sexta-feira, 15 de julho de 2011

Irritando Luciana: "Tentar Engravidar"


Este post foi feito em homenagem a todas as minhas leitoras que AINDA VÃO CONSEGUIR engravidar.

Muita gente conheceu o meu drama. Eu fui uma daquelas pessoas que demorou para engravidar. Revendo meus dias de tristeza, cheguei a conclusão de que muitas mulheres passaram por situações infinitamente piores do que a minha. Tem pessoas que levam cinco, dez anos para engravidar. Deus foi bom comigo, pois eu só levei dois anos. E juro, não estou falando isso com cinismo ou ironia.

Por outro lado, se considerarmos que antes de começarem as tentativas, eu passei uns dois anos juntando grana para comprar o enxoval, pode se pensar que fiquei quatro anos no total, entre criar meios para a criança vir ao mundo com um mínimo de dignidade, e a concepção de fato da mesma.

Ou seja, demorou pra caramba!

Na viagem de Las Vegas, em dezembro de 2007, começaram as tentativas. E no início, tudo são flores. Ainda não despedaçaram as suas esperanças. A vontade de fazer a criança ainda não sofreu o baque de meses de namoros programados. Não há tesão que resista a isso. Você vibra com cada notícia de amiga ou parenta que engravida, ao invés de se remoer de ciumes e inveja.
E mesmo que o bebê não venha assim logo de cara, ainda não é motivo de desespero. Mas não se engane. Um dia o desespero chega.

Em maio de 2008, a surpresa: engravidei. A gestação durou duas semanas, pois perdi o bebê logo no primeiro mês. Aliás, eu só fui descobrir que estava grávida, justamente quando perdi o bebê. Acho que foi melhor assim, o sofrimento foi menor. Porem isso tudo aconteceu num fim de semana de feriado prolongado. Eu estava totalmente e completamente sozinha no mundo. Mãe, pai, marido, irmão e avós, todos estavam viajando. Menos eu. E a coisa aconteceu num solitário sabado à noite. Isso foi o pior de tudo.

Fiquei meio traumatizada, perdi muito sangue. Muuuuuito sangue mesmo. Achei que ia morrer de choque hipovolêmico. Pedi a Deus que eu não morresse naquela noite, em que precisei dormir na casa da Giulia (minha afilhada), agarrada ao DOBRINHA (a pelúcia que ela colocou na cama para dormir comigo para eu não ficar triste).

Bom, como vocês podem constatar, não morri. E, desde então, nada de engravidar. Fui a médicos, tirei um pólipo do útero, tomei AGONIADA (uma espécie de água que supostamente ajuda a engravidar, mas NÃO me ajudou), fiz vários exames de controle de ovulação, tomei clomid (um remédio que estimula a ovulação), e os meses continuaram a passar.

E todo-mundo-que-eu-conheço continuou a engravidar. E dali a pouco, as notícias dessas barrigas já não me deixavam tão contente (fui virando uma bruxa). E os namoros programados foram perdendo a graça. E aquela fé inicial foi diminuindo, diminuindo...

Da pressão social não vou nem comentar! As pessoas são muito indiscretas. E falam umas coisas que são verdade, mas que é duro de escutar. Exemplos:

1) O bebê vai vir na hora em que Deus mandar.

2) Quando você relaxar, o bebê chega.
(essa era uma das pérolas que mais me irritavam)

3) Porque você não compra um cachorro?
(claro, até porque ter um filho é igualzinho a ter um canino)

4) Já considerou adoção? Tem tanta criança precisando de um lar e vocês aí tentando trazer mais um para o mundo. Como você pode ser tão egoísta?
(detalhe: a pessoa que me disse isso nunca adotou ninguém)

5) Já tentou ------------- (substitua os tracinhos por tudo o que puder imaginar, como garrafadas, benzedeiras, remédios miraculosos, posições amorosas estilo cirque du soleil, conselhos pra lá de íntimos, etc, etc, etc)

Enfim, depois de um ano tentando, as coisas tendem a ficar mais tensas.
Pessoas bem intencionadas resolvem fazer REUNIÕES DE ORAÇÃO na igreja, pedindo que Deus interceda realizando um milagre. É muito gentil isso, juro, mas quando as pessoas pedem um milagre para você, isso só pode significar uma coisa: você está em maus lençóis, para dizer o mínimo.
(e quando você finalmente engravida, pega mal não convidar a igreja toda para o chá de bebê)

A mulher que está tentando engravidar, me perdoem a franqueza, mas isso aconteceu comigo e não é nada nobre nem bonito, mas depois de um tempo, nós começamos a nos tornar seres invejosos. Todas as notícias de amigas e parentas que engravidam começam a incomodar. E nós nos sentimos péssimas com isso, um ser humano desprezível, afinal esse sentimento é muito baixo astral. Mas ele fica lá escondidinho no fundo do seu coração. E muitas pessoas não admitem que sentem isso, nem sob tortura.
Mas eu não sou de dourar a pílula, nunca me mostrei aqui diferente da pessoa que eu sou. E estou longe de ser perfeita.

O tempo continua a passar e você... nada. Um dia eu desisti. Assumi que iria me tornar uma daquelas mulheres amargas e sem filhos, prometi a mim mesma que nunca mais pisaria num chá de bebê. Aí minha avó faleceu e eu fiquei mais triste ainda. Eu chorava dirigindo, fazendo caminhadas (já ia até de óculos escuros para disfarçar), uma vez abri o berreiro no banheiro de um shopping depois de ver uma mãe embalando o seu bebê no colo. Cheguei no fundo do poço emocionalmente dizendo.

E bem nessa hora... engravidei.
Quando eu menos esperava, um mês após o falecimento da minha avó.
Isso foi mais do que um presente na minha vida, foi um resgate. Não tem definição melhor.
Gabriel resgatou minha alegria de viver, minha fé em Deus, sem contar que me devolveu o tipo de ser humano que eu era, livre de sentimentos pouco recomendáveis, livre do rancor.
Ele foi um presente de aniversário com um significado todo especial, porque garanto a vocês, quando eu me descobri grávida, eu nasci de novo, e voltei a ser a princesa que eu era.

Eu queria muito que esse post tocasse o seu coração, caso você esteja passando pela mesma situação que eu passei.
Deus é como Rexona, não nos abandona.
O SEU DIA VAI CHEGAR, acredite em mim. A cegonha vai trazer o seu filho, independente da rota de chegada, se vai vir pela barriga ou pelo coração.
E enquanto o seu anjo não chega, siga esse conselho:
DURMA TUDO O QUE PUDER!!!!!!

110 comentários:

Anônimo disse...

Lu,
Morri de rir com o conselho para dormir. Você está falando como uma típica mãe de recém-nascido!!! E como a gente sente falta de uma noite inteira de sono, não é??? Mas eu vou te dar o conselho que você também deve ter ouvido milhares de vezes: isso passa! Com o meu Gabriel passou (e ele foi um bebe muuuuuito problemático em termos de sono). Eu já te contei pessoalmente que passei por tudo o que você disse (menos o aborto). Eu até que não demorei muito para engravidar (só um ano) mas tinha amigas que engravidaram com 2 ou 3 meses de tentativas apenas e, ingenuamente, achei que comigo fosse ser assim. Lu, quando voltar para o consultório me avisa? Por problemas financeiros tive que dar um tempo, mas acho que vou marcar uma consulta com você, pois quero voltar a me cuidar!!!
Bjs

Veronica

Paty disse...

Luciana, seus posts são ótimos...
não tive dificuldade de engravidar, mas minha mae demorou 12 anos... fico imaginando... e ela só engravidou qdo realmente desligou... enfrentou e pensou: não serei mãe...
qdo engravidei tive um pouco de receio de contar a novidade a uma amiga, que estava tentando há tempos... achei indelicado, pois sabia da dificuldade, mas graças a Deus... hoje ela tem seu bebe, com 5 meses nos braços... e ela engravidou após tentar inseminação fracassada e a médica constatar que ela só teria um bb por fertilização... e não é que naquele mês engravidou? naturalmente... uma benção...
bjks a todas as mamães e com certeza, futuras mamães...

