sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Quer pagar quanto? (pelo seu remédio)


Fim do ano se aproximando e, como vocês sabem, tenho o hábito de viajar sempre levando uma personal-farmacinha. Agora que estou grávida então... nem se fala!

E como os remédios custam caro! Fico imaginando como é a vida (e o bolso) de pessoas que sofrem com doenças crônicas.

Além dos preços exorbitantes, é sabido que algumas farmácias recebem comissões de determinadas empresas, e nem sempre oferecem as opções de medicamentos menos dolorosas para a saúde da sua conta bancária.

Consulte seu médico para ele lhe informar quais tipos de medicamentos podem ser comprados na modalidade genérica, sem comprometimento da eficácia do produto. Os genéricos estão cada vez melhores e temos muitos laboratórios de confiança que produzem medicamentos de ótima qualidade. Nunca compre um medicamento sem o conhecimento do seu médico.

Caso ele permita o uso dos genéricos, pergunte sobre quais seriam os laboratórios de confiança, e entre neste site, que compara os preços de todos os tipos de remédios.

www.consultaremedios.com.br

A ferramenta também é útil para você pesquisar se o preço que você pagou na farmácia está dentro da média de preço sugerida.
Aliás, comparar preços, faz com que você economize muitos reais nessa vida.

Pergunte também, se a farmácia oferece descontos para quem tem plano de saúde.
Verifique também se existe alguma farmácia popular perto de sua residência (lá, alguns medicamentos podem ser vendidos com até 90% de desconto). Para saber mais sobre esse assunto, clique aqui.

Para quem não pode mesmo pagar:

O SUS disponibiliza alguns medicamentos gratuitamente. Saiba como conseguir remédios gratuitos pelo SUS clicando aqui.

Algumas faculdades e universidades realizam trabalhos científicos e os pacientes inseridos no protocolo de pesquisa (que precisa ter a permissão de um comitê de ética) geralmente recebem a medicação gratuitamente (em troca de virar uma estatística, é claro, mas vale a pena se a pessoa estiver precisando).

Algumas empresas disponibilizam uma verba para a compra de medicamentos para seus funcionários. Verifique se não é o caso do lugar onde você trabalha.

Muitas igrejas também ajudam os membros da congregação nesse sentido. Ainda que não possuam estoques, podem pedir doações para seus membros e dessa forma, todos se ajudam.

Outras doações: peça, pergunte. Todo mundo conhece um médico na vida, ou um enfermeiro. Algumas vezes, conseguimos junto a nossos representantes medicamentos que ajudam a vida de muitas pessoas. Ontem mesmo, meu irmão (o cirurgião plástico) pediu que eu tentasse junto ao representante da FQM Farmoquímica, um original do Kelo-Cote Spray (que custa R$ 230,00 em média) para tratar as cicatrizes de uma criança de dois anos que sofreu queimaduras em quase 70% do corpo. Para a minha surpresa, a empresa vai disponibilizar um exemplar para a menina.
Perguntar não ofende, concordam? O máximo que poderia ter acontecido seria eu, meu irmão e o pai da menina, termos escutado a palavra "não".
OBRIGADA FQM!!!!

Quando algum parente de vocês (que estiver usando medicamentos caros) falecer (isola!), procure o médico responsável por ele, e faça doações dos medicamentos que restaram na sua casa. Ele poderá entregar estes remédios para uma outra pessoa que esteja precisando e que sofra da mesma doença.
Quando minha avó faleceu, nós doamos todas as medicações.

OBS. Faltam POUCAS HORAS PARA TERMINAR A ENQUETE. Por favor, votem em GABRIEL! Estou muito inclinada a colocar este nome...

18 comentários:

Anônimo disse...

Olá, doutora. Meu pai comprou um remédio na farmácia por R$ 100,00 e o mesmo era vendido na farmácia popular por R2,80!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Era um remédio para herpes. Bjs. Rose

Anônimo disse...

Foi o nome que votei,Gabriel é nome do anjo que anunciou a Maria a vinda de Jesus,Deus abençoe sua gravidez.

Anônimo disse...

Dr. Muito legal esse post. Eu tomo muitos remédios tarja preta e todas as vezes que vou na minha médica pegar receita ela me dá várias amostras grátis, às vezes dá para 2/3 meses de cada remédio, sem isso não sei como faria $$$ para fazer meu tratamento, já que a consulta é particular e custa muito caro.

Nessa mesma médica, as vezes trocamos a medicação por um tempo e dá errado, então eu sempre levo a medicação que sobrou e dou para ela, mesmo que eu tenha comprado, assim ela pode repassar o que não vou usar e ia se estragar.

Isso era uma coisa que as pessoas podiam fazer, repassar remédios que não usam mais, em hospitais, clínicas, até mesmo para parentes e vizinhos. Esses dias joguei uma quantidade enorme de medicação fora de validade, eram anti-alérgicos, remédios para garganta, gripe, até analgésicos!

É um desperdício que eu tenho certeza que acontece em todas as residências, até pomadas para assaduras saem da validade e são desperdiçadas.

Hoje em dia eu doo tudo, sempre tem uma pessoa necessitada e que não pode pagar, quando o remédio e tarja preta eu repasso para a minha médica que uma tarde por semana atende pessoas que não podem pagar.

Beijos Dr. Eu não votei em Gabriel, mas votei no nome que achava mais bonito.

Fique com Deus!

Dany Castro disse...

GABRIEL!GABRIEL!GABRIEL!!!

:)

Bjos!

Magdala disse...

comparar o preços é muito importante principalmente quem toma remédio continuo a diferença de preços entre os estabelecimentos é muito grande.
assim devemos fazer tbm com os nosso creminhos .

Magdala disse...

se eu tiver um filho o nome dele vai ser Lucas, Gabriel tbm é bonito maseu não gosto mto.

Drica disse...

Nossa, adorei o post! =)
É sempre bom os médicos terem o conhecimento das possibilidades que o paciente pode ter para iniciar e se manter no tto.E creio que uma das formas de incentivo é orientar onde comprar os seus medicamentos sem ter de gastar rios de dinheiro,principalmente considerando os mais humildes que sofrerão para custear o seu tto.
Agora começarei o meu internato e esse post caiu muito bem para o momento!Copiarei todas as informações dadas no link q vc ressaltou para a aquisição de medicamentos pelo SUS.Assim, eu poderei melhor ajudar aos meus futuros pacientes!!hehehehe...
Grande bjo.

Mnê Lopes disse...

Tb gostei muito do post... A diferença de preços de medicamentos é incrível e quando se compara com os manipulados a diferença é ainda maior! Por aqui o que temos visto são médicos que colocam o medicamento mais caro para o paciente, dizem que genérico e manipulados não são confiàveis... Mas fico feliz que cada vez mais a população tem feito valer o direito de escolher. òtimo post.

le-mds2505 disse...

Dra, valeu pelas dicas sobre medicamentos,e parabéns pela família que vc tem,que ajuda o próximo.Quanto ao nome votei em Gabriel,acho que deve ser porque meu 1° filho se chama Gabriel rsrsr.Bom mas será ótimo ter mais um anjinho com esse nome né?bjusss!!!.

Anônimo disse...

Dra. Já que o nome Gabriel e Henrique estão quase empatados,porque não coloca Gabriel Henrique? Eu acho bonito!!!
Parabéns pelo anjinho!!

Nanda Gomes (www.blig.ig.com.br/reidavi) disse...

QUEREMOS HENRIQUEEEEEEEE, nome de rei! Vai por mim!

Sofia disse...

Dra,

Adoro seus posts !
E gostei desse assunto também.
Acho que essa discussão deveria começar pelos médicos.
Em vários países, não se pode escrever marca de remédio na receita, apenas o nome do princípio ativo.
Os médicos deveriam se recusar a receber representantes de empresas em seus consultórios. A maior parte do custo do medicamento provém das ações de marketing (consulte qualquer artigo sobre a organização da indústria farmacêutica e verifique).

Luciana Leal disse...

Oi, Sofia!

Olha, eu concordo com tudo o que você disse, menos a parte de não ter mais representantes. Eles nos ajudam tanto! Inclusive cientificamente. E é através deles que ficamos sabendo das novidades. Bem, eu AMO meus representantes. Cada um deles.
Mas é como você mesma disse, a coisa tem que começar com os médicos. Concordo plenamente!
Nós podemos receber as novidades e dar várias opções para os pacientes.
Sempre que eu posso, eu faço isso.

(Se bem que na dermatologia, isso é mais fácil de se fazer. Por exemplo. Protetor solar existem vários bons, de diversos preços.Mas e em outras especialidades? Um remédio de última geração na cardiologia vai ter que esperar vários anos até acontecer a chamada quebra de patente.Nem sempre existe o genérico. Complicado, né?)

Teresa disse...

Princesa vc já conhece a acupuntura facial? Será q vale a pena?

Tati Lambert disse...

Meu irmão é representante da Farmoquímica. É de fato uma empresa séria, e esse tipo de coisa é bem comum.

Gabriel é lindo mesmo ;)

Turquezza disse...

Sorry, eu prefiro Henrique.
Já conheço tanto Gabriel! No colégio são chamados pelo sobrenome rsrsrs
Boa sorte. Beijos.

Anônimo disse...

Querida Drª Lu,

Boa iniciativa a idéia de incentivar doações de remédio. Eu já fiz isso algumas vezes, e estou certa de que foi útil para várias pessoas.
Quanto ao nome do bebê, su havia sugerido Otávio, mas estou pensando: que tal um nome duplo?
Bjks,
Regina

Ricardo Laerte disse...

Gostaria de informar um site que ajuda a encontrar medicamentos mais baratos nas farmácias online de todo o brasil.

http://www.maispreco.com



Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???