sexta-feira, 25 de junho de 2010

Irritando "Luciana Young" ... no avião!


Resolvi escrever esse post porque durante a minha última viagem a São Paulo, meu vôo de 50 minutos foi infernal. Aliás, o título desse post poderia ser perfeitamente "UM CAPETA NO CÉU, PORQUE NEM O DIABO ATUROU".

Sabe gente que viaja com o casal de filhos / netos / sobrinhos / mal-educados? Pois eu tive esse azar. Eram três cadeiras e nelas estávamos sentados, eu no corredor, a avó com morte cerebral (ou pelo menos parecia estar, pois ficou imóvel e muda a viagem toda) no meio e o capeta na janela. Na fileira atrás de nós, estava a diabinha júnior, sozinha. E do outro lado do corredor, os pais adormecidos.

Vocês me conhecem, sabem que eu gosto de crianças. Gosto não: amo. Independente de serem da minha família. Mas esse garoto, desde o segundo em que se sentou na poltrona, eu logo vi que o vôo seria loooooongo, ainda que não durasse nem uma hora.
Começou abrindo e fechando a janela (sempre fazendo muito barulho) umas 687 vezes. Depois de enjoar da "brincadeira", ele descobriu a mesinha dobrável da poltrona da frente. Começou a fazer a mesma coisa com a mesinha. Dez minutos depois, já com o avião decolando e toda a tripulação afivelada e pronta para levantar vôo, o garoto descobre que pode irritar os outros afivelando e desafivelando seu cinto de segurança.

Depois, com o avião já começando a voar, ele soltou definitivamente o cinto de segurança, se levantou e gritou U-HU, como se estivesse numa montanha russa. A avó... nem olhou para o lado. Resultado: advertência da comissária de bordo.

Quando o serviço de bordo começou a ser servido, a irmã começou a correr pelo corredor e o garoto resolveu imitar a irmã. Devia estar se sentindo um siri na lata ou algo parecido. O problema dele é que a minha cara dizia claramente "não pense que você vai ficar sentando e levantando do seu assento, porque certamente eu vou dificultar as coisas para o seu lado".

Ele percebeu que não iria se criar comigo e eu nem precisei emitir uma palavra a respeito. Já estava me sentindo a Dra. Bruxa. Mas ele resolveu seu "problema", sabem como? Pulando a poltrona, como se fosse uma corrida de obstáculos. E, aparentemente, ele gostou do "esporte", porque começou a pular pra lá e pra cá, como se fosse um macaco.

E, claro, desnecessário dizer, que ao pular para o meu banco de trás, ele e a irmã ficaram chutando a minha cadeira, a ponto de a minha cabeça perder o contato com o banco. A avó... nem tchum! Os pais, nos braços de morfeu (a mãe era super periguete)...

Quando pousamos finalmente, o garoto resolveu acordar o seu pai. A maneira que escolheu pra fazer isso foi bem singela: deu-lhe um tremendo tapa na cara. O estalo foi tão alto, que metade do avião escutou. O pai oligóide disse: "puxa, filho, não é legal bater na cara do papai...", com uma voz mais melosa do que a do homem prateado do Pânico. O garoto respondeu: "ah, pai, mas eu bati devagarinho!".

Quando estávamos na fila para sair do avião (essa fila me irrita horrores) o garoto foi chutando minhas canelas até eu finalmente conseguir escapar daquele inferno e me afastar rapidamente dessa família de desajustados. Se eu não fosse uma princesa, não responderia pela integridade física do garoto.

Outras situações irritantes em aviões:

# Check-in tumultuado/ com funcionários mal-humorados

# Atrasos de vôo (principalmente quando não estou com um bom livro para ler)

# Comida de avião (a impressão que eu tenho, é que a pessoa responsável por bolar o menu, odeia comida)

Meu melhor lanche em ponte aérea foi servido pela -pasmem!- webjet. Comi uma fatia de pizza de calabresa (que não estava borrachuda) e como sobremesa, um brigadeiro gigante. Não acreditei em meus olhos!

# Cobertores que não cobrem, a não ser que você seja um pigmeu (por esse motivo, eu sempre viajo bem agasalhadinha e com meias)

# "Colegas de poltrona" sem noção, ou que roncam, ou que ficam pedindo as suas coisas emprestadas (canetas, revistas, hidratantes, até remédio de nariz já me pediram, que nojo)

# Detesto sentar na janela, principalmente em vôos longos. Tenho vergonha de incomodar a pessoa que está sentada no corredor quando quero ir ao banheiro. Algumas vezes o coitado está dormindo, você tem que "pular" a criatura, e geralmente esse "pulo" envolve muito contato corporal pelo pouco espaço existente. É quase uma lap dance aérea. Além disso, sentando no corredor, eu consigo esticar as pernas para o lado.

# O espaço entre as cadeiras chega a ser indecente!

# Conexões, ninguem merece.

# Fila da imigração, idem.

# Bagagens extraviadas. Nunca aconteceu comigo e desconfio que eu precisaria de tratamento psicológico para o resto da vida, se uma mala minha cheia de compras da Sephora "desaparecesse" pelo mundo.

# Ai, gente, desabafa também!!!! O que irrita vocês no avião????
OBS. RESPONDI A TODOS OS COMENTÁRIOS DO POST DE DERMATITE ATÓPICA!!! OBRIGADA PELA PACIÊNCIA!!!!

71 comentários:

Chris Luchini disse...

tuuuuuuuuuuuuuuuuuuudo me irrita em avião Dra. Princesa!!! Acho tuuuuuuuuuuuuuuuudo horrível, apertado, nojento e de uma falta de respeito para como o consumidor imensa! O fato é que todo mundo incomoda todo mundo pq mal dá pra respirar dentro das aeronaves!
Agora viajar com crianças já é díficil, se os pais não falarem naaaada então eles acham que podem tudo. Minha filha não é das mais bagunceiras, mas tem 1 ano e 9 meses e não é santa, então já me decidi por não fazer esse tipo de viagem com ela pra não ter que ficar pagando mico no avião ahehaeh... daqui uns 2 anos ela estará no ponto! Grande beijo!

sonia pedrosa disse...

