, realmente pode acontecer. A sedação que o anestesista faz é justamente para promover um relaxamento, aumento do limiar de dor e amnésia. Esse é o tripé de uma boa sedação. Evidente que o grau de ansiedade do paciente, e seu "sistema medroso" devem ser levados em conta, afinal não se trata de uma receita de bolo, e aquilo que foi planejado (local+sedação) pode ser mudado se necessário for (geral). Isso vai depender da sensibilidade da equipe em identicar um paciente mais agitado, ansioso ou medroso mesmo, rs.
No mais, deixo meu anestesista à vontade para decidir o procedimento que ele julgar melhor para aquele paciente específico, pois uma relação de confiança na equipe é fundamental para o sucesso do procedimento.
Outra coisa, apesar de algumas pacientes terem "pânico" de hospital eu costumo deixar uma noite de internação de modo que o pós-operátorio imediato seja o mais confortável e indolor possível, afinal em ambiente hospitar temos à disposição todas as drogas que quisermos usar para tratar eventuais desconfortos, fora o mimo das enfermeiras que são uns amores. Realmente a comida deixa um pouco a desejar, mas é só por uma noite...
Abraços
Luiz Felipe

Anônimo disse...

Como disseram logo acima, faça um post sobre a redução!! Sou magra e meus seios grandes..comprar biquini ou lingerie é um martírio.. uso P na calcinha e G no sutiã!!
Parabéns pela parceria!! Adorei!!

Michele disse...

Parabéns pelo post! Coloquei prótese mamária retromuscular há um ano, mas a altura das duas proteses ficou um pouco diferente....a direita ficou mais "pra baixo" que a esquerda. Reclamei com meu cirurgião, mas como não estava disposta a uma nova cirurgia, deixei como está (a diferença, com roupa, não é perceptivel, mas sem roupa não é difícil de ver, pois a altura dos mamilos denuncia), alem de que iria gastar mais com hospital e anestesista. A minha dúvida é: pq isso pode ocorrer? inexperiência do médico? Eu que fiz alguma força no pós operatorio que tirou a prótese do lugar? Meu médico não me esclareceu.

Dr.Luiz Felipe Chichierchio disse...

Difícil avaliar sem ver.
Muitas vezes uma assimetria que parecia imperceptível antes da cirurgia pode se tornar evidente com o aumento das mamas.
Para isso eu peço fotos de Pré-operatório feitas em um estúdio fotográfico com uma fotografa em com várias incidências, de modo que eu possa avaliar a mama de todos os ângulos.
Não acredito que o implante possa ter "rodado", apesar de que não é impossível que isso aconteça.
O exame que pode esclarecer é a ressonância magnética ( ultra-som não é bom para retromuscular)
Abraços
Luiz Felipe

Anônimo disse...

Dr. Luiz, ainda fiquei com dúvida sobre o acompanhamento da condição dos implantes... que exames devemos fazer? E com qual frequencia? É o nosso médico ginecologista que deve avaliá-los?


Dra. Lu, poderia falar sobre calvície feminina? Eu tenho umas entradas na testa e uso Aloxidil e Avicis, sou nova e isso me incomoda mto...

Beijos e obrigada pelos esclarecimentos!

Dr.Luiz Felipe Chichierchio disse...

Uma outra coisa que me ocorreu é que a musculatura pode não ter sido totalmente desinserida em sua porção inferior.
Isso é necessário pois caso contrário o implante pode subir um pouco com a movimentação dos braços, fazendo com que a aréola fique "olhando" para baixo.
São só suposições, viu?
Abraços

Dr.Luiz Felipe Chichierchio disse...

Ok. Anotado.
Abraços

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

O acompanhamento dos implantes deve ser feito em conjunto com o mastologista/ginecologista, ou seja, esse profissional deve ser avisado que a cirurgia foi feita e fará o acompanhamento normalmente, avisando o cirurgião plástico sempre que desconfiar de alguma alteração.
Os exames são os mesmos (US, mamografia) e ressonância magnética para ver especificamente os implantes.
Abraços
Luiz Felipe

Anônimo disse...

Parabéns, que parceria boa, agora o blog ficou show, muito claro e bem escrito, podem continuar assim nos ajudando e sendo educados e atenciosos, isso só engrandece vcs.
Muito boa essa idéia de usar a modernidade, essa era dos blogs para esclarecimentos sobre coisas tão úteis.
Sempre adorei o jeito da Luciana e estou adorando a participação de seu irmão.
Beijoss e vão em frente com esta idéia, vcs vão longe!

Débora disse...

Olá! Gostaria de ler sobre redução de seios! Tenho seios muito grandes e gostaria de fazer a cirurgia, mas não tenho nenhuma informação sobre ela.
Obrigada!

Mei Granghelli disse...

Olá! Ótimo post, mto esclarecedor...

sempre tive uma dúvida em relação ao implante... Ele pode prejudicar a lactação e amamentação? Não tenho filhos e tenho muita vontade de colocar silicone (só vontade), mas essa dúvida me persegue... Obrigada! Poderia fazer um post sobre rinoplastia para assustar a nós todas! ahahahaha

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Mei:
A mastoplastia de aumento não prejudica a amamentação. A redução de mama pode prejudicar, mas o aumento não.
Abraços

Anônimo disse...

Olá Dr. Luiz,

Sempre tive essa duvida e nunca ví ninguem que perguntasse: O que faço com meus implantes qd tiver 70/80 anos e uma cirurgia de retirada/troca for considerada de risco pela idade? Pode ser q este problema ainda n tenha acontecido devido a esta ser uma cirurgia recente. Mas é que sempre me imagino idosa e com um silicone. O q fazer na velhice? Leila

Luciana Leal & Luiz Felipe disse...

Leila:
Eu uso muito implante mamário em pacientes de mais idade, vale lembrar que uma das formas de reconstrução de mama pós câncer é com implantes e pacientes que tem um risco cirúrgico aumentado, devemos usar técnicas mais simples e rápidas para resolver o problema e a colocação do implante de silicone é uma dessas técnicas.
Para as pacientes que colocaram os implantes em caráter estético enquanto jovens e agora desejam retirar ou trocar as próteses, tudo vai depender do estado de saúde da paciente.
O tempo cirúrgico e a complexidade da técnica devem ser levadas em consideração nessas situações. Mas de uma maneira geral, com os exames pré-operatórios normais e com o acompanhamento de um bom anestesiologista e de um clínico no pós-operatório, podemos fazer qualquer cirurgia em qualquer idade. é só seguir alguns critérios técnicos.
Abraços

Anônimo disse...

Obrigada Dr. Luiz pelo esclarecimento. Aos poucos eu irei ganhando coragem.

Obrigada,

Leila

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???