sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Como é o médico dos seus sonhos?


Estou querendo perguntar isso para vocês há séculos! Não estou me referindo somente à dermatologia e medicina estética. Eu me refiro a todas as especialidades médicas: ginecologistas, clínicos gerais, endocrinologistas, etc.

As perguntas que não querem calar:

(podem escrever como anônimos, não vou me importar)

1) Preferem um médico divertido estilo Patch Adams ou um sério estilo Cid Moreira?
2) Preferem consultas vapt-vupt (onde você resolve logo o seu problema e não perde muito tempo) ou consultas demoradas, onde o médico te vira pelo avesso ?
(pergunto isso porque quando faço um exame físico completo nos meus pacientes, sempre escuto a pergunta "ué, mas você não faz dermatologia?")
3) Preferem um consultório estiloso, com cafézinho, água, chocolatinhos ou se tiver somente um bebedouro já está bom pra você?
4) Você tem algum médico de confiança da família? O que ele faz para merecer essa confiança?
5) Você tem o hábito de querer uma segunda ou terceira opinião? Quando o faz (até eu, que sou médica, já fiz isso. Só não é um hábito.), você conta para o segundo ou terceiro médico que já pediu a opinião de outro?
6) Se existisse o médico dos seus sonhos, como ele seria? Como ele agiria com você?
(não vale dizer: a inteligência do House com o corpo do Jacob black e a diversão do Patch Adams)
7) Médicos que telefonam para pacientes, na sua opinião, são irritantes ou importantes? A ligação te deixa feliz ou de saco cheio? (do tipo, "ai, lá vem o chato perguntar se eu já fiz o exame!")
8) Se o seu médico tivesse uma letra linda, você prefereria que sua receita fosse escrita à mão ou impressa pelo computador?
9) Quando algum funcionário que trabalha no consultório de seu médico, lhe atende mal, você conta para o médico?
10) Você escolhe seu médico pelo sexo? Exemplo: só vai em ginecologista homem ou em dermatologista mulher?
11) Quando visita um médico novo, geralmente vai por indicação ou porque viu o nome dele no jornal ou no livro do convênio?
12) Você tem o telefone residencial do seu médico?
13) Você tem intimidade para discutir valores de medicamentos ou procedimentos com o seu médico?
14) Se tiver algo relevante a dizer que eu não tenha erguntado, fique à Vontade!

79 comentários:

Izabela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Consuma com Moderação disse...

1) Prefiro um médico que tenha uma postura mais séria, mas que seja educado.
2) Acho que as consulta precisam ser mais demoradas, um médico que passa 5 ou 15 minutos com um paciente não vai conseguir fazer uma boa consulta.
3) Eu gosto de um consultório mais estiloso, mas isso não faz um médico melhor ou pior que o outro.
4) Não tenho, infelizmente.
5) Se for algo mais sério procuro sim outras opiniões.
6) Atencioso, paciente, educado e que me fizesse sentir segurança no atendimento.
7) Acho legal, não me importo.
8) Tanto faz.
9) Geralmente não, o que mais encontramos no dia a dia são pessoas mau humoradas.
10) Não.
11) Indicação.
12) Apenas de 1.
13) Não.

Marceli disse...