Foi um exercício de paciência, né?
Acho que eu teria dado uma bronca nele, já que a família não se mexeu. Ou teria chamado um comissário. Eu também adoro criança, mas bem educada. As mal educadas, eu prefiro vê-las em fotos ou dormindo! rsrsrsrsrs
Viajar de avião, aliás, é um exercício de paciência, de humildade. Tenho certeza: a gente vai pro céu, um dia!

Paula disse...

O que me irrita muito é gente sem noção, felizmente so cruzei esse tipo de gente uma vez : num vôo Salvsador-Frankfurt um cara q passou a noite toda falando alto com o amigo que estava na poltrona de tras, sem contar que ele chegou e se sentou em outro asento so pra paquerar uma periguete, o problema é que ele terminou criando um efeito domino pq o dono do asento que ele tava sentado sentou em outro lugar e assim sucessivamente até que chegou uma moça que tava em pé e por isso o avião nao podia decolar. Esse cara bebeu horrores e ficava se virando pra falar com o amigo q tava atras dele...um horror. Incomodar é tao feio...

Rafaela disse...

Lu, estou tão aliviada depois desse teu post, às vezes acho que eu sou a única pessoa no mundo que se irrita com certas atitudes e saber que tem gente que compartilha do meu sofrimento, acredite ou não me faz sentir um pouco menos culpada. Tudo que vc falou me irrita horrores, mas às vezes me irrita muito também qd as pessoas não obedecem à equipe de bordo. Exemplo: sempre que o avião está pousando a comissária avisa que todos fiquem sentados até que o avião esteja completamente parado, o mais engraçado é que é só ela dizer isso que todo mundo levanta. Não consigo entender? É necessário fazer psicologia reversa???

Studio Bucal disse...

Lu, preciso te contar algo qu aconteceu comigo, naõ exatamente no avião, mas no check-in. Estava voltande de Porto Alegre para Curitiba pela webjet, que possue 2 serviços de chek-in no aeroporto: os que tem bagangens para despachar e os que não tem. Estava na fila do chek-in do SEm bagagem, que tinha uma certa fila (e uma pouco de demora) pois o sistema de computador tinha apresentado problemas. Em virtude dessa fila, um senhor muito mal educado, chamado Sr. Joâo fala alto: "Meu Deus, a fila do chek-in sem bagagem demora mais que o chek-in com bagagem, que absurdo!!" Ele falava alto mesmo e todo mundo ollhava e como vc diz, ele nem tchum para as pessoas. Por azar ele estava atrás de mim. Quando quando fui chamada no chek-in, ele foi chamado no guiche au lado e falou lá nas alturas: "isso é um absurdo!! Onde está o dono dessa empresa que quero reclamar por eese serviço de M...(piiiiii)". O funcionário gentilmente e educadamente falou que as reclamações eram feitas via intrenet e que a Webjet apreentava um serviço de SAC,que ficava a disposição dos passageiros para reclamações. Sabe qual foi a resposta dele: "O negócio é o seguinte amigo, eu sou DEPUTADO (nessa hora ele berrou) e eu nao uso computador, eu falo direto com o dono da empresa...naõ preciso disso". nesse momento , o funcionário que estava me atendendo perguntou: "Vc gostaria de escolher sua poltrona?"
E eu: "Sim, por favor, bem longe do sr. João"!.
essa foi uma das piores situações que presenciei em aeroporto. Um Sr. MUITO mal educado, que chega dando "carteiraço"....ninguém merece. Nessas horas eu penso: quando ele precisa de votos, com certeza, mal educado não é!.

Um grande beijo.

Flávia

Anônimo disse...

Doutora parabéns pela finesse ate nas alturas. pela situacao descrita eu ja teria tomado alguma atitude.

o ruim de aviao é a convivencia forcada com estranhos de habitos as vezes nada educados ou higienicos como os nossos.

Voce sempre sera princesa, mas adoro seus momentos "plebeus". hehe assim podemos desabafar e sentir que nao somos loucos

Momô disse...

Aaaaahhhh pára tudo e chama o BOPE pra essa gente!!! Que raios de 'família' é essa??? São mongolóides??? Aff
Tuuuudo o que vc mencionou me irrita profundamente!!
Mas de todas as vezes que viajei o que mais me deixou P da vida foi quando fiz escala em Paris, o avião atrasou, perdi a conexão pra Italia 2 vezes, não conseguia me comunicar no aeroporto CDG pq eu não falava francês o.O e eles me davam cotocos quando eu falava inglês, e pra melhorar, minha bagagem sumiu por horas por causa desse atraso... Pensa no stress NA IDA de uma viagem de férias... ninguém merece né!
Bjin
Ah, vc devia ter falado poucas e boas pra esses pais retardados... aff

Aeromoça gentil disse...

AGora imagina nós pobres comissárias de bordo que temos que estar dentro do avião todos os dias... mas mesmo assim com toda certeza nossa pele é melhor que a de muitas que nunca pisaram num avião!! hehe

Portal Meio Aéreo

Valery disse...

Olá Dra.!
Aqui é a Valéria, que depois de ter bb recebeu a visita indesejada das espinhas.. Rs!
Bom, eu tenho uma bb de 1 ano e 4 meses. E tenho HORROR a criança mal educada.
Semana passada viajamos para Porto de Galinhas. E IMAGINA a minha preocupação.. Como ela vai se comportar?
Eu não bato nela, converso, explico... E acredite, ela entende! Mesmo sendo um bebê, ela entende. Sabe o que é certo e errado.
Não pra ela, é não. Tá certo que as vezes eu preciso falar mais de 1 não, pegá-la no colo, dar um truque da galinha morta pra ela não começar a chorar... mas enfim.. ela acaba desistindo de aprontar.
Eu amo muito minha filha, e por isso mesmo, quero que ela saiba desde pequena que o espeço dela termina, quando começa o meu e o das outras pessoas.
Infelizmente, (Eu vejo muitooo) alguns pais não se sentem responsáveis pela educação dos filhos. Acham que é trabalho da avó, ou " a vida ensina".

Bom, a minha bebê se comportou como uma mocinha, não chorou, não ficou correndo pelo corredor, ficou brincando quietinha na dela.
E na volta, dormiu o tempo todo.