Ana Carla Heringer disse...

Vc é Linda mesmo !!! Uma Princesa!!!
Deus abeçoe muito o Gabriel !!!!

Fernanda Corradi disse...

ahahahah
Adoro esses seus posts sentimentais, mas ao mesmo tempo hiláricos!
Que você seja cada dia mais feliz ao lado dos teus amores!!
Bjokas

Lucilene disse...

Que lindo seu post Lu, é emocionante! Ainda não sou mãe também, mas tenho fé que um dia serei!
Agora, tenho que admitir que amei o conselho sobre dormir! É o que vou fazer com ctz, pois, adoooro! rs

beijos

Mei disse...

='(

sério... tocou mesmo ^.^

Anônimo disse...

Boa noite, Lu!!!

Vc tem consultório no RJ? Por gentileza me envie uma resposta para gisele.rosas@bol.com.br

Adoro seus posts!!!
Bjs, Gi

Anônimo disse...

Lu,
seus posts são ótimos! Tocantes, divertidos, inteligentes e bem escritos.
Eu e me marido, depois de muito analisar, concluímos que não queríamos filhos. E não foi uma "desistência", pois nunca sequer tentamos. Simplesmente concluímos que não queríamos ter.
No seu texto, quando você fala da cobrança dos outros, lembrei do meu próprio caso. A maioria das pessoas acha inadmíssivel que um casal não deseje filhos. Detalhe: nós temos cachorro. E eu fico PASSADA quando alguém nos diz "troque seu cachorro por uma criança pobre". Sinceramente, acho muito injusto com a criança esse tipo de comentário e comparação. E também com quem está ouvindo (ninguém merece ouvir bobagens). Assim como no seu caso, a pessoa que me falou isso também nunca adotou ninguém. O mais chato é que alguns dos piores comentários vêm das pessoas com quem menos temos intimidade. Mas tudo bem, melhor fingir de surda.
Aproveito para parabenizá-la pelo bebê e desejar tudo de bom para você e sua família.
Beijos,
Sandra.

Simone Teixeira Reis disse...

Adorei. Muito sincero,muito verdadeiro. Parabens pela gravidez, parabens pelo nascimento do filhote. A maioria das pessoas tem uma tendencia a minimizar o problema depois que passam por ele. O meu inicio de amamentacao com a minha princesa nao foi nada facil. Ela chorava e eu chorava com ela. As pessoas sempre falam o quao bom e amamentar, mas nao avisam a voce que amamentar e (ou pode vir a ser) dificil. Eu passei a minha experiencia adiante e tenho certeza que ajudei alguem ao falar sobre isso.
Quanto ao dormir, nao esquenta nao. O corpo da gente comeca a se acostumar com o tempo, voce vai ver.
Beijocas.

ccsmarques disse...

Luciana

Adorei o seu post! Realmente esse assunto mexe muito com as mulheres. É estranho como sentimos a necessidade de ter filhos. É algo que não consigo identificar de onde vem. Mas, enfim, vou contar minha experiência. Minha primeira gravidez simplesmente aconteceu. Mesmo usando os mesmos métodos anticoncepcionais que sempre havíamos usado. Fiquei super feliz e o marido ficou meio ressabiado, achando que eu tinha sabotado a prevenção, mas depois relaxou. Pois, no dia do parto, enquanto eu estava no hospital, a minha prima - que adora criança e sempre quis muito ter filhos - internou-se para retirar o útero. Fiquei muito triste com isso!
Na minha segunda gravidez, que aconteceu no mesmo dia em que decidimos dar chance ao acontecimento, fiquei super sem graça de contar para uma amiga que havia perdido o bebê há poucos meses. Mas ela nem me deu chance de contar e já veio com a notícia que estava grávida de novo. E dessa vez o final foi mais feliz! As duas princesinhas nasceram quase no mesmo dia!
Mas uma coisa é FATO: minhas noites nunca mais foram as mesmas e eu não sei mais o que é dormir uma noite inteira sem parar. Detalhe: minhas filhas tem 7 e 4 anos. Bjocas e boa sorte!

Anônimo disse...

Lu, adorei o post. Especialmente pelo relato verdadeiro, sem máscaras, falando até da invejinha que fica latente lá no fundo das mulheres que querem engravidar e não conseguem.
Tive uma amiga que passou anos tentando, teve 4 abortos e viveu tudo isso que vc relatou...mas, como DEUS é maravilhoso, e realmente não nos abandona, ela está grávida de 5 meses e eu estou muitoooooooo feliz por ela, pois acompanhei toda luta dela para engravidar.
Eu ainda não sou mãe, mas espero em DEUS ter a benção de ser um dia.
BeijO* grande e fica com DEUS,
Priscila

Márcia disse...

Adorei o post. Passei por isso tudo, na minha opinião de maneira pior, por que pior que não conseguir engravidar, é conseguir e perder, duas vezes seguidas como eu.
Aí eu ouvi tudo que foi conselho mirabolante também, e coisas que me magoaram do tipo:"você tem algum problema" ou : " Seu médico que mandou você engravidar de novo é um negligente"
Mas confiei no meu médico que disse que eu não tinha problema nenhum apesar dos dois abortos consecutivos e tentei novamente. E agora o Gauilherme está aqui com 4 meses, e eu sou a mulher mais feliz do mundo...
Logo depois que tive o segundo aborto, minha amiga me ligou dizendo que estava grávida, na hora comemorei com ela, mas quando desliguei o telefone caí num choro compulsivo. Fui ao fundo do poço também. O que posso dizer hoje pra quem está passando por isso é que não desista do seu sonho e tenha fé.

Vanessa - Anyway... disse...

Posso falar? Eu chorei no final do seu post...
Tenho uma filha de 13 anos, que não foi planejada na época. Fiquei casada com o pai dela por 6 anos, até um dia que Deus o chamou para perto dele. Sim, fiquei viúva muuuuito jovem.
O tempo passou e reconstruí minha vida. Me casei novamente recentemente. Estamos tentando ter um bebê. E como mãe que já sou, sei da bênção que é um bebê. E ele viria para selar essa nova fase, essa reconstrução, unir definitivamente nossa família. Ainda não estou na fase do desespero, mas a cada menstruação bate uma certa tristeza. Preferimos não contar para os amigos e parentes que estamos tentando, justamente para evitar as cobranças. Os mais próximos sabem que desejamos, mas não que já estamos tentando. Só não sei se manteremos isso por muito tempo se a coisa toda demorar muito para acontecer. Não sei quanto tempo ainda terei de esperar, mas ler um post assim me enche de esperança. Leve o tempo que levar, meu anjo vai vir...

Anônimo disse...

oi Luciana!

muito profundo seu post... "ipsis litiris" pelo que estou passando...
e, ainda têm pessoas que falaram que preferem vender tudo para ter um filho biológico a adotar...
o final não poderia ter sido melhor!

Anônimo disse...

Oi Lu,
Entro aqui todo dia e sempre ficava triste ao ver que não tinha post há algum tempo, aí vc nos supreende com este texto fantástico e super verdadeiro, como aqueles desabafos que fazemos só pra nossa melhor amiga. Emocionante! Tenho 35 anos e sou mãe de um bebê que acabou de completar um mês, igual ao Gabriel, apesar de ser mãe tarde, nunca tive problemas pra engravidar, meu problema era manter a gravidez, sofri 2 abortos espontâneos antes do meu príncipe chegar e fiquei tocada com a mensagem. Parabéns, vc realmente sabe como tocar os corações!
Bjs

Anônimo disse...

Lindo depoimento, muito humano e sincero.
Alice

Anônimo disse...

Adorei o post, parabéns!

Patx disse...