Bem, esse comentário vai parecer uma bíblia, mas tudo bem. Leio seu blog há muito tempo, mas essa é a primeira vez que escrevo. É uma pena que você não atende em São Paulo, pq com certeza seria sua paciente. Adorei o tema, e acho que merece uma boa resposta sim.
Bem, eu tenho três médicos de confiança: Ginecologista, Otorrino e Dermatologista.
A primeira vez que passei com um ginecologista, era uma mulher, e ela foi extremamente grosseira comigo. Eu era virgem, e ela não foi nem um pouco delicada ao me examinar. Na época eu brincava que perdi a virginidade com os dedos da ginecologista.
Quando iniciei minha vida sexual, passei em outra ginecologista mulher, que foi tão grosseira quanto a primeira.
Daí resolvi tentar com um homem, o Dr. Sílvio. Ele foi muito atencioso, educado e delicado, e por isso ele é meu ginecologista de confiança há 15 anos. Não o troco por nada. Ele não é nem o Patch Adams nem o Cid Moreira, mas é tranqüilo e gentil.
Já com o otorrino foi outra saga. Sempre tive muita dor de cabeça, e todos os médicos que eu ia diziam que era sinusite, davam remédio e pronto, mas eu não melhorava. Quando procurei o Dr., Jorge, ele desconfiou que eu tivesse labirintite, e não sinusite, mas me pediu todos os exames. E depois de anos descobri que nunca tive sinusite, e sim labirintite, que há uns dez anos está controlada, graças ao Dr. Jorge. Foi ele também quem fez minha cirurgia de extração de amídalas, depois de tentar conter as infecções contínuas sem sucesso.
Já minha relação com a dermatologista é mais recente, tem apenas um ano. Ele prescreve tratamentos ótimos, mas da penúltima vez a receita ficou caríssima, e não comprei nada, e na última consulta pedi para ela me prescrever algo mais econômico, e ela fez com muita atenção também.
Acho que as consultas tem que ser mais demoradas, minuciosas, afinal quando consigo arrumar um tempo para passar com o médico, quero ser examinada “de cabo a rabo”, pra não deixar passar nada, pois na condição de leiga, confio plenamente na capacidade de quem está me atendendo. Não cabe a mim dizer ao profissional o que ele deve ou não fazer, e sim a ele fazer o trabalho completo.
Na minha opinião, os consultórios não podem ser tão simples que te façam querer ir embora, nem tão suntuoso que te dê medo de ficar ali, fazendo se achar uma intrusa.
Com os meus três médicos de confiança não peço uma segunda opinião, mas quando passo com outros médicos, vai depender da segurança que ele transmitir, e do modo que ele me examinar.
Meus médicos não me ligam, mas como tenho o péssimo hábito de não voltar para pegar o resultado dos exames preventivos, meu ginecologista não colhe mais nada no seu consultório, me manda fazer tudo em outros laboratórios para me obrigar a voltar. Isso já até virou piadinha entre a gente.
Discutir procedimento é uma coisa complicada, pq confio que o profissional sabe o que está fazendo. Eu sou advogada, e sei como é difícil lidar com um cliente que quer discutir o procedimento que vou adotar, sem ter embasamento técnico para isso.
No máximo peço explicações sobre os prós e contras, e o custo, e se há uma forma alternativa.
Não sei se te ajudou alguma coisa... mas que ficou imenso... ah, ficou! Rs
Bjs

Luciana Elste disse...

) Preferem um médico(...)? Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Prefiro uma pessoa descontraida e tranquila, que me deixe à vontade, mas que ao mesmo tempo passe segurança.
2) Preferem consultas vapt-vupt (...))? Prefiro que o médico seja detalhista, não me importo se isso demorar uma manhã inteira.
3) Preferem um consultório (...)? Gosto de conforto. Todo mundo gosta, né? E o ambiente tem de ser limpo e agradável aos olhos. Secretária educada e gentil tb é fundamental.
4) Você tem algum médico de confiança da família? O que ele faz para merecer essa confiança? Sim, e é cirurgiã plástica!! Acontece que ela me transmite segurança, é detalhista, explica tudo o que pergunto com paciência e disposição e é interessada. Se tenho dor de garganta, unha encravada, advinha onde eu vou? Só busco um especialista depois de vê-la.
5) Você tem o hábito de querer uma segunda ou terceira opinião? Nem sempre, mas já aconteceu. Uma vez precisei ir a 5 médicos, e fui sincera com todos. Em outras vezes, omiti.
6) Se existisse o médico dos seus sonhos, como ele seria? Como ele agiria com você? Existe, é a cirurgiã plástica que falei ali em cima.

7) Médicos que telefonam para pacientes, na sua opinião, são irritantes ou importantes? A ligação te deixa feliz ou de saco cheio? Acho que o médico tem de ter sensibilidade pra perceber quais pacientes tem a tendência a abandonar o tratamento, ser displiscentes. A mim, não me incomoda; até gosto.
8) Se o seu médico tivesse uma letra linda, você prefereria que sua receita fosse escrita à mão ou impressa pelo computador? Indiferente, mas se a letra é boa (nem precisa ser linda), acho que pode ser à mão.
9) Quando algum funcionário que trabalha no consultório de seu médico, lhe atende mal, você conta para o médico? Nem sempre. Já aconteceu de eu reclamar e o médico dizer que "fulano é assim mesmo". Fulano está lá até hoje, mas eu nunca mais voltei.
10) Você escolhe seu médico pelo sexo? Exemplo: só vai em ginecologista homem ou em dermatologista mulher?Não! Escolho por um conjunto de outras características, embora reconheça que tenho certa tendência à preferir ginecologistas mulheres (nenhum homem pode entender o que é TPM :P)
11) Quando visita um médico novo, geralmente vai por indicação ou porque viu o nome dele no jornal ou no livro do convênio? Varia, mas indicação conta bem mais.
12) Você tem o telefone residencial do seu médico? Sim, e celular tb.
13) Você tem intimidade para discutir valores de medicamentos ou procedimentos com o seu médico? Sim.