3 horas dentro do avião com bebê era o meu medo.. Mas graças a Deus e alguns NÃo PODE!!!! foi tranquilo!

Um beijo e boa sorte!

D. disse...

Minha amiga, devo confessar que mandarei seu nome para uma avaliação de canocização no Vaticano.
Por muito menos eu tinha chamado a atenção da avó.Ou pedido troca de poltrona com os pais dele.
beijos

Livia e Marcio disse...

Dra. princesa!
Me desculpe, mas achei hilárias algumas situações e me identifiquei demais!! Trabalhei em uma empresa em Londres muitos anos que me fazia viajar bastante para o Brasil por diversas cias aéreas, assim pude experimentar váááárias destas situações, e além das que vc falou, quero listar mais algumas. Aí vão:
* Comissários(as) mal-educados e inexplicavelmente "surdos", especialmente os da empresa TAP.
* Ver que o compartimento de bagagem de mão acima de sua cabeça já está lotado e ninguém liga se não há espaço pras suas coisas!
* Carinhas que se sentem Don Juans que não podem ver uma mulher viajando sozinha que insistem em ser sedutores por 12 horas seguidas... Teve um que até inventou ser um ator famoso de novelas mexicanas, pode?
* Pais que insistem em achar que nossas pernas são a extensão da poltrona dos filhos, já fui chutada durante horas em um vôo noturno.
* Banheiros sujos e sem papel (acreditem até na British já pedi pras comissárias colocarem mais papel no toalete e elas não moveram 1 músculo).
Enfim, poderia falar de muitas outras situações, mas aí tomaria muito espaço!! Ufa, pronto, desabafei! rsrsrs Abraços,

Fernanda disse...

Nossa senhora... quando for assim, peça pra comissária, caso consiga, mudar de poltrona, ta doido. Ou então eu falaria com a avó moribunda, sei la, ta doido...
Beijos

Badá Rock disse...

Pois é, mas uma vez tive que fazer uma infindável viagem de ônibus, com dois demônios em forma de criança ao meu lado, um pai em coma e uma mãe pirracenta.
Quando a mãe do diabrete viu que os uivos (porque aquilo não era choro, eram uivos) dele me incomodavam, ela falava "chora mais, Fulaninho, chora pra lá, ó" apontando para mim.
O serzinho escalava a mãe e o pai como se eles fossem brinquedos de parque, puxava os cabelos, mordia, deitava no corredor, etc.
Juro, eu sou uma pessoa muito controlada, porque não me custava nada armar um barraco ali mesmo... mas ao contrário daquela família, eu tenho classe.
Espero que eles sofram bastante as conseqüências de não dar educação a esses monstros que chamam de crianças.
Meu sobrinho não é assim. Acho uma falta de respeito pela humanidade criar crianças para virar essa gentalha irritante, malcriada, vulgar e grosseira. Seria melhor se esses pais nunca tivessem filhos.

Carol disse...

Coisas que irritam no avião: você pegar a última poltrona do corredor, lááá no fundo, as comissãrias não calarem a boca nem em vôo norturno e as pessoas não pararem de ir ao banheiro (que está praticamente encostado na sua poltrona).
Ah, claro, e a dona madame sentada ao seu lado usando o seu ombro como travesseiro.
Bebê chorando quando batem 10 horas no ar e ainda faltam 7 para você chegar ao destino.
Ter mais de 1,70 e ter que sentar naquelas poltronas feitas para crianças de até 12 anos.
Reservar lugar na executiva e haver overbooking e você ir parar na econômica junto com um grupo de adolescentes voando pela primeira vez.
Cara que se acha o conquistador e quer ficar puxando papo quando o seu sonho é fechar os olhos e entrar em sono profundo por pelo menos o tempo do vôo.
Lanche da Gol que vem praticamente uma mortadela gelada dentro. Nojento!!!!
Pessoa que troca o bebê no assento e não no toalete.
Ixi, tem histórias demais pra contar!!!!
Affffff
Mas no fim, a gente sobrevive, né? e pra compensar o stress, torra o cartão na Sephora!!! hahahahahah

Nanda e Davi disse...

Eu detesto criança mal educada! Tomo o maior cuidado do mundo com meu filho. Dia sim, dia não ele tá no castigo. Se der mole, pronto, eles batem nos pais, jogam comida no chão e encomodam mesmo!

O que me irrita no avião?

Pessoas suando o nariz em "voz alta"! pow, nao dá pra ir no banheiro fazer isso?
Tenho ansia! ehehe

Bjs

Stephanie disse...

O que mais me irrita são pessoas quem tem chulé mas mesmo assim tiram o sapato! já tive que conviver 12 horas com aquele odor indesejável em um vôo Amsterdam - São Paulo

Kamilly Almeida disse...

Olá,adorei o blog,e estou seguindo!
Sinta-se à vontade em seguir o meu,e fique atenta,logo logo teremos promoções no Infinito Feminino.
www.infinitifeminino.blogspot.com
Beijos!

Roseli disse...

nossa!!!que baita azar niguem merece, eu teria explodido! paciencia tem limite. Não quero nem comentar o q eu seria capaz de fazer senão todos irão pensar que eu sou uma monstra rsrs
da proxima vez reza pra que não aconteçanovamente, pq dos aviões agente precisa e muuuuuuuuuuuuito fazer o q?

San disse...

Amo crianças, tenho duas e vários sobrinhos, mas criança mal educada e pais displicentes, me irritam em qualquer lugar, ninguém merece. Tenho vontade de pegar os pais pelo colarinho e dar umas boas palmadas...kkkk.
O site é show, bjs.

Debora Nunes disse...

Entendo completamente a sua dor querida Lu!
Eu tbm tenho sérios problemas com crianças mal educadas - odeio que me digam que eu não gosto de criança! Eu não gosto é de criança que não foi educada pelos pais......
Bjs

Bonequinha de Luxo disse...

Lu, to com a Chris e não abro, acho que pior que criança sem educação, são pais sem educação, ninguém merece, bjs, Va.

Anônimo disse...