Dra Lu...
Que bom ler vc depois de tanto tempo! Mas sei a razão deste afastamento...rsrs...tenho uma princesa de 5 anos e sei como o comecinho é difícil....todo tempo 'livre' é pra dormir.
Admiro sua sinceridade no post, sobre os sentimentos que a gente não consegue controlar. Suas palavras me emocionaram e, com certeza,confortaram outras mulheres nesta situação.
Quanto a dormir...vc vai achar incrivel qdo Gabriel acordar,no meio da madrugada,bater na porta do seu quarto, entrar e falar: mamãe...eu não gosto mais de vc. Eu te amo! Posso dormir na sua cama? kkkk tudibom...
Bjim, e bons sonos...

Ana Carla disse...

Princesa
Que saudade!!!!
Adorei o texto e concordo com vc em tudo.
Super bjo para essa familia linda!

Rúbia disse...

=') Difícil... mas linda história de vida, uma lição. Um beijo no seu coração e no do seu anjinho enviado por Deus.

Patricia Molina disse...

Fiquei emocionada Lu pra variar um pouco. Eu até tenho um email que troquei com você quando você engravidou e no final dele você pediu pra eu te avisar quando engravidar.Tomara que eu possa enviá-lo em breve!
Psiu: Deus é como Rexona foi frolics Lu, tava chorando e morri de rir quando li isso.
bjkas da Paty

Fabíola disse...

Lu
Passei tres anos tentando e ouvindo de tudo. O pior, pra mim, é a pergunta "mas de quem é o problema?".... PO, DO CASAL, ORAS!!!!!!
Tive ate depressao....ficava feliz pelas minhas amigas, mas triste por mim.
Ate que fiz a primeira FIV e aguardo uma menina pra novembro! Agora so tenho que aguentar as dores nas costas e dormir muuuuuuuuuito!!!!!
Beijooooooo

Andrea disse...

Lindo post. Estou exatamente passando por isso(com polipo e tudo).Depois de mais de 8 meses tentando, minha medica pediu uma investgacao, vai me encaminhar pra uma clinica de fertilizacao e estou fazendo um monte de exames. Sei que vai chegar a hora, mas eh dificil lidar com a frustracao a cada menstruacao. Obrigada pelo post, pela sinceridade e pelos comentarios das outras leitoras que me deram mais esperanca de que uma hora vai. enquento isso vou dormmindo bastante, viajando e aproveitando a vida de casal sem filhos..

Anônimo disse...

Obrigada Luciana,
Hoje mesmo eu estava me sentindo a pessoa que vc era....a cada dia recebo a notícia de mulheres que engravidam e eu nada!!! Esse seu post veio na hora exata......
Muito obrigada mesmo.....Minhas esperanças se renovaram.......
Juliana

Saúde e Bem Estar disse...

Olá Luciana, sigo seu blog a muito tempo mas hoje é meu primeiro comentário aqui, nossa vc me fez chorar, mas calma, não se apavore é que tudo que vc disse é verdade. Eu passei por tudo isso que vc passou.Só que no meu caso quando estava muito triste eu resolvi fazer um curso de comissária e e hoje estou mais feliz e essa história da grávidez ficou guardada para quando for da vontade de Deus. Eu tentava engravidar e nada, aí descobri um médico que disse que pelos exames estava com a trompa obstruída e quando fui fazer a videolaparoscopia ele contatou uma endometriose em estágio inicial, retirou e disse que deveria fazer tratamentos com injeções mas eu fiquei com medo.Moro longe de família e amigos, meu marido viaja a trabalho e resolvi esperar um pouco.Mudei a minha forma de pensar e de ver a vida com tudo que passei.Não sei qual foi a situação que dificultou sua gravidez no meu caso foi essa.E tem mais não me senti apoiada pelo meu marido quando fiz a cirurgia.Essa história toda vai fazer vai fazer 1 ano agora em setembro.Eu nunca tinha feito nada no meu corpo foi a pior fase da minha vida.Mas hoje resolvi mudar e cuidar de mim ou ficava naquela tristeza ou fazia alguma coisa da vida, resolvi lutar e quando for da vontade de Deus minha cegonha vai chegar.Vc me comoveu com suas palavras.
Um grande Bj pra vc e seu BB.
Gostaria muiot de trocar e-mail com vc.
Super beijo

Jana disse...

Diante do seu texto, só tenho algo do fundo do meu coração para dizer: muitíssimo obrigada.

Anônimo disse...

Olá Dra.Eu passei também por tudo isso que vc relatou.Fiquei quatro anos tentando e na época eu tinha vinte anos e as pessoas me diziam que eu já estava velha pra ter filho.Eu pedia muuuuito a Deus e um belo dia aconteceu.E um detalhe;eu tinha tanta vontade que não conseguia estudar e nem trabalhar, e também lembro que comprei um vestido para grávidas e colocava um monte de pano pra tentar sentir a sensação de um barrigão rsrsrsrrs isso já faz um maior tempão.Hoje tenho dois filhos maravilhosos,enfim,passei uma barra.Bj!!!!!

Bianca Duarte disse...

Seu post foi realmente emocionante.
Eu sou daquelas meninas novas que acha que não tem jeito nenhuuum pra ser mãe, porque é "dar tudo quando você ainda não tem nada". Dizia que não queria ter filhos, porque é preciso sensibilidade e firmeza, tudo ao mesmo tempo. Mas eis que uns acontecimentos recentes meio que me mudaram um pouco, e acho que já teria engravidado se fosse rica, hehehe.
Tudo começou com uma suspeita de gravidez. Menstruação atrasadíssima, todos os sintomas e coragem nenhuma pra fazer teste. Conversei sobre a situação com o meu namorado e disse que ia ser o que deus quisesse, e que mesmo na minha situação aborto nem passava sobre a minha cabeça. Na mesma semana, meu pai me deu um livro de embriologia com fotos de todo desenvolvimento fetal, e pela primeira vez na vida me levou no cinema...pra ver as mães de chico (não preciso dizer que chorei horrores, né? logo eu, toda "durona"...). Acho que é um sexto sentido do meu pai fazer essas coisas mesmo sem eu não ter contado absolutamente nada pra ele, nem deixar transparecer. Na mesma época, comecei a acompanhar uma professora na pediatria, salas de parto (era um chororô toda vez e isso NÃO era normal), cursos de reanimação neonatal...e comecei a pegar gosto pela coisa...tanto que agora choro de criança não me irrita mais TANTO, hehe.
Mas eis que a menstruação veio, junto com o alívio e...decepção. Frustração. Mesmo eu sabendo que não era pra eu ter filho naquela hora, que era melhor assim, que eu não tinha condições, PORQUE afinal eu estava triste?! Ainda não entendo como nós mulheres temos esse desejo ENORME de sermos mães, mesmo assim, lá no fundo, sem querer, sabe?

Muitos beijos em você e no seu filhote!! :*

Anônimo disse...

Lu, que bom um post seu, adorei. Mas confesso que fiquei com dó do seu passado de tentativas frustradas, já ouvi barbaridades por ter optado não ter filhos (egoísta, vaidosa, mesquinha, até anticristo), mas o que você escutou no momento que escutou, com certeza foi ainda pior. Que bom que o Gabriel tá aí te tirando o sono e tapando a boca desse povinho sem senso de nada...hehehe

Grande Beijo e bom final de semana pra família toda!!!

Luh.

سشةةغش disse...

Oi Linda! Passei por aqui e gostei do seu bloguinho. Já estou te seguindo e ficarei muito feliz se me seguir também. Um grande abraço e otimo final de semana para você. Sammya

Anônimo disse...

Lu, sou sua seguidora e estou grávida, me eocionei com sua história e me senti envergonhada pq depois de dois anos de casada eu nunca tinha pensado em engravidar e no final engravidei (to de 7 meses)sem ter planejado e no inicio eu me senti mal por estar grávida, e até pensei em abortar!
Hoje to feliz pq vou ter uma filha e mais completa tb, mas morro de vergonha de ter pensado essas coias horriveis!!
carllafelix@yahoo

Magda Michelle disse...

Que post lindo! Ainda não sou mãe, mas adoro ler suas experiências.
http://makefeita.blogspot.com/

Carine Gimenez disse...

Luciana
Entendo perfeitamente tudo o que você escreveu. Também demorei muito a engravidar,foram quase 3 anos tentando e dois médicos garantindo que eu não poderia engravidar embora muitos outros afirmassem que os exames não encontravam nada de anormal.
Também sofri muita pressão,dos conhecidos,dos amigos e até da família que sempre vinham com "brincadeiras" como:"queria tanto ter um neto de vocês","olha a idade passando"...
Junto a tudo isso vieram os sentimentos feios e vergonhosos,e eu me sentia pior ainda.
No início do ano eu e marido desistimos de tentar e íamos partir pra fila da adoção.Daí engravidei!
Estou com 3 meses de gestação e agora escuto muitos "conselhos" sobre fazer repouso pra não perder o bebê,tomar cuidado e rezar muito porque já tenho 32 anos e nessa idade é muito comum abortar ou ter um filho deficiente.Esse tipo de coisa agradável que toda mulher sonha em ouvir durante a gestação.
Concordo com você,o importante é não perder a fé,a hora sempre chega,Deus sabe todas as coisas.
Seu conselho sobre dormir é ótimo.Tenho feito muito isso.
Beijos para você e Gabriel.

carla disse...

Dra Princesa,
adorei o seu post. Eu estou na fase dos preparativos antes de começar a "tentar". Muitas pessoas dizem que eu já deveria começar a tentar "durante" os tais preparativos. Sei que pode demorar quando eu finalmente estiver financeiramente pronta para o bebê (porque emocionalmente já estou faz tempo rsrsrs), mas dá uma certa insegurança (e se eu engravidar de primeira?). Enfim, também acredito que Deus sabe o momento exato para isso acontecer. Caso demore, pretendo me segurar forte nessa confiança nos designios de Deus e pedir a ele para me ajudar a segurar a "barra" que deve ser.
Te admiro muito pela sua sinceridade e desejo muita saúde para vc e o Gabriel.\bjos
Carla

Anônimo disse...

Lu, chorei lendo o post afinal essas sao exatamente as minhas palavras faladas por vc, so q eu lutei 3 anos p engravidar fiz 2 FIV, milhares e milhares de exames, tb perdi um bb com 10 semanas e foi agraciada por Deus com a minha pequena princesa Valentina de 3 meses. Nao acredito em sorte e sim em Deus.. bjs Mari

Anônimo disse...

Nem toda mulher que não tem filho é amarga!! Isso pode ser uma opção pessoal de cada uma. Afinal é melhor NÃO ter um filho do que tê-lo por pressão social ou qualquer outra.

Anônimo disse...

Dra. Princesa, você é uma mãe e mulher maravilhosa. Tenho 28 anos - com cara de 24 - e ainda vou casar no ano que vem. Filhos devem vir por volta dos 33 e bate um medinho...
Quanto às más línguas, acho que o ser humano precisa aprender a ficar calado... Falamos sempre mais que o necessário.
Bjos e aproveite bastante

Sandra disse...

Oi Dra. adoro tudo em seu blog, especialmente, "seu nome" (dra. Princesa). Li seu post e achei tudo muito verdadeiro, embora não esteja desesperada e já estarmos neste caminho por 5 anos e 3 FIV que não resultaram em gravidez, sem contar os outros diversos tratamentos que fizemos. Enfim, é bom saber que têm outras que passarm por isso.
Enfim, amei o conselho final e tenho o seguido...hehehe
Parabéns pelo Gabriel.
Ah, venho todo dia ver se tem post novo...hehehe
Beijso

Carol - Be Dorothy - disse...

Que post MARAVILHOSOO...vc é mil Dra Princesa...um beijo e muuitas bençãos na sua vida, do Gabriel e de sua família!

Bruna G. Mota disse...

Gente, adoro o seu blog!
Mesmo estando longe de ser mãe, sei o quanto quero isso no futuro, convivo com pessoas que já passaram por problemas do tipo e imagino como deve doer essa espera... Achei muito legal você compartilhar isso, muitas futuras mamães devem estar se confortando com o seu depoimento.

Beijinhos
http://belezanadarara.blogspot.com

Ana disse...

Lu, cada vez que leio um post pessoal seu, te admiro mais. Pela transparencia que você expõe seus sentimentos e a pessoa que você é.
Parabéns !!! Deus continue abençoando a sua família.
Beijos,
Ana

Fabíola disse...

Obrigada, Lu... Muito.

MICHELLI disse...

Lu,
Que post ótimo!!!
Passei por tudo o que vc passou, e com uma história muito parecida. Porém levei 4 anos para engravidar. Foram muitas passagens por clínicas de reprodução humana, muitos tratamentos e óbvio muitas decepções. Só que qdo a minha médica faleceu, eu desisti, pois perdi a pessoa que mais me incentivava, e foi então que engravidei. Graças a Deus tenho hoje um menino lindo e saudável.
Beijinhos,
Michelli.

Patrícia de Cássia disse...

Luciana,

É absolutamente admirável que a mãe de um bebê recém-nascido consiga sair do universo das fraldas e mamadeiras( ainda que por algumas poucas horas)para dividir sua experiência sobre as "perfumarias" que tanto gostamos. Por algum período, esses assuntos parecem tão inconciliáveis...
Eu tenho a felicidade de ter dois filhos maravilhosos, meu gentil Gabriel (5a9m) e minha voluntariosa Luísa (3a10m).
Confesso que, nos dois primeiros anos, senti que haviam roubado um pedaço da minha vida, justamente aquele que me permitia ir e vir livremente, escolher a hora do meu banho, o restaurante e a hora do jantar, enfim...parecia que nunca mais retomaria as minhas escolhas. Obviamente isso caminhava de mãos dadas com uma alegria ímpar e com a certeza de que eu sou ABENÇOADA E FELIZ.
Agora, estou desejando um spray congelante para passar nas minhas Criaturas (e em mim especialmente!!rs) para preservá-los por mais tempo nesta fase.
O que posso dizer é QUE TUDO MELHORA!! Com a autonomia (nas pequenas coisas) que eles vão adquirindo, vou recuperando a liberdade de fazer "minhas" escolhas.
Parabéns a você, saúde ao seu pequeno Gabriel e muitas alegrias juntos!
Adorei o seu blog (fugirei para ele sempre que possível!)
Um gde beijo,

Patrícia de Cássia

Ana Paula disse...

Oi Luciana!
Eu tb levei dois anos para engravidar... E senti todos estes sentimentos nada nobres... Mas cresci, aprendi.
Estou de 4 meses, e meu bebe veio em um momento muiiiito especial. Depois que passamos por todos estes altos e baixos das tentativas e que entendemos certos coisas.

Sobre dormi, juro que eu queria dormir mais, mas meu organismo não anda colaborando muito não...rs

Bjs!

Caroline disse...

Adorei sua confissão porque não me sinto sozinha, ainda tentando... O que tem me irritado são as perguntas de gente metida querendo saber qdo vem o Bebê!!!!! Elas as vezes esquecem que ainda não conseguimos e não pq não queremos!!!! Engravidar na primeira tentativa só em novelas hehehehe

Renata disse...

Me emocionei demais com o seu post.. passei por isso. Perdi um bebê no ano passado. Este ano me separei.. parece que o mundo acabou. Mas, se Deus quiser, vou refazer minha vida e ter meu tão sonhado baby.. Um beijão e obrigada por compartilhar sua experiência

Anônimo disse...

Eu to nessa fase da inveja .. msm sem ter parado o remedio ainda. Já explico o porque. Desde antes de casar tinha decidido q iria parar de tomar o remédio em julho de 2011. E vou parar no final do mês. Mas todas a minha volta resolveram ficar gravidas. E perdi um pouco do brilho de tentar. É ridiculo... mas é assim que me sinto. A pior das criaturas. Ainda mais q a maioria das grávidas são da minha familia. E uma delas inclusive quer colocar o msm nome q teoricamente seria o nome da minha filha. Tô triste. Desabafei.

Anônimo disse...

olha, eu leio seu blog faz tempo....adoro!!! nunca escrevi nenhum comentario mesmo seguindo varias dicas suas....#vergonha.
Mas esse post eu nao poderia deixar de comentar...Parabens pela sinceridade, nada eh mais dificil do que se abrir desse jeito para tantas pessoas....e nada eh mais nobre do que conseguir falar tao abertamente de sentimentos que a maioria das pessoas julgam impossiveis de admitir. Sempre te admirei, agora vc ganhou minha torcida eterna para a felicidade (isso so meus amigos e familia tem...rsrs) Vou comecar a tentar engravidar essa semana #medo e com certeza seus conselhos serao lidos no caso de qq dificuldade...Obrigada

Anônimo disse...

Dra. Princesa Lu!

Seus posts são sempre ótimos, mas este me comoveu bastante...
Meu sonho é ter um bebê, embora nem marido eu tenha ainda, hahaha, mas suas palavras foram mto incentivadoras!
Parabéns pelo anjinho Gabriel!!!

Bjs
Lara

Valéria Toccacelli disse...

Lu, tem algum tempo que te acompanho aqui, e fiquei muito feliz por você realizar seu sonho, e muito, muito tocada com a forma que você finalizou o post...
Eu namorei um tempo, planejava ficar noiva e ter filhos com um rapaz maravilhoso, esse era meu plano. Mas Deus levou ele tem 3 meses e alguns dias, e eu, desmoronei. E como eu desejei um bebezinho com o sorriso dele, os olhos dele...
Ler você dizendo que não importa a forma com que meu filho possa chegar até mim, sendo de sangue ou de coração fez o meu dia mais feliz. Obrigada e felicidades Lu, pra sempre!

Anônimo disse...

Dra Lú! Ótimo o post! Mais franqueza impossível! O que importa é que hoje você está com o Gabriel em seus braços e o que ficou para trás ficará apenas guardado na memória. Meus parabés pelo blog e pelo neném!
Um abraço carinhoso, Carol.

Anônimo disse...

achei bem legal vc dividir a sua experiencia com outras pessoas... só não achei graça da piadinha com Deus... Ele nunca nos abandona mesmo, pq pagou um alto bem alto preço por nossas vidas e nos ama, mesmo que não entendamos isso direito.

Anônimo disse...

Luciana, a postagem está ótima!
E coincidentemente hoje passou na Record um caso em que moça não tem útero mas tem ovários e foi a mãe dela quem gerou o bebê. Uma história linda!
Acho que ser mãe é o ponto alto da vida de uma mulher, e como vc disse, não importa o meio, mas o bebezinho um dia vem; não se pode perder a esperança!!

ANDRÉA disse...

Oi Lu!!!
Primeiro quero lhe parabenizar pelo seu filhinho lindo!!! Q Deus lhes abençoe. Em segundo lugar quero simplesmente lhe agradecer por suas palavras. Mto obrigada.
Bjs e até outro dia,
Andréa

Charlene disse...

Sem palavras...

Anônimo disse...

que lindo seu post dra lu! Lindo e verdadeiro. Que bom que tudo deu certo no final das contas, fico muito feliz. Que Deus ainda lhe dê muitas e muitas alegrias. Quanto as pessoas e seus conselhos incômodos, acho que no fundo todas elas, mesmo que de maneira errada, estavam tentando achar uma solução para que vc ficasse feliz. No fundo as pessoas são solidárias e tentam ajudar. Adorei seu post. Beijos, Dani

Sabrina Mix disse...

Oi, Lu!

Ótimo post!

Só não concordo com a parte de "mulheres amargas e sem filhos". hehehe... Mas tudo bem!

Beijos e sucesso!!!

Anônimo disse...

Lu,

Estou de óculos escuros para disfarçar, você é pessoa generosa, mesmo relatando o seu sofrimento passsado e vivendo dádivas da sua luta e crescimento, você, ainda, nos ensina, é um referencial, ampara e conforta, muito obrigada!
Eu já havia desistido, dos meus objetivos que estão aquém.
Sua luta encorajou-me a continuar, o meu dia vai chegar.

Ju (prima) disse...

LU!
O seu post é lindo! Parabéns pela coragem!
Tenho que confessar que desconfio um pouco de gente muito feliz e sem problemas. Acredito realmente que a beleza da vida está em superar os obstáculos com força e coragem, isso sim é grandeza!
Então, valeu por não "dourar a pílula", por não fazer de conta que a vida é cor de rosa, por contar a sua experiência com sinceridade, por ter coragem de ser autêntica num mundo onde a maioria só quer parecer perfeita.
Um beijo no coração!

Cássia (mãe da Ju) disse...

Lu,

Me emocionei ao ler o seu bonito, sincero e corajoso Post e embora não tenha passado por isso, sei o como deve ser difícil e imagino como deve ter sido pra vc que desde menina já demonstrava o grande amor por bebês e crianças... Não posso me esquecer da menininha que entrava em minha casa e já ia direto pra o banheiro lavar as mãos pra poder brinca com a Juju (ainda bebezinha) - Me condeno, um pouco, por ser tão exigente com vc, mas tenho certeza que hoje vc me entende perfeitamente... Desejo de todo o coração que Deus continue te abençoando e dando muitas alegrias pra vc e seu pequeno Gabriel - Um beijo da Tia Cássia.

fernanda santos disse...

e viu como era verdade o lande de "quanto menos vc esperar..." essa frase nos irrita mas é pura verdade...

Fabi disse...

tocou mesmo, deu uma vontade de te dar um abraço q vc nao faz ideia!!
Parabens Lu!!Bjs

Anônimo disse...

Adorei!
Lu, queria saber a sua opiniao sobre o clarisonic para limpeza diaria da pele. Voce acha que ele ajuda ou que acaba engrossando a pele?
obrigada, um bj
carolina

Cris disse...

Lu, adorei o post, sinceridade total! Bis Cris

Ana Paula disse...

Ola Lu, eu tambem demorei 2 anos para engravidar, passei por tudo isso que vc escreveu, as cobranças, o incomodo de saber da gravidez de alguem, finalmente consegui, estou com 3 meses, so teve uma coisa diferente de vc, era eu quem pedia oraçao as pessoas, alias eu enchia o saco delas, pedi que nao paracem de orar ate eu engravidar rsrrs, pessoas maravilhosas que vibraram comigo quando dei a noticia da minha gravidez, escuto tanta coisa boa delas.

bjs

Gabi Silva disse...

Luciana, tropecei no seu blog por um grande acaso. Mas, não foi por acaso que fiquei e segui assim que li o post da gravidez. Emocionante,viu! Não estou tentando engravidar (ainda), mas tenho ovário policístico. Estou tratando. Minha realização é ser mãe. E sem contar que o Gabriel é apaixonante e eu sei, que ele já morava no seu coração muito antes de nascer. Ele tem um nome lindo, nome de anjo, meu chará, rss..e, Gabriel estará na lista dos possíveis nomes do meu futuro filho, claroooo!!!! beijo e muita paz!

Clarissa disse...

Lu, amei seu post! Muito emocionante e sincero! Um abraço e tudo de bom p/ vc e o princípe Gabriel!

Rubiana disse...

Amei ler esse post Lú!
Muito lindo e verdadeiro!
Que Deus ilumine e abençoe a sua família!
Beijos

Bella Derma - Dermatologia e Estética disse...

Nossa enchi meus olhos de lagrimas,um beijo Dani

Isabela disse...

CHOREI DE MONTE...
Demorei 2 anos, só consegui com FIV. Sabe que até pensei em fazer um blog pra reunir todos estes comentários estupidos, imbecis que doem tanto. Tudo pra ajudar as mulheres que ainda sofrem a terem uma resposta na ponta da lingua. É...pq pior do que ouvir estas coisas de uma pessoa querida, próxima, de quem a gente não espera mesmo, é ficar com aquela cara de taxo e ficar com o nariz vermelho e começar a chorar num momento totalmente inapropriado, quando tudo o que tu queria era ter coragem pra dar um MURRO na cara pessoa!
É...eu tinha raiva e não inveja...
pode te sentir com sorte por ter ouvido estas coisas de pessoas distantes. Eu ouvi absurdos de pessoas muito proximas, até piada no 1de Abril...

isabela disse...

AH! O pior daquela peróla que dizia pra relaxar é ter que dar razão para tal conselho...
Só esqueceram de ensinar onde fica o botão de ON do RELAXAR...

Anônimo disse...

Adorei o post, quase chorei e olha q sou dura na queda com esse negocio de chorar hehehehe. Ainda falta mt pra eu passar por isso pq eu tenho apenas 23 anos, mas nao vou esquecer o seu conselho, estou indo dar uma soneca agora hehehe

Anônimo disse...

Luciana, que delícia ler o seu posts e perceber que vc não é a única a passar por estas situações... A sensação de que as pessoas tem pena de vc por não conseguir engravidar é o pior de tudo. Estou há 2 anos tentando engravidar e, no momento, estou fazendo tratamento de fertilização in vitro e particularmente me sinto iluminada, bem otimista. A dica já está anotada, já pareço uma grávida!!! sinto sono o dia todo (por causa dos hormônios que tenho que tomar)
bjs,

Anônimo disse...

Oi Princesa Luciana!
Comecei a acompanhar seus posts há pouco tempo, mas vc nao pode imaginar os momentos de alegria que tem me proporcionado!
Lendo esse seu post eu chorei, chorei, chorei e chorei mais um pouquinho. Ai eu ri, pq realmente gosto de dormir rsrsrs
A verdade é que ainda nao comecei a tentar um anjinho (estou um tanto acima do peso e acho que nao seria muito saudável engravidar assim...).
Mas nessa semana, comecei a perceber uns sintomas que talvez tornem esse sonho de vida um tanto mais custoso... Ainda é tudo "especulação de internet" (um sintoma esquisito, uma busca no Google e um minhocário na cabeça)!
Já estou casada há 5 anos... Então, já imaginou a cobrança, né?
Pois é! Por enquanto, só poderei consultar minha médica, rezar muito para que nao seja nada, pedir a Deus que nos dê forças e paciência.
E no fim, "que seja feita a Vossa vontade"!
Toda (mas toda mesmo) a felicidade do mundo para você, Gabriel e seu marido!
Bjo,
Cristiane

Anônimo disse...

Doutora, este post me fez chorar de emoção. Estou com 34 anos e estamos tentando engravidar ha 7 meses. Pouco tempo, eu sei, mas já sofro por antecipação com medo de não engravidar nunca. Eu sou muito ansiosa e a cada mês quando a minha menstruação chega eu sento no banheiro pra chorar. Já estou no estágio de me sentir mal quando alguém anuncia a gravidez, e mesmo sem querer, pensamentos como "por que com ela e não comigo?" enchem a minha cabeça. E o pior é quando anunciam: "nem foi planejado!". Puxa, a gente planeja todo mês e nada, como que alguém engravida sem planejar? Pra ser bem sincera, eu cheguei até a parar de vir aqui, não por inveja, mas porque eu sabia que me sentiria mal lendo relatos sobre gravidez. Mas esta fase passou e sempre venho ler notícias suas e fico muito feliz por você, de coração!
A minha médica me indicou uma clínica de fertilização, mas não fiz a primeira consulta ainda, o melhor amigo do meu marido e a esposa tiveram trigemeos depois de um tratamento e meu marido ficou meio traumatizado, moramos nos EUA e não temos família por perto (a dele mora longe e a minha no Brasil) para nos ajudar, vamos continuar tentando sem tratamento por enquanto, com fé em Deus que a nossa hora vai chegar! Obrigada pelo post! Patrícia

Anônimo disse...

O pior disso é lembrar que eu fiz vários comentários do tipo: e aí, estão querendo ter filhos? Aí respondiam, não, não queremos, cada loja que abrimos é um filho... Mas a gente não faz por mal, as vezes fica sem ver a pessoa muito tempo, quer saber se estão tentando ou não querem ter, mas depois que descobre o drama da pessoa fica até com vergonha, mas nunca foi por mal. Acho que nunca é por mal, talvez seja muita curiosidade nossa, desnecessária, pra puxar assunto, isso deveria ser proibido mesmo. Beijos,

Eloisa

Badá Rock disse...

E eu que NÃO quero ter filhos, e tenho que ficar escutando críticas extremamente invasivas e até ofensivas, conselhos estapafúrdios, dicas íntimas ridículas e pessoas fazendo novena para eu mudar de ideia? Teve gente que, sabendo que não quero ter filhos, sugeriu: "Pelo menos adota algum, tem tanta criança precisando, você faz caridade e não vai te dar tanto trabalho, afinal não é seu mesmo"...
Uma fulana teve a coragem de dizer que eu era egoísta, fútil e estava fazendo peso no mundo. Só porque não quero ter filhos? É que para ela, a mulher só serve para isso mesmo: procriar.
Fiquei abismada.
Sorte que sou bastante blasé e não me deixo enfurecer por esses comentários...

Paula disse...

Chorei qdo li seu post, e ri qdo li o conselho final! Hehehe... Estou tentando engravidar faz 2 anos já... Estou quase entrando na fase da bruxa que vc falou, já que absolutamente TODAS as minhas amigas resolveram ter um surto de fertilidade (engravidaram) justo agora! Mas vou esperar, um dia meu dia chega (se Deus quiser, e eu sinceramente espero que ele queira). Bjos, muita felicidade e saúde pro Gabriel e pra sua família!

Anônimo disse...

Muito bom,
vai ajudar muita gente.

Boa sorte mamãe!!

Ildete pereira
Mossoró-RN

graziela disse...

É a 1º vez que comento aqui.
Chorei, pois estou passando mais ou menos por isso.
Mais se Deus quiser ainda vou voltar aqui e postar que finalmente consigui.Que Deus abençõe grandemente sua família.
Abs

Anônimo disse...

BADÁ ROCK,

sei bem do que você está falando, pois passo pela mesma situação.
Já ouvi cada coisa porque não quero ter filhos!
Filho só deve ter quem quer, e quer muito. Não devemos ter filhos só porque os outros cobram. Mas tem muita gente que não sabe pensar por si mesma, só sabe seguir a manada.

Anônimo disse...

Lu, chorei e muito com seu post. Tenho 36 anos, namorei por 8 e tentamos por várias vezes engravidar. Tentávamos e nada, toda aquela frustação que você conhece tão bem e paravamos por um tempo. Iniciamos no final de outubro do ano passado a fase de tentativas, em janeiro no dia D fizemos tudo como mandam, de não se mexer muito na hora, colocar o quadril e as pernas para cima, tudo bem mecânico (ele médico e eu enfermeira sabendo que o espermatozóide faz tudo sozinho). Fomos no shopping e toda hora ele alisando minha barriga, chega o dia de menstruar e nada, conto para minha mãe, irmã, etc. Onde trabalho tenho facil acesso ao hCG, todo dia fazia e nada, no dia que ia realizar o Beta hCG menstruei, ele estava indo me buscar no serviço, Chorei muito. Um mês depois ele terminou. Sinto cobrança de tudo quanto é lado, agora somente falo que não quero mais ter filhos, mas lendo seu post fiquei feliz por você, mas na hora em que terminei de ler, juro perguntei Deus quando eu? Desculpa o desabafo, mas somente aqui consegui colocar tudo o que sinto e parar de mentir pelo menos para mim mesma. Beijo

Luciana disse...

Luciana, ri e chorei com o seu post, embora não me identificando totalmente, pois minha história é um pouco diferente, a minha demora foi pra encontrar um marido, rsrsrsr...mas é como vc diz, um bebê faz a gente resgatar a fé em Deus. Hj, sou mãe de dois e muito realizada. Bj grande, Deus te abençoe.

x-x-x-x-x-x disse...

Nunca deixei comentários no blog, embora o acompanhe regularmente. Mas dessa vez não pude resistir, pois vc descreveu exatamente a situação em q me encontro: tentando engravidar, perdendo as esperanças, quase no fim do poço emocional... me sentindo numa ilha cercada por mulheres grávidas por todo o lado...

Anônimo disse...

Meninas,

Quem tiver com problemas para engravidar é só me chamar!

Catarina disse...

Querida princesa Lu,
Amei esse post!
Amei o da realidade das "sequelas" corporais pós-gravidez!
Se Deus quiser, também terei novidades para contar em breve!
Não vejo a hora de ter um baby lindo e perfeito crescendo na minha barriga!
Beijos para vc e para o Gabriel!
Deus abençoe vcs.

Anônimo disse...

Amei esse post, mas, sua brincadeira com Deus, na minha opinião, foi ridícula e desrespeitosa.

Anônimo disse...

Gostei muito do seu post. Estou naquela fase que você falou: não posso ver uma mulher grávida que já me vem a vontade de chorar de tristeza. Já fazem 3 anos que tento e nada... Cada menstruação significam dias de deprê. Também perdi um bebe com 5 semanas. Mas, o que você escreveu me incentivo a descansar e saber que meu nene, se Deus quiser, vai vir um dia.

Lívia disse...

Sou estudante de medicina e pretendo fazer dermato, se Deus quiser!! Sempre acompanho seu blog, mas nunca tinha comentado... Até agora!

Dra, lindo mesmo o seu post. Ainda não tenho planos de ter filhos, mas sua mensagem conseguiu me passar todo o sentimento e a angústia que você sentiu. Fiquei com lágrimas nos olhos mesmooo!!

Parabéns por essa bênção =)

Muitas muitas felicidades

Lilica disse...

Meu Deus, que perfeição este post. Mexeu muito comigo, pois ando passando algo muito parecido!!

Que bom que vc não "maquia" as coisas. Todo mundo sabe que nada é fácil, e por isso é tão recompensador viver!

Parabéns, já era sua fã. Agora tripliquei!!

Felicidades à sua linda família!

Beijo, Eliane.

Thaty Corrêa disse...

Oi Luciana!

Adorei esse post, estou passando por isso agora...
Já vou pro quarto mês de indutor de ovulação e estou muito, mas muito ansiosa mesmo!
Cada mês que descubro que não engravidei me sinto um pouco mais frustrada... Por isso achei tão bom ler o seu desabafo.
Vou continuar por aqui lendo o seu blog e na tentativa do baby!
Beijos

Bia disse...

Luciana,
eu li seu post e parece que foi escrito por mim.

As pessoas tem mania de querer nos consolar, cheias de boa intenção é claro, mas torna tudo pior. Já ouvi tudo isso aí que vc escreveu.

E me tornei um pouco bruxa também. É horrível: a gente se sente mal pelos bebês do resto da humanidade; e depois se sente mal por se sentir mal com os bebês. Um ciclo vicioso. E por falar nisso, o que dão para as mulheres da Rede Globo? Todo dia é notícia de uma nova grávida ... rsrs

Vc realizou seu sonho com o Gabriel. Ele é lindo. Parabéns.

Um bj

Andrea disse...

Oi Lu, então já teve vários comentários parecidos né, pensei antes de mandar o meu. Pq realmente é tudo verdade, tudo que voce sentiu eu sinto, no seu caso foram 2 anos né.... a minha aflição ainda continua, já tenho 2 anos e 8 meses... em ponto de explodir..........quando a menstruação vem é ainda pior, nos outros dias dá para ir levando, agente chega a pensar que Deus está nos punindo ou que não poderemos ser mães, as vezes me pego pedindo que ele (Deus), me mande um aviso, que eu consiga interpreta-lo, porque a angustia é grande. E quando vem a revolta por vermos a todo instante na TV mães matando seus bebes......nossa eu querendo tanto e outras matando..... Aí vem uma força do fundo que me faz seguir em frente, taí acho que esse é Deus falando comigo me dando força, "o sinal que tanto peço".... Quando meu bebe estiver a caminho vou te avisar..... Obrigada por ter sido tão sincera.

Andrea disse...

Oi Lu, então já teve vários comentários parecidos né, pensei antes de mandar o meu. Pq realmente é tudo verdade, tudo que voce sentiu eu sinto, no seu caso foram 2 anos né.... a minha aflição ainda continua, já tenho 2 anos e 8 meses... em ponto de explodir..........quando a menstruação vem é ainda pior, nos outros dias dá para ir levando, agente chega a pensar que Deus está nos punindo ou que não poderemos ser mães, as vezes me pego pedindo que ele (Deus), me mande um aviso, que eu consiga interpreta-lo, porque a angustia é grande. E quando vem a revolta por vermos a todo instante na TV mães matando seus bebes......nossa eu querendo tanto e outras matando..... Aí vem uma força do fundo que me faz seguir em frente, taí acho que esse é Deus falando comigo me dando força, "o sinal que tanto peço".... Quando meu bebe estiver a caminho vou te avisar..... Obrigada por ter sido tão sincera.

Anônimo disse...

Oii lu.. me emocinei mto com essa postagem, pq é EXATAMENTE assim q a gente se sente... é como se ninguém merecesse mais do q a gente né, eu tenho ha quase 5 anos, e as esperanças ja se esgotaram... tento me focar em outras coisas, mas é tao dificil... :(
estou mto deprimida mas acredito q qdo meu milagrinho chegar, ele tb me devolverá a alegria de viver

Mel disse...

Acabei de ler seu post. Estou gravida de 9 semaninhas e naquela "neura" de pensar a todo o momento: será que vai dar certo???

Com suas palavras, eu me vi. Isso tudo eu senti, durante meus cinco longos anos de tentativas.

Obrigada pelas suas palavras, me deu coragem.

Muuuuuita saúde pra vcs.

carol sn disse...

Luciana, me vi escrita no seu post... tento engravidar há 2 anos, nem sinal... todas as amigas engraviddando e eu com o mesmo sentimento: e o meu? Qdo vem? Isso me mata!!!por enquanto seguirei seu conselho: dormir bastante, coisa que eu amo!!

Anônimo disse...

Sensacional! Parabéns! Bjs, Thamila

Jacqueline Suzana disse...

Olá Meninas! tudo bem Luciana?!

Meu nome é Jacqueline Suzana, quando li seu posto sobre a tão desejada gravidez, chorei e muito! hoje posso afirmar que foi de alegria, pela graça de Deus sobre a minha vida e a chance q Ele me deu de ser Mãe!
casei em 2000 e em 2001 ja começamos a "esperar" o bebe que nos completaria...passado 1 ano e ele não veio, o médico dizia assim: "querida, relaxe, se vc estressar o bebe nao vem..."! achei melhor trocar de médico, porque eu nao estava estressada, só achava q estava demorando muito, ja q minhas amigas, todas, tinham engravidado em menos de 1 ano, decidi ir a um médico diferente, e para minha tristesa ele disse a mesma coisa, nisso passaram 2 anos, um dia eu voltei ao médico e disse: "Dr. nao aguento mais ! o Sr. tem certeza que nao tenho nada de doenças, nao é possivel!" foi quando ele me mandou fazer um exame horrivel que verificaria minhas trompas, cahamdo histerossalpingografia, doi muito, fiz 2 vezes , mas foi revelador, este exame detectou q eu tinha as duas trompas obstruidas, e elas obstruiram porque tive uma doença chamada Clamídia, que um dos resultados é a obstrução de trompas entre outras consequencias tragicas, neste dia meu mundo caiu, minha vida, meus sonhos, planos, casamento, tudo!! além da humilhação intima, ainda temos que enfrentar a social, cobrança, um dia eu ouvi uma coisa muito triste, alguem disse assim: " cuidado, que o marido vai procurar filho fora do casamento" , nossa, as eram crueis, eu só ouvi caladinha, mas no fundo esse era meu medo tbem, porque eu sabia que meu marido queria filhos e eu era "imprestável" dentro da minha concepção da época.
O médico muito frio, disse que poderíamos fazer o método moderno, cientifico de Fertilização in Vitro, o vulgar bebe de proveta, e fizemos 3 vezes, mas nao engravidei, mais trsiteza, mais decepção, angustia. Isso ja se passaram 4 anos de angustia, um dia eu começei a passar mal, fui ao médico, descobrimos que eu tinha um problema muito sério no utero, que provalvente seria um cancer, fiz a cirurgia e esperamos o resultado, 20 dias de angustia, esta era pior que a de não ter filho, e o médico disse para mim: Jacqueline, se tiver q tirar seu utero, vou tirar, para evitar q este tumor se estenda, vc nao pode ter filhos mesmo! será para o seu bem." Isso para mim foi o fim, foi quando me prostei aos pés do Senhor e disse: Senhor, o que queres tu de mim? eu abro mão de ter pedir filhos, mas quero minha saude de volta.
Tiramos o tumor, sem ser necessário retirar o utero, desse dia em diante, passei a ser feliz, minha alegria de estar viva foi muito maior qeu tudo, voltei a ter pensamentos de amor pelas pessoas, pela minha familia, meu marido. etc. Tirei da minha mente essa ideia de ser mãe, tirei de coração , fiquei livre, liberta.
Qunado foi em Maio de 2008, comecei a pasar mal denovo, aí vieram as duvidas, seria aquilo novamente?! resumindo, eu estava gravida de 2 meses. Hoje tenho 2 filhos, o Murilo e 4 anos e o Levi de 2 anos, sim!!! Depois de 7 longos anos, Deus me deu 2 filhos lindosss!!!! homens como eu queria, perfeitos, uma gravidez natural, nao movi uma palha para isso, foi dádiva pura!! milagre puro de Deus!! basta pedir e esperar, o tempo realmente é do Pai!! fica aqui meu testemunho para as mulheres que atravessam essa luta, não é facil, mas passa, tudo passa e Deus nos ouve com certeza.
Parabéns pelo blog, é muito interessante.
Beijossssssss

Cintia disse...

Acompanho seu blog há um tempo, e já tinha lido este post. Mas o reli hoje, e teve outro impacto em mim, pois estou vivenciando esta situação, e prestes a iniciar meu tratamento de fertilidade. Mas quero tirar uma dúvda: enquanto "treinante", também devo parar com o ácido retinoico, mesmo mais fraco? É que parei, por medo, mas como a gravidez está demorando, e minha pele piorando - e eu não estou ficando mais nova... - pensei em voltar a usar. Estou com cravos e algumas espinhas eventuais, coisa que não tinha quando usava anticoncepcional. O que fazer neste período "ingrato"? Obrigada!

Anônimo disse...

Tb adorei... chorei enquanto li...
parece que era eu... agora depois de ler todos comentários fico com minha esperança renovada pra seguir tentando... brigaduuuuuu
Jéssica Mota

Jordana Nunes disse...

Estou passando por isso agora!! Tem 9 anos que tento engravidar e nada!!! Já perdi dois bebês!! O último tem 2 meses que perdi!!! Minhas forças já estão terminando!!! Mas agora mesmo me sinto melhor e com mais esperanças!!! Porque a dor que sinto e inevitável!!! Vejo todas as minhas amiga sendo mãe e eu que estou com quase trinta anos não consigo lavar uma gravidez até o fim!!!

Anônimo disse...

Euu tbm quero muito ser mae eu e meu marido vem tentando poucos tempo ja ate comesei calcular o meu periodo fertil pra mim engravidar mais nao da dando certo mais eu nao perdi a esperanca por que pra deus nada e impossivel e tudo tem a ordem de deus....boa sorte pra nois todas.... De thacy mell..

Anônimo disse...

Mulheres nada e impossivel pra deus tudo tem a ordem dele .. De thacy mell

Anônimo disse...

Tudo tem a ordem de deus...dethacy mell

Anônimo disse...

Deus e mais.... De thacy mell

Anônimo disse...

Eu preiso falar tenho sop ja controlados fiz um exame e descobri q tenho um trompa entupida e para ajudar meu marido tem pouca quantidade de espermatozoides ele tomacinco remedios por dia e eu tomo de tres a quatro por dia no começo era susi meu medico disse p começar o tramento p induzir a ovulaçao e outro p segurar a primeira tentativa susi porque eu sabia q ia ser dificil parei o remedio e minha menstruaçao veio ergui a cabeça e tentei a segunda tentativa eu tinha certeza q tinha dado certo tava atrasada sete dias ai vc ja fica passando a mao na barriga feliz e depois descobre q era alarme falso na hora eu n fiquei triste mais meu marido ficou muiiito ai eu desabei me senti fraca incopentente choro todos os dias na tv tudo conspira a nos fala de bebe propaganda de bebe agora eu tenho ultma tentativa para conseguir engravidar fico triiste porque eu tento me segursr mostrar q to confiante mas n eu tenho a inpressao q vou enlouquecer n teno vontade nem limpar a minha so durmo como eu pudesse esqueçer tento pensar q depois de um dia de temporal vai aparecer um dialindo com um sol brilhando p vc eu n consigo viver sem um filho eu falo q eu vou ate o meu limite mas sinto q meu limite ta chegando ao fim porque cadadia desgasta e como as pessoas ao seu redor fossem melhor q vcas vezes penso sera q eu vou ser uma pessima mae q eu n tenho o direito de gerar um filho so quem sente napele sabe o q e dor ee como se vc n conseguice se segurar no poço q quando vc acha q vai conseguir sair vc cai de novo precisei deesabafar porque meu coraçao n para.de doer. paizinho porfavor me ajude

Anônimo disse...

Oi!!! Realmente, tudo o que você disse é veridico! Não agurnto mais ouvir: Quando voce relaxar vem! Um ano de tentativas, indução de ovulação, marido tomando remedios porque tem varicocele e por aí vai... estou acabada...

Anônimo disse...

Olá meninas me chamo Larissa , tenho 19 anos ! Meninas vou relatar um pouco sobre oque eu infelizmente ou felizmente estou passando. Bom pra começar meu esposo tem 51 anos nos temos 31 anos de diferença de idade , bom meu esposo tem 2 filhos homens com mulheres diferentes um de 21 e um de 13 , gente eu estou muito triste estou sentindo todo este desespero pois eu estou tentando ha um pouco mais de um ano E ja estou começando a me tornar uma pessoa amarga , eu percebi isso quando minha irmã de 16 anos engravidou , bem jovem ne antes do tempo pois é , eu fiquei tão desconsolada , eu choro assintindo novelas em que vejo mulheres tendo filho fico abismada como pode ? Algumas mulheres nem querem um filho e conseguem so para fazer a criança sofrer ! Bom eu sofri e minha infância até hoje com um corrimento que eu tinha de cheiro ruim isso veio da minha infância só que eu tive medo de contar para minha família e cada dia que passava ficava pior até que quando conheci meu marido isso já incomodou ele de cara , faz uns 5 meses que este corrimento foi embora a insegurança ainda fica dele voltar de novo estou tomando Attilus multi há 2 meses gente em tão pouco tempo estou enfrentando uma Barra , a vontade de ser mãe está me consumindo demais !!! A cada ciclo um Rio de lágrimas , de desilusões !!! Não uso e-mail mais tenho whatssap Quem quiser compartilhar experiência de (85)989349208

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???