Tenho a acrescentar que você é ÓTIMA, teu blog é tudo e imagino que pessoalmente seu trabalho seja exemplar. Tu passas uma impressão consistente de cuidado, capricho, perfeccionismo e humanidade. Parabéns!

Cristin disse...

É tudo mto relativo...existem ocasiões que vc precisa tanto de um profissional, que nem a cara vc olha direito na consulta!
Bjussssss

Barbara disse...

1) Prefiro sério, porém cordial
2) Prefiro consultas longas, com exames detalhados
3) Na verdade tanto faz...
4) Moro em Brasília, mas minha família é de São Paulo. Há doze anos eu, minha mãe e meu irmão nos consultamos com a mesma médica (clínica geral). Ela é atenciosa, detalhista, segura e não tem medo de falar que não sabe e indicar um especialista de sua confiança para questões mais pontuais. Para meus exames anuais, só confio nela.
5) Às vezes peço uma segunda opinião, mas só quando eu percebo que o médico foi desatencioso ou quando após seguir o tratamento pelo tempo indicado, os sintomas não desaparecem. Nesse caso, eu conto para o segundo médico a opinião do primeiro.
6) Atencioso, meticuloso, cordial, sério, com paciência para ouvir e para explicar minhas dúvidas.
7) Depende. Se for um caso muito agudo ou muito crônico (e estiver em plena crise), acho interessante.
8) Letra linda escrita a mão...
9) Não. Mas elogio quando atende bem.
10) Não.
11) Indicação.
12) só da minha médica de São Paulo.
13) Só com minha médica de São Paulo.

Bianca disse...

Olá Luciana: Gostei do seu questionário, a interação que você faz é muito importante, isso mostra um lado mais humano, em uma área onde o profissional deve ser "frio".
Respostas:
1- Tem que ser bom profissional, nao importanto o humor.
2- Prefiro consultas demoradas e bem detalhadas.
3- Tanto faz, a arquitetura ou a decoração e o lanche não faz o bom profissional.
4- Sim, minha irmã, que é ortopedista; e o médico que trata da minha saúde a mais de 10 anos - ele é muito conceituado nas Universidades de SP.
5- Já fiz consulta para pedir 2ª opinião, mas não é um hábito, só quando estou muito preocupada. Mas não comento com ele que ele é minha 2ª opinião.
6- Acho que não existe médico perfeito, pois são todos seres humanos sujeitos a falhas, mau humor, e até "bad hair day" como todo mundo. Depois que minha irmã virou médica, eu comecei a conhecer os bastidores da profissão, e vi que há os excelentes médicos, que todos os outros médicos admiram, e há aqueles que passam "colando".
7- Acho legal o médico ligar quando o caso é grave.
8- Tanto faz
9- Conto sim...
10- Só na ginecologia eu opto pelo sexo feminino. O resto tanto faz.
11- AMbos: Já fui por indicação e por estar no livro do convênio. Mas nunca porque saiu no jornal. Já aconteceu caso de eu ir na consulta e depois o médico aparecer no Fantástico como sendo o melhor da área.
12- Não tenho.
13- Sim, sempre.
14- Não me lembro de nada agora, mas quando tiver eu lhe perguntarei.

Anônimo disse...

Olá Luciana! Nada a ver com o post, mas você já fez algum post aqui sobre pelos encravados? (procurei mas não achei) eu tenho esse problema nas pernas e principalmente na virilha! Fica horrível, não importa o método de depilação, cera ou lâmina. Depilo com cera e no outro dia não "fica lisa"... não sei explicar direito, ficam umas marquinhas ou bolinhas vermelhas e outras mais escuras... e eu ainda esfolio regularmente mas não adianta. help! haha :S

(Jéssica)

Paula disse...