Cara Drª Lu

Será que essa criança, ao invés de mal educada não era uma TDAH?
Não quero ensinar padre nosso a vigário, mas os sintomas são muitos e esse non sense da família?

Myla disse...

Caraca, detesto essas crianças malas assim.
Tb detesto atraso e quando ficam mandando a gente de um portão pro outro, porque devido ao reposicionamento da aeronave no patico, o meu embarque será efetuado pelo portão de numero 15, sendo que antes era o 1! ahqahahahha
Eu gosto dos lanches da Tam, quando nao é aquele mix nuts, mas teve uyma vez que eu tava faminta, torcendo pra ser um sanduba deles, era, chegou na minha vez, as pessoas do meu lado receberam e eu.. nao. Ai demorou e tal, quando a moça voltou, disse que tinha tido um problema, que os sanduiches queimaram e me deu dois saquinhos de amendoim, dizendo que quando pousassem ia falar com o despachante para resolver a situação. Po, quando pousasse, eu queria mais é sair fora daquele aviao ahahahahah
Curti sua pizza hein, ontem peguei um voo da webjet, que mudou de portao e me deram um misero biscoitinho da bauducco e agua (pq refri eu nao bebo, e nem sucos eles tem!!)
Tb nao gosto qd tem essas criancas chatinhas no voo, e gosto do corredor justamente pra nao perturbar ng e ser a primeira a sair correndo ahahahah
Beijnos

Myla disse...

Tb me irrita gente que liga o celular antes do aviao parar e abrir as portas (mas quase morri quando vi q o meu ficou ligado num voo de 10h, eu tenho pavor de interferir, graças a deus nao deu nada)
Ah, e ontem mesmo, tava pousando, o cara levantou, saiu correndo pro banheiro, a comissaria falou q era pra ele ficar sentado, ele falou>: eu sei, mas mesmo assim foi pro banheiro, nunca vi, pq nao foi antes? ai, tanta coisa irrita ahahahahah

Mitcha disse...

ahahahaahahaah morri de rir com o tapa q o muleque deu no pai!!!
mas eu teria perdido a cabeça e ia dar uma merda nesse aviao

♥ Erika Saab disse...

Olha, eu fico impressionada, como certas "mães" e "pais" não assumem sua responsabilidade e deixam os filhos atazanarem a vida alheia, agora se alguém se dirigir de forma firme e reclamar com a criança, aí pronto, é um Deus nos acuda, viram os pais mais sensíveis do mundo. Eu, para evitar esta situação, sento sempre longe de onde tem crianças, seja no avião, no restaurante e mesmo depois de alojada, peço para mudar de mesa, cadeira, se me sinto incomodada, deixando claro o meu desconforto... E se precsiar, faço cara feia e reclamo mesmo na cara da mãe. Gosto de crianças do mesmo jeito que gosto de adolescentes, adultos e idosos, desde que sejam pessoas agradáveis. Já passei por várias situações parecidas com essas e me irritei muito, mas o que mais me irrita mesmo é a omissão dos pais, que só querem por no mundo e tirar fotos para por no orkut, cuidar que é bom nada! E convenhamos, né, avião hoje em dia é pior que ônibus, só vale à pena porque é mais rápido, eles popularizaram o preço, aí resolveram "popularizar o tratamento", o que não falta e motivo para se irritar num avião!Adorei o seu post, brasileiro precisa perder o medo de abrir o verbo, de reclamar, tolerância de mais é passividade!

Daniela Cocelli disse...

kkk morrir de rir, faço Suiça x Brasil uma duas vezes por ano, um inferno mesmo, tentam te stressar ao maximooo certas pessoas, liga não stresse envelhece ^^ Beijinhoss e boa sorte pra proxima viagem!

Angela Iaruchiski disse...

Menina que sufoco kkkk , não sei se aguentaria...

Duda disse...

Vc nao falou NADAAAAAAA ???!!!!!!!!

Tha Turcatti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tha Turcatti disse...

Oi Dra. Lu!!
Adorei a nova "cara" do blog, e também achei super legal você ter criado um e-mail para as leitoras!
Eu nunca tive um "problema" tãooo irritante em avião como o seu, mas se eu estivesse em seu lugar, eu não teria aguentado o menino pulando de um lado para o outro!!( teria tido um surto ou mostraria para a avó da criança o quanto ela estava sendo inconveniente).
A única coisa que não suporto nas viagens são as comidas que eles servem, horríveis!! Sem contar que as vezes vem meio geladinha e sempre falta alguma coisa na bandeja( e até a aeromoça atentender á nossa reclamação e voltar com a bandeja certinha demora horrores)!
Tanto a melhor como a pior comida de avião que ja experimentei foram na TAM! na Webjet até que é gostosinha, mas não tive a sorte de ter uma pizza e sim um lanchinho de presunto e queijo!
Quem sabe um dia eles não se preocupam mais com o que servem para os passageiros né?
Muitos Beijos e obrigada pelo carinho com nós leitoras!

Fabíola disse...

Lu
vou contar alguns casos.
Na ida pros States, qdo a comissaria pediu pra afivelar o cinto, a moça que estava na janela, ao lado de um senhor, levantou, pegou a mala e foi trocar o paleto, o sapato, a meia...praticamente tudo. E o tiozinho olhando a farofa da moça. Super periguete.
Na volta nada de anormal. Mas acredito ser a unica pessoa no mundo que pediu pra repetir a saladinha!!!!
Agora....presenciei uma num restaurante em sao paulo...dois casais jantando e a minha mesa. Mais ninguem. Um dos casais resolveu brigar em voz alta. E nos jantando...quer dizer, tentando. Feitas a pazes, o cara resolveu dar um trote, tb em voz alta. E nos jantando. Suuuuuper inconveniente, mesmo pq era mais de uma da manha!!!!!!! Imagino que ele deve ter sido uma crianç tal como a do aviao...

bjs

Patricia disse...

Ahh não!!!!! Jurooo que em uma situação dessas eu teria perdido a majestade! No mínimo cutucado a avó e educadamente pedido p ela falar com a praguinha do neto!
Agora o que mais me irrita é estar andando na rua e ver uma mãe com criança jogar latinha de refrigerante ou embrulho de salgadinho no chão! Pior é quando a criança da o "lixo" p mãe e ela manda a cria jogar no chão!!! Mais de um vez ja catei o papel/embrulho/latinha e fui atrás... e com a maior cara de anjinho falei "com licença, acho que a senhora deixou ISSO cair no chão" ainda tenho esperança que alguma entenda o recado!

Hanid disse...

Hey Lu,
Minha viagem para EUA foi um horror. Para comecar os pilotos e as comissarias chegaram com 1 hora de atraso. Tinha uma fila enormeeeeeeeeee tanto no check-in como para entrar no aviao. Antes de entrarmos, eles fazem uma revista nos seus pertences isso a fila vai aumentando. Chegando la dentro vc pensa que vai ter paz e vai descansar, que nada!!!! Tinha 2 homens enormes que nao paravam de roncar. Resultado: Nao dormi nada . Do cafe da manha o que salvou foi a banana. O pao parecia mais cenografico. Cheguei aqui com uma cara horrorosa o jeito foi colocar meus oculos de abelhinha para disfarcar as olheiras.
Mas Gracas a Deus cheguei !!!! Isso e o mais importante.
Bjus

juiana lima disse...

Como vc é paciente!!!! eu no mínimo tinha falado com a avó ou com a comissária. Detesto gente assim, hoje eu viajo de avião espero que não aconteça nada desse tipo! até agora todos os vôos que peguei foram tranquilos.

Tainá disse...

Eu teria dado um chilique! hahaha
Gostei muito do seu blog! :*
http://obssesedyouth.blogspot.com/

Fany Camargo disse...

Dra. Princesa, você é muito pheena! rsrs
Eu me irrito profundamente com a falta de civilidade das pessoas... Sem dúvidas criança é meu maior desafio rs.
Tirando todos esses relatos, uma das coisas mais bizarras que me aconteceu foi, na hora do embarque, em frente ao portão anunciarem que os lugares haviam sido desmarcados. Ou seja, todo mundo saiu correndo, empurrando, pra entrar primeiro e pegar um lugar decente! Me senti no metro da Zona Leste de São Paulo!
Ahhh, não poderia esquecer de citar a esteira de bagagens... Aquele momento de tensão, pessoas se acotovelando pra chegar mais perto e resgatar primeiro suas malas... E demora séééééculos... o pessoal do aeroporto coloca as bagagens de qualquer jeito na esteira e elas engancham e caem... affe!
Outra coisa é o CRIME que acontece a partir do momento que sua bagagem é despachada... é simplesmente inaceitável o fato de sabermos que seremos roubados caso os funcionários encontrem algo que os interesse. Como pode? Como ninguém faz nada com relação a isso? A gente se adapta e sai carregando o mundo a bordo, tudo que é "de valor", pq em algum lugar existe um buraco negro que some com nossas coisas...
Realmente, voo de avião é o maior exemplo de desrespeito ao consumidor!

ANNA PAOLA disse...

Realmente pais que colocam filhos no mundo e não ligam , deixam para os outros se irritarem por uma falta de educação que eles não tiveram paciência de dar , é absurdamente absurdo.Deveríamos ter a mesma cara de pau de irritá-los falando certas coisas ,que eles tem em largar as pestinhas sem educação por aí.Imagino que esse seu vôo deva mesmo ter sido uma tortura.

Anônimo disse...

Mais alguns itens para a lista de piores momentos:

.Ser comissária, usar um crachá com nome bem legível e ser chamada de pppsssssiiiiuuuuu, ou melhor, com estalinhos dos dedos.
.Em casa alguém tem o hábito de jogar papel no chão do banheiro?????? pois é, porque no avião isso acontece?
.Pessoas que tem ataques com a refeição do serviço de bordo, concordo com um post que fala que quem faz a comida deve odiar comida, mas mesmo assim, avião não é restaurante!!!!
.Pessoas que não gostam da opção que escolheram e querem trocar, só que as comissárias ainda não terminaram o serviço para o pessoal lá atrás. Dá um tempo, em um restaurante vc pede pra trocar porque não gostou da escolha???? até pode fazer isso, mas tem que pagar por isso.
Resumindo, o maior problem aem um avião, são as pessoas!!! São egoistas, não se preocupam com o próximo, contanto que elas estejam bem. Cansei de ver casal novo sentado com espaço, e famílias com idosos e crianças mal acomodados, pior, pessoas com alguma deficiência serem discriminadas e etc......

Val disse...

Dra Princesa, na minha última viagem com filhos ( 7 e 4 anos), aconteceu um lance q adorei. Minha filha ficou chutando o banco da frente,eu chamava a atenção,ela parava e voltava a fazer. Aí, a passageira incomodada se virou, disse pra minha filha "oi, meu nome é fulana, e o seu! Minha filha respondeu , e a moça, delicadamente pediu q ela não colocasse o pé no banco. Conclusão, minha filha ficou encantada, não chutou mais, eu fiquei com a cara no chão, e aprendi um jeito mto legal de chamar a atenção de uma criança!!!
É claro, não chegou a ser um inferno no céu, mas a gente tem q se virar pros filhos não incomodarem ninguém em lugares públicos. Bjos Dra!

Rosamaria disse...

Eu venho aqui raramente, mas leio sempre no Reader. Adoro teu blog!

Uma vez quase tive um infarto por causa de uma criança assim. Nunca me senti tão mal na vida, pensei que ia morrer, até que mandei a diabinha embora dizendo que eu sou furiosa e se ela voltasse ia estrangulá-la. E eu adoro crianças, mas não mal educadas como essas.
Bjim, princesa, bom findi.

Mari disse...

tuuuuudo isso me irrita tb e mais ainda, aquelas mensagem ou a comissaria falando td aquela lenga lenga q agente ja sabe mais q decor.

Kazinha disse...

Pois é, colocar no mundo é fácil. Na hora de educar, os encarregados são a televisão, a empregada, a professora da escolinha... É complicado passar tempo com os filhos depois de um dia daqueles no trabalho? Claro! Mas ajoelhou, tem que rezar! Caso contrário, surgem os monstrinhos. Quando os pais aceitam as reclamações alheias sem se sentirem ofendidos, ainda há o que fazer. Mas quando partem pra grosseria, não tem mais jeito. Por isso sempre viajo com o MP3 Player carregado, protetores auriculares novinhos (pra quando a bateria for pro espaço) e um pouquinho de valeriana porque eu não sou obrigada :D
Beijos e boa sorte nas próximas viagens!

Aline Pozzan disse...

Oi Drª. Não foi a toa que as crianças estavam de um lado e os pais de outro não? nem eles devem suportar os filhos. Quando ele deu o tapa na cara do pai eu ia gargalhar muuuuito, pois pais que nao educam os filhos , merecem isso mesmo, apanhar deles e passar vergonha...Nossa, vc é muito paciente mesmo, se fosse comigo já tinha dados uns 2 ou 3 berros e rodado a minha baiana no avião, duvido que nao fosse melhorar um pouco o comportamento pelo menos. Eu Oooodeio viajar de avião, sou alta , tenho as pernas compridas e sempre me sinto espremida nos voos.Me dá falta de ar,sensação de cansaço horrivel, zumbido no ouvido... tudo de ruim, mas a pior viagem que fiz foi voltando de Salvador o avião fez escala em Brasilia. Primeiro estava sentada na janela e meu namorado no meio e o Sr. Deputado presidente do partido e investigado por corrupção sentado no corredor. Ele ja chegou perguntando até educadamente se poderia trocar de lugar comigo e ele sentar na janela no que educadamente respondi que não, bem na fileira da frente o sobrinho dele tb deputado com roupa de Cowboy ( chapeu, botas, cinto , pareia que tava em Barretos no Rodeio ) com a namorada extremamente periguete-sou-puta-mesmo-e-dai? - e do outro lado do corredor outro politico investigado por corrupção e nesse voo entraram tb Gilberto Gil e o Suplicy, nem precisa dizer que era sexta feira e todos estavam se mandando né? Pois bem, o voo inteiro esse deputado ficou contando vantagens junto com o sobrinho cowboy babaca que se virava o tempo todo pra tras e ficava " não é titio?" "mas não é titio?", " titio olha isso " que ele tinha sitio e helicopetero mas quem curtia era o filho que vivia com muitas mulheresm que qd chegasse ia pegar o helicopetero e ia pra Angra porque bla bla bla bla... Temi seriamente que um raio caisse no aviao e nao chegasse comn vida em casa, as conversas eram tão escrotas, quase surreais que estava com nauseas, a periguete da frente só ficava mascando chiclete e lixando as unhas, eles ficavam reclamando que o jatinho estava com problemas tecnicos e tinham que estar naquele voo " de pessoas comuns " Cheio de politicos investigados pelo Mensalao babacas e escrotos em um mesmo espaço o ar estava podre, nunca me senti tão incomodada em um lugar na vida, vontade de dar uma de maluca e mandar todos pra aquele lugar.. Ele se virava pro meu namorado e falava " ano passado lucrei sbrubles milhoes com as cabeças de gado , mas dá muito tabalho e bla bla bla.. no que educadamente meu namorado depois de já estar com o saco muito cheio se virou pra ele e disse " Sr. Deputado fulano de tal, eu sei quem é o Sr e que o Sr. é podre de rico, nao estou perguntando nada pro Sr. por favor, me deixe viajar em paz e pare de contar vantagens... . Eu adorei e ri por dentro !Quando o voo pousou aqui no Rio dei graças a Deus por não ter morrido, ( um raio caindo naquele aviao seria o fim perfeito pra aqueles canalhas )e espeo nunca mais pegar voo com escala em Brasilia em uma sexta feira.

Anônimo disse...

Ai Dra, deixa eu te contar uma coisa: os defeitos que a gente mais odeia nos filhos dos outros, são aqueles que nossos filhos certamente terão.
A gente paga com a língua.
Experiência própria...

Fátima disse...

Diante de uma criança assim, a nossa vontade é de no mínimo torcer-lhe as orelhas, mas a culpa dessa criança ser assim, é dos pais, que não têm educação e portanto não sabem educar seus filhos.

Ana Carla disse...

Princesa
Ainda não viajei de avião, e ri muito com a história, e que apertos vc não deve ter passado!!!
Bjos

Ri disse...

olá Dra!
Sei que parece mito urbano, mas uma vez eu comi boa comida dentro de um avião!
Foi num vôo Lisboa-S. Miguel (Açores)com a companhia Sata Internacional e o menu era lombo assado (estava muito bom).
Coisas que eu odeio numa viagem de avião:
Ter pessoas atrás de mim a mexerem no meu banco (puxa-lo para se levantarem, mexerem naquela bolsinha onde tem as revistas, pousarem lá os pés... etc.) o que faz que, eu me sobressalte quando tento dormir ou descansar.
Isso já me aconteceu por 8 horas (Porto -Natal RN)onde tinha uma família que vinha a falar alto, a jogar cartas e a agir como se o avião fosse todo deles (isso num voo de 8h!E o mais intolerável é que era tudo já gente crescida, os filhos tinham praí 16/17 anos).
Outra coisa que não gosto é dos corredores geralmente apertados, uma pessoa tem que esperar que a caravana das vendas e sncaks passe duas vezes para circular a vontade no avião, o que é aconselhável devido à pressao exercida ou até ir à casa de banho (aquele sistema de vácuo na sanita causa-me arrepios, pois tenho sempre medo de ser "sugada" e o som é horrível).
Irrita-me quando, mal o avião se encontra no ar, 90% da tripulação retira o cinto de segurança e a luz ainda está acesa (“poramordedeus”, já alguém ouviu falar de aterragem de emergência? Se a luz se mantém acesa e por algum motivo, não é decerto por esquecimento do piloto!),irritam-me famílias ou grupos que viajam juntos e por algum motivo ficam em cantos opostos do avião, e mesmo assim insistem em comunicar à distancia, da forma mais audível possível, irritam-me pessoas que tentam a toda a força meter conversa, e sobretudo mantê-la quando não há nada para dizer,.
Irritam-me também crianças mal educadas, e pais sem noção que pensam que toda a gente tem que suportar os modos dos seus filhos(não se pede regime militar e sabe-se que são crianças, mas há limites!)
Aqui na Europa, com as companhias low cost, a coisa ainda piora um pouco: o avião parece mais um “onibus”, as filas intensificam-se e como não há lugares marcados, as coisas complicam-se e tem de se ir a correr (mas também, é o preço que se paga por conseguir uma viagem Porto Frankfurt a 40 Eur. já com taxas incluídas) .
Apesar de todas as complicações inerentes eu gosto de andar de avião, quando era mais nova sonhava em ser hospedeira. Gosto é sobretudo de chegar aos lugares aonde o avião me leva.
Talvez um dia possa viajar nos aviões da Fly emirates, na classe executiva cada passageiro tem a sua própria cabine (como apareceu no filme Sex and the city2) e lá até simulam com luzes o anoitecer de acordo com o país de destino, para quando se chegar ao destino não se sofrer de jet-lag.

Inaví disse...

Achei engraçao o pasmem "Webjet", a melhor comindinha de voos domésticos sem dúvida é da Webjet, e a propósito eu gosto dos serviços também, mais que o da Tam, Azul e Gol (não, eu não trabalho na WH).
Uma vez num voo pra Salvador, tinha uma familia inteira no avião, rs, avós, primos, tios, pais, filhos, mas cada filhinho estava com sua babá, eu contei 5 babás, quase surtei com a bagunça.

Anônimo disse...

Adoro seu blog, você é tudo de bom. Beijos

Anônimo disse...

Sinceramente, acho que vc é uma PRINCESA. Sério, se fosse comigo, garanto, eu tinha reclamado com ele bem alto pra todo mundo ouvir e os pais morrerem de vergonha. Detesto criança desse tipo, mas pais assim eu ODEIOOOOOOOOOO com toda minha alma. Pronto falei.
Adoro seu blog.
Bjs

Cláudia

Anônimo disse...

Nossa, o menino era hiperativo, quando é assim, os pais deveriam dar umas gotinha de um calmantesinho...
Mas sobre o serviço de bordo, viajei pra Miami pela Avianca e me surpreendi: serviço ótimo, avião ótimo, espaçoso, não estava lotado, era grande e a comida...muuuuuuuuuuito boa. Todo mundo adorou. Todas as opçoes de pratos estavam muito quentes e boas. Me surpreendi. Mas é claro que nem tudo ia ser mil maravilhas...A ida foi adiada 1 dia por problemas no avião e até agora não conseguimos usar o dinheiro de indenização que foi dado a cada um pra gastar na companhia...
Beijo! Eloisa

Luciana Leal disse...

Gente, também acho que o menino era hiperativo...Mas existe tratamento para isso...
Além do mais, se qualquer criança já precisa de uma atenção no avião, um hiperativo precisa de muito mais. E esse menino não recebeu nenhuma.Eu senti uma mistura de raiva com pena, e só me segurei porque realmente o Vôo era curtinho. Mas já imaginaram 12 horas desse inferno?



Em tempo: adorei o comentário da comissária boazinha! Acho que essa profissão deve ser dificílima. Lidar com as pessoas requer muito rebolation!

Anônimo disse...

Vocês já imaginaram este "ser" em uma sala de aula? Fui professora e convivi com muitas crianças semelhantes a esta e pais idem. Estas crianças sofrem - acreditem - e são um reflexo da atenção e cuidados que tem em casa.
Bjs,
Ângela

Anônimo disse...

Pior que criança mal educada são os adultos mal educados. Eu e meu esposo enfrentamos um casal (eles se conheceram no avião, acho que eram ambos encalhados) bebendo e dando gargalhadas a noite toda em um vôo do Rio para a Espanha pela Iberia. Estávamos na primeira classe e esse casal encheu a cara a noite toda!!! Não deixou ninguém dormir!!! Lá pelas 6 da manhã, todos estavam exautos e super acordados e os dois desmaiados (um por cima do outro). Detalhe: não receberam nenhuma advertência dos comissários. Foi um pesadelo!!!

Cris Sanchez disse...

Putz! Nao sei se teria tido sua paciência...
Odeio cçs sem educação e pessoas
sem o mínimo bom-senso de coletividade(Tão raro qdo vejo o contrário, que até me surpreendo).
Detalhe: não tenho o mínimo problema em demonstrar minha inconformidade com situações como essa, faço cara de reprovação mesmo, se precisar, falo seriamente e com elegância....rs
Parto do princípio que só fazem conosco aquilo que permitimos. Vc decide permitir ou não.

Jessy disse...

Olha, nunca voei na vida! Mas viagem de ônibus tb não é a oitava maravilha do mundo, né? heheheh... E te dou os parabéns pela paciência, pq se fosse comigo, juro q eu tinha so-ca-do esses dois mal-criados sem limites! Tem gente q deveria ser proibido de ter filhos, viu? afffff... Mas, tirando os inconvenientes, gostaria mto de ter oportunidade de voar um dia!
Bjos!

Anônimo disse...

O que eu odeio em avião é a sensação de sardinha em lata. A angústia da espera pela conexão, pelas malas. E depois que o lanche é servido, nossa surge um cheiro de pum!!! Já sentei ao lado de um homem que liberava gases sonoros!! Horrível!!!

Andrea Dutra Le Fosse disse...

nossa...vc foi muito princesa mesmo....rsrsrs, eu com certeza trocaria de assento..sei lá...rsrs

Anônimo disse...

Lú, vc vai direto p/ o céu. Eu teria saído desse lugar p/ onde quer que fosse no primeiro momento... Discretamente eu pediria p/ sair p/ não enlouquecer. A criação de monstrinhos está muito fértil na nossa sociedade... Bjs! Suca.

patty disse...

Eu odeio tudo isso em avião. Só ando de avião por obrigação mesmo. E criança no banco de trás, fica chutando todo o tempo, ou então mexendo na bandeja, o que dá no mesmo. Mas já peguei voo com adolescentes que faziam o mesmo. Fui obrigada a inventar uma enxaqueca e pedir para pararem. Custa ser delicado na hora de mexer naquela bendita bandeja?
Quanto a esse papai retardado... merecia apanhar mesmo... e não só dos filhos, mas dos passageiros tb!

Fabiana disse...

Tenho que contar as experiências mais absurdas em voo. Voltando de New York, a criança já com uns quatro anos berrou durante todo o percurso sem pausa. Ela estava entre os pais que não diziam uma palavra, apenas enfiavam um pirulito na boca dela. De repente uma pausa de um minuto, mas ela se lembrou de berrar até São Paulo novamente.
Já num voo de volta de Porto de Galinhas a criança berrou durante todo o voo sem pausa também. E claro, sem qualquer intervenção dos pais. Já em São Paulo umas moças na minha frente comentaram que os pais precisavam ler os livros do Içami Tiba, o pai ouviu e começou a falar alto que quem estivesse incomodado (digamos assim todos os passageiros e a tripulação) que alugasse um jatinho. Nossa! Neste dia vi a cara de pau de certas pessoas. Gente se não sabe ou não quer educar os filhos, por que tê-los?
Já um casal de amigos jantavam um dia desses, quando uma criança escalou a poltrona de trás e vomitou na cabeça e ombro da minha amiga. O pior de tudo que nem um pedido de desculpas foi dito.
Certos pais precisam saber que espaços públicos devem ser impecavelmente respeitados. É o mínimo.

Gaspinha disse...

Dra. Princesa

Pq em todo voo tem um "familia de desajustados" ao meu lado??( oh, dor, oh, azar) Falta de educação', geralmente em portugues!!!
Ninguém merece!!
Sem querer ser esnobe, já viu isso em algum voo na Europa?
100% concordo com vc!!
Bjos

DR FILIPE disse...

crianças..principalmente em voos longos...af... teve um em que peguei do rio a te Paris...criança atras de mim,,conexao...criança atras de mim...
na volta criança ao meu lado... vomitando....gritando... e nessa viajem luciana minha bagagem fio estraviado....me devolveram 5 dias depois..sem nada dentro.... todo da sephora...sim pois quem pegou escolheu bem ..msm nao sabendo o que seria sephora..na certa deve ter pensado..ummmm quantos potinhos.. enfim... meu mau humor ao desembarcar foi notorio..minha mae me esperava e pela minha cara me perguntou.. o q houve?? kkk imagina a minha cara....

Luiza Miranda disse...

Querida amiga boa pele!
Eu tinha que ter lido este post antes de escrever sobre o assunto no meu blog, mas somente hoje é que vi, rs.
Sem ter conhecimento do seu post fiz algumas alusões a terríveis situações que vivenciou, espia lá, por favor.
Acho que compilarei algumas dicas e acrescentarei, rs.
Vislumbrando a quantidade de comentários que recebeu, elaboro um post, que acho urgente e necessário, sobre comportamento/atendimento em salão de beleza, que na maioria das vezes é um horrox.
Vamos em frente...
Grande abraço,
Luiza

Helena disse...

Oi Princesa Luuuuuu!!!

Amooooo o seu blog! Vc é uma figura!
Viajar de avião pra mim é sempre um inferno mesmo... Com capetas em forma de criança! Isso aí eu não aturaria... Já teria chamado a comissária há muito!!! Minha irmã uma vez no vôo de Miami Rio, com todo mundo já embarcado e portas fechadas teve que esperar QUASE 30 MINUTOS!!! (ela contou no relógio) para o avião decolar pq havia crianças correndo (correndo!!!) no corredor (que na cabeça dos pais, pelo nome, deve ser pra correr mesmo né? corredor...). O PILOTO avisou no rádio que p avião só iria decolar quando as crianças parassem de correr e se sentassem!! E ficou nisso 30 minutooooooos!
Num voo que eu fiz EUA-Brasil as duas velhas do meu lado ficaram abrindo as malas o voo todo em cima de mim pra ver as coisas (bregas) que elas compraram... Pessoas muambeiras são o Ó!!!!
Beijocas e parabéns pelo post!!! vou contar outro caso no post seguinte

Maria Helena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Helena disse...

Outra viagem que deixou eu e meu marido possuídos foi uma que a gente fez de pacote (cruzando alemanha e depois Europa Oriental)depois de uma semana em Paris (devíamos ter ficado lá). O legal é que o guia explicava toda a história de cada lugar que a gente passava no sistema de som do onibus... O tempo todo ele ficava nos dando um banho de história! E era isso mesmo que queríamos. O problema é que tinha um grupo de adolescentes (14-19anos)no ônibus que não deixava ninguém ouvir nada!! E ng chamava a atenção deles, nem a "guia"... Eles ficavam gritando o tempo todo, cantando de propósito sempre que o guia dava informações importantes sobre horários etc. Nem dormir depois de desistir de ouvir as informações conseguíamos. Aí meu marido não aguentou (depois de umas 6 horas). Bateu com força no vidro e pediu silêncio pq ele queria ouvir o que o guia dizia... Eles ficaram em silêncio por uns 2 min, mas depois ficaram ameaçando de agredir meu marido pq eles eram 20 e ele 1 só! é mole???? Ninguém merece gente! Hoje em dia qq um mesmo faz viagem para o exterior. Se bem que dinheiro na maioria das vezes não significa mais educação...

Bjos Luuuuu

Anônimo disse...

o que me irritou muito foi a primeira vez que viajei de aviao sozinha, tinha uns 20 aninhos ..eu tava sozinha tentando enfrentar meu medo com coragem...e uma dona com a familia toda marido filhos etc... na hora da decolagem pediu pra segurar a minha mão porque tava com medo... fala serio ! morri de ódio do medo dela !!!!

Anônimo disse...

eu me identifiquei demais com esse post. primeiro pq toda vez que vou pra miami com a AA tenho a sensação que estou em um onibus na excursao do colegio. ja fingi inumeras vezes que estava dormindo para nao conversar com ninguem! hahahaha
e nada, nada me irrita mais do que a fila pra sair do aviao.
acho que é por isso que quando vc passa na primeira classe as pessoas ficam sensibilizadas com a cara de desespero na entrada do matadouro.

Anônimo disse...

O serviço de bordo é uma cortesia que a empresa oferece para destrair os passageiros, tendo em vista que parte deles ainda sofre do terrível medo de voar. Acho chato quando as pessoas que voam pensam que o avião é um restaurante com asas.

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???