Ótima idéia essa pesquisa!!! Vamos lá:
1) Prefiro um que seja sério, mas simpático e carinhoso. Gosto de sentir a segurança de um bom profissional e de saber que ele é humano e não um robô.
2) É bom que o médico nos examine como um todo. Afinal somos um corpo completo e não apenas uma mão, um fígado ou um sistema reprodutor isolados. Mas não gosto que fiquem procurando "problemas", afinal, quem procura, acha! rs
3) Um consultório estiloso é sempre mais agradável, né?
4) Minha família tem um médico de confiança, que nos acompanha há muitos anos. Ele reune as características que disse acima: é sério, mas carinhoso.
5) Se a opinião é do médico de confiança, não peço outra. Se é sobre uma doença grave, diagnosticada por um novo especialista, procuro outro, não pelo prazer de duvidar do profissional, mas pela esperança dele ter errado! Afinal, médico é gente e também erra, né? Ah, e eu contaria que já fui em outro.
6) O médico dos meus sonhos existe!!! Ele não apenas examina, mas também conforta. Sabe que o paciente está frágil e que precisa não apenas de remédio, mas também de força e esperança.
7) Não me irrita receber a ligação do médico. Se não for excessivo, acho uma grande qualidade.
8) Se a letra for linda, é mais simpática uma receita escrita à mão. Mas impressa também não me incomoda. Se for mais prático para o médico, pode escolher! :)
9) Não conto, porque sou boba! Mas isso pode ser um motivo para eu não voltar (a menos que seja o médico dos sonhos!).
10) Em regra não me importo. Prefiro médicas ginecologistas, mas se me for indicado um bom médico, não deixaria de ir.
11) Certamente por indicação. Sempre!
12) Sim, mas evito ao máximo ligar.
13) Com o de família sim.
14) Só um comentário: Você parece ser uma ótima médica. E o fato de se preocupar com isso, mostra que devo estar certa! :) Gosto muito do seu blog! Parabéns!

Rafaela disse...

1) Médico engraçado e sério, sabe como é! Meio-termo.
2) Consultas completas, demoradas. Demoramos tanto para ir ao médico e quando vamos precisamos ser diagnosticados corretamente e isso leva tempo.
3) Gosto de consultório que tem revista de fofoca e uma acomodação legal para esperar.
4) Tenho sim, Graças a Deus.
5) Quando necessário busco sim uma segunda ou terceira opinião, normalmente funciona. Mas depois não digo ao médico não. Fico quieta!
6)Atencioso e principalmente transparente, odeio gente que me engana e tenta esconder o sol com a peneira. Prefiro lidar com a realidade. E amo entender o que tenho, pq tenho, como acontece e o que posso fazer para ajudar no tratamento.
7)Eu acho que demonstra preocupação e envolvimento com o caso, por mim tudo bem.
8)Tanto faz.
9)Depende do ocorrido, mas normalmente não.
10)Depende. As vezes sim, como no caso de ginecologista. Mas demarto tanto faz. Depende da especialidade.
11)Por indicação.
12)Não. Só o celular.
13) Sim, eu sempre peço algo mais em conta.

essaeaminhavida disse...

1) Um meio termo, algúem que realmente tenha interesse pela minha vida.
2) Prefiro as que o médico me vira pelo avesso.
3) Um com bebedouro e um café está bom pra mim.
4) Tem a minha médica, ela sabe da minha vida, pergunta de mim, do meu marido dos meus hábitos, é divertida, não tem pudor de contar da sua vida, me faz sentir da família.
5) Não tenho esse hábito não, às vezes converso com meu amigo que é médico.
6) A Arizona, de Grey’s Anatomy. Dedicada, preocupada e que tem interesse no paciente, não no dinheiro do paciente.
7) São importantes, me deixaria feliz (minha médica é boa, mas não me liga)
8) À mão, mais pessoal
9) Não, acho que o funcionário age assim pq o médico permite.
10) Da ginecologista sim, dos demais não.
11) Normalmente vejo o nome no livro, procuros referencias, como curriculo Lattes ou na internet, mas sempre dou preferencia aqueles que fizeram mestrado ou doutorado.
12) Não.
13) Intimidade não, mas se achar caro informo que não farei por conta do valor.

Anônimo disse...

1) Prefiro um sério, mas simpático, e que passe segurança.
2) Mais demoradas, tipo uns 30 min, pois já consultei mtos que pareciam querer se livrar logo do paciente.
3) Se não for esperar mto (o que já acho super chato) pode ser só água e um ambiente limpo e arrumadinho.
4) Não tenho.
5) Sim, quando não sinto segurança ou o médico não dá um diagnóstico do problema, só passa remédios pros sintomas.
6) Atencioso, que me explicasse qual meu problema e procurasse um dianóstico, não passando simplesmente um remédio sem procurar a causa.
7) Acho legal, mas nunca encontrei um assim.
8) A mão, sem dúvida.
9) Não, mas dependendo da consulta, não voltaria mais.
10) Só no caso de ginecologista (prefiro mulher)
11) Sempre procuro indicação.
12) Não.
13) Não.

Leila Lourenço disse...

1-Prefiro um médico entre os dois, mas principalmente atencioso o q faz muito tempo q eu não encontro.
2-Como eu só vou ao médico quando realmente preciso, então eu prefiro que seja bem investigativo, consultas de 5 min é uma falta de respeito com o paciente.
3-Prefiro um consultório estiloso, mas isso não define minha opinião em relação ao médico.
4-Infelizmente não tenho nenhum médico de confiança.
5-Só vou atrás de uma segunda opinião quando o primeiro médico não resolveu meu problema. Eu tenho um pouco de preguiça de ir ao médico.
6-O médico dos meus sonhos seria atencioso e resolveria o meu problema q tenho a 5 anos q ninguém parece dar a devida importância, não precisaria ser tão charmoso quanto o House, mas se tivesse a inteligência dele seria excelente.
7-Acho ótimo, mas dúvido q exista.
8-Tanto faz, mas se a médica quer fazer algo mais pessoal por mim tudo bem.
9-Já aconteceu e eu não contei por pena da criatura.
10-Quando é um assunto q me deixa constrangida eu prefiro mulher mais velha e ginecologista e dermatologista pra mim tem que ser mulher.
11-Geralmente eu vejo na lista do convênio.
12-Não.
13-Não, geralmente eles me dão a receita e já vão abrindo a porta.
14-Minha dermatologista é legalzinha, mas todos os cremes q eu vejo aqui e falo com ela, ela diz q não funciona, q não ajuda etc...nem parece dermatologista, só indica sabonete e filtro solar. Ultimamente ando bem decepcionada com os médicos que tenho visitado. Hoje sou engenheira civil, mas quando fazia ensino médio eu era secretária de um médico e era tudo marcado em função de ser particular ou plano de saúde e vejo que todos aqui de Curitiba estão assim, uma pena mesmo.

Momô disse...

Adorei a tua pesquisa... quem dera se todos os profissionais se interessassem assim pela opinião alheia... tenho um médico que atende a família toda, homeopata, humano e maravilhoso! Não tenho do que me queixar... mas vamos lá...
1) Prefiro um médico que saiba dosar as coisas. Que seja sério quando necessita mas sem ser alarmista ao extremo, mas que também saiba conversar normalmente, ser amigo do paciente.

2) As consultas deveriam ser todas minuciosas. Eu prefiro assim. O médico deveria ter todo o histórico do paciente pra poder acompanhar nas futuras consultas a evolução do problema. Minha primeira consulta com esse homeopata durou só 2 horas hehehe. As seguintes duram no minimo 1 hora.

3) Prefiro um consultório organizado e limpo, com bom atendimento e que não me faça perder o dia todo pra ser atendida. Não estou indo lá pra comer. Quero que a agenda funcione.

4) Esse médico é amigo da família, trata meus tios, meu primo, além de mim e do meu filho. É muito humano, atende aos necessitados de graça todo final de semana , e apesar de atender particular, quando ele sabe que a pessoa não tem condição de pagar o valor integral da consulta, ele te pergunta QUANTO VOCÊ PODE PAGAR (tá, isso eu nunca tinha visto antes e morro de vergonha por falar que só posso pagar o mínimo)

5) Felizmente nunca tivemos problemas sérios na família que necessitasse de uma outra opinião.

6) Ele seria (é) extremamente prestativo.

7) Muito importante um retorno. Assim não nos sentimos somente um número. Vemos que ele se importa realmente e está acompanhando todo o processo.

8) Impressa no computador. É mais prático.

9) Diretamente não. Mas faço chegar ao seu ouvido de alguma forma. Se eu for questionada, dou minha opinião.

10) Não. Costumava ir somente em ginecologista mulher, mas hoje em dia prefiro que me atenda bem.

11) Sempre por indicação.

12) Tenho telefone, email, endereço e total liberdade de ir à sua casa se for necessario

13) Sim. Ele mesmo propõe essa discussão

Cassia disse...

Oie!!!Não resisti em responder as perguntas...só peço que releve possíveis erros de português, respondi correndo no meu trabalho!!!!


1)Prefiro um que seja simpático...não precisa ser super divertido...mas se for também será ótimo!

2)Adoro médico que se preocupa com o seu estado físico em geral do que apenas no problema principal..pelo menos na primeira consulta, assim ele conhecerá mais sobre você, acho este vínculo super importante no relacionamento medicoxpaciente


3)Basta uma revista(que pode ser velha mesmo), um sofá confortável para aguardar a consulta e uma água fresca.

4)Tinhamos um muito querido, que acompanhou o meu pai até o seu falecimento e que seguiu atendendo a todos quando era preciso, como não moramos mais na mesma cidade acabamos sem o nosso medico de confiança.


5)Acho que outras opiniões podem ser solicitadas quando o caso é mais grave. Por exemplo: eu tenho um grau de escoliose indicado para cirurgia. Antes de sair agendado a cirurgia fui em outros médicos que me informaram que acompanhando a curvatura da coluna seria possível se esperar mais uns 5 ou 10 anos para operar já que apos a operação eu não terei a mesma mobilidade de hoje. Agora gente que quer segunda opiniao de coisas mais bobas...pelo amor....

6)O médico dos meus sonhos teria sempre hora pra consulta para pelo menos 15 dias a frente...ele teria o meu histórico bem completo de forma a se recordar de mim(mesmo que uma breve recordacao). Não iria me encher de propaganda logo na primeira consulta sem que eu solicitasse(acredite, isso tem acontecido bastante). Não iria reclamar do meu plano de saúde comigo sem que eu tocasse no assunto(é desconcertante). Me daria as broncas quando necessário.

* não estou dizendo que todos os médicos são assim, de forma alguma...mas temos encontrado alguns por aí assim...


7)Adoraria um médico que fizesse isso...


8)Isso é indiferente...o coitado já prescreve tantas receitas diariamente que não me aborreceria de ser uma impressa. Mas claro que o fato da atenção de redigir a receita à mão é uma gentileza.


9)Depende do atendimento, as vezes as pessoas não estão num dia perfeito, entao de primeira vez eu relevaria, se persistisse eu contaria sim!

10)Não tenho preferencia pelo sexo não, mas dermatologistas mulheres nos entendem muito mais!!!!rs

11)No meu caso pego o livrinho do convenio e entrego a minha irma que é médica também, e vejo se há alguma indicação...se não tiver, vou no que tem vaga mais próxima.

12)Não tenho e não pediria, acho chato ficar o perturbandono seu descanso. Se for algo grave aí precisarei do celular, mas em geral acho desnecessario.


13)Ah sempre peço algo que tenha bom custoxbeneficio...as vezes um produto mais caro vale mais a pena do que o barato.

Iza Vieira disse...

1) Seriedade pq o assunto é sério. Mas sem confundir isso com falta de educação e mau humor. E o assunto for mais leve como por exemplo estética abre-se a possibilidade para uma conversa mais descontraida.
2) Prefiro que demore um pouco mais. Contanto que o tempo não seja gasto em conversas aleatórias. ( já fui em um médico que achava que era terapeuta ¬¬')
3) Se for tudo arrumadinho vou me sentir mais a vontade ( mostra o capricho do médico ), mas não é grande importância.
4) Sim. Competência, simpatia e sinceridade.
5) Tenho se não me for muito bem explicado o diagnostico e o porque do tratamento. Não conto nada pro outro.
6) O médico ideal pra mim seria educado, atencioso, me explicaria TUDO em relação ao diagnostico e as possibilidades de tratamento de forma sincera e me deixaria um e-mail ou telefone para tirar pequenas duvidas.
7) Se tivesse gostado dele e compreendido o porque dos exames e estivesse seguindo o tratamento ia adorar. Se não tivesse gostado ia achar um saco.
8) Não faz muita diferença. Se for mesmo bonita pode ser a mão que fica mais caprichadinho.
9) Não
10) Não
11) Se for por algum motivo mais sério procuro indicação. Se for rotina pelo livro do convênio.
12) Não
13) Não. é uma pena.
14) Eu tendo a não confiar em médicos. Como eu existem muitas pessoas que tb não confiam ou antes da consulta pesquisam na internet e já vão com uma suposição. Acho importante explicar direito tudo para deixar o paciente mais seguro, menos sujeitos a duvidas e informações erradas e mostrar que o médico entende sim do que está falando e que de fato ponderou todas as possibilidades.
Eu sou uma grande adepta do capricho. Gosto de quem tem letra bonita, usa um papel bonito e uma caneta bonita, um lugar de trabalho organizado... Se ele tem tanta atenção com todos esses detalhes tb terá comigo.

Espero que tenha ajudado. ( Sim, eu sou muito chata!! )

Anna Paula disse...

Bom, eu tenho que fazer uma introdução. Nasci numa família de médicos. Se eu entro em um consultório de médico que não me conhece e e ele lê meu sobrenome, bom, ele basicamente pergunta minha especialidade, kkk (e eu não sou médica). Então, eu acho que meu relacionamento médico-paciente não é o usual, nem nunca vai ser.
1)Eu acho que ser Patch Adams ou Cid Moreira é uma questão de personalidade, e em ambos os casos o que importa é que eu me sinta a vontade para falar tudo o que eu quiser com o médico. Aí, mais uma vez, eu ter mais médicos tios e primos do que desconhecidos atrapalha, porque quando eu entro no consultório já existe relacionamento e intimidade, então, por mais profissional que ele seja, é diferente, né? Costumo estranhar bastante quando vou em médicos que não conheço de antemão, mas, no final, todas as experiências foram super positivas.
2) Pode ser nenhuma das anteriores? Depende... Não gosto de médico que simplesmente não te examina, acho que exame tem que ser feito com cuidado, mas não precisa ser o corpo todo.
Quando eu vou ao otorrino ele me olha com cuidado, mas só examina a cabeça, normal. Já se vou na dermato acho que tem que ter o exame completo, afinal, tem pele no corpo todo...
E acho um horror médicos que não perguntam com cuidado que medicamento uso, essas coisas...
3) Quanto ao consultório, quem não gosta de mimo? Mas confesso que se chego no consultório da minha dermatologista, espero que ele seja estiloso, lindo, com revistas novas e cheio de frescuras... Mas se vou no ortopedista não espero absolutamente nada. Me conformo com o bebedor.

Anna Paula disse...

(continuando)
4) Tenho uma família de médicos e costumo procurar indicações quando nenhum deles resolve meu problema. Nunca entrei em um consultório sem indicação do meu médico de confiança.
5) Nunca pedi segunda opinião, mas já tive médicos que, de prontuário na mão, foram muito humildes e declararam que sozinhos não iam resolver e convocaram outros. Foi gratificante. Me senti muito bem cuidada. Mas acho que se quisesse fazer isso diria estar em busca de outra opinião.
6) Nossa, nunca pensei tão longe. Depende da especialidade, acho. Sei lá, não vou estar no mesmo humor se procuro a dermatologista para fazer um peeling ou se procuro um oncologista para fazer uma biópsia. Mas ele poderia parecer o Patrick Dempsey em qualquer circunstância.
7) Eu gosto quando faço algum procedimento e o médico liga para saber como passei. Mas, mais do que isso, eu gosto de médicos acessíveis. Não precisa me dar o telefone de casa, mas é legal receber retorno o quanto antes quando a gente procura o médico com alguma dúvida. Mas nenhum médico jamais me ligou para cobrar exame, e penso que eu ia achar que ele não tinha nada a ver com isso.
8) Pelo computador. Sempre.
9) Para mim é muito difícil responder essa pergunta, porque das vezes em que aconteceu, o médico era parente ou amigo próximo, então eu reclamei mesmo, mas não acho que tenha sido em razão da relação médico-paciente, mas sim de amizade.
10) Minha ginecologista é mulher, acho que tenho que explicar menos as coisas. Minha dermatologista é mulher e acho que homem nunca vai ter a mesma paciência para discutir se o Minesol novo, aquele branco, tem o mesmo efeito do amarelo, sabe como é? Mas, a princípio, sexo não é fator determinante não. E não as escolhi por essa razão.
11) Já respondi isso, por indicação. Mas várias vezes abri o livrinho do convênio e pedi para me indicarem um da lista.
12) Tenho sim, de vários deles, mas, mais uma vez, não é pela relação médico-paciente. E não acho que paciente tenha que ter telefone residencial do médico, ele tem que ter como contactá-lo se precisar.
13) Falando da minha dermatologista. Tenho sim, e falo mesmo, sempre peço outras opções e ela sempre é muito honesta sobre o que eu devo ou não substituir, que tipo de economia vale a pena e que tipo não vale. E acho isso muito importante.
14) Eu entendo que médicos atendem em mais de um lugar e merecem ir para a academia, a praia, namorar, enfim, ter uma vida. Mas é péssimo quando vc liga no consultório e só tem consulta para “ daqui quatro meses”. Especialmente em consultório de dermatologista, já aconteceu comigo, da secretária presumir que era procedimento estético e nem se importar. Mas dermatologista também trata doenças que não podem esperar quatro meses, né? Tem que encaixar paciente desesperado as vezes (a propósito, nesse caso, eu fui atendida no dia seguinte).

Pedro disse...

1) Preferem um médico divertido estilo Patch Adams ou um sério estilo Cid Moreira?

Tanto faz, o importante é que ele seja um bom profissional e que me passe segurança.

2) Preferem consultas vapt-vupt (onde você resolve logo o seu problema e não perde muito tempo) ou consultas demoradas, onde o médico te vira pelo avesso ?
(pergunto isso porque quando faço um exame físico completo nos meus pacientes, sempre escuto a pergunta "ué, mas você não faz dermatologia?")

Gostaria que a consulta demorasse o tempo que O MÉDICO (E NÃO O PLANO DE SAÚDE) julgasse necessário para fazer o diagnóstico e indicar o tratamento.

3) Preferem um consultório estiloso, com cafézinho, água, chocolatinhos ou se tiver somente um bebedouro já está bom pra você?

Bom, é claro que eu prefero o consultório com comes e bebes. Mas isso tem um custo, que provavelmente está incluindo no valor da consulta. Se a o valor da consulta subir muito por causa dos "agrados", prefiro um consultório mais simples mesmo. Se bem que é muito melhor ir a uma clínica com o ambiente agradável...

4) Você tem algum médico de confiança da família? O que ele faz para merecer essa confiança?

Sim. Ele costuma acertar o diagnóstico e o tratamento. E é discreto.

5) Você tem o hábito de querer uma segunda ou terceira opinião? Quando o faz (até eu, que sou médica, já fiz isso. Só não é um hábito.), você conta para o segundo ou terceiro médico que já pediu a opinião de outro?

Às vezes, quando não me sinto seguro. Sim, conto, claro!

6) Se existisse o médico dos seus sonhos, como ele seria? Como ele agiria com você?
(não vale dizer: a inteligência do House com o corpo do Jacob black e a diversão do Patch Adams).

Em geral, o médico dos meus sonhos é cético (felizmente há vários).

Se for para ir a um médico que não siga a Medicina Baseada em Evidências, então eu prefero ir ao Curandeiro, que sai mais em conta. Bom, estou sendo sincero, mas na "medicina estética" é onde mais eu vejo que são oferecidos tratamentos que não são baseados em evidências científicas. Por isso que prefiro ir ao dermatologista mesmo. Além disso, o médico dos sonhos precisa ser educado, atencioso e sincero (como qualquer outro profissional).

7) Médicos que telefonam para pacientes, na sua opinião, são irritantes ou importantes? A ligação te deixa feliz ou de saco cheio? (do tipo, "ai, lá vem o chato perguntar se eu já fiz o exame!").

Que telefonem eu acho um pouco irritante, mas que mandem e-mail não vejo problema algum.

8) Se o seu médico tivesse uma letra linda, você prefereria que sua receita fosse escrita à mão ou impressa pelo computador?

À mão. :)

9) Quando algum funcionário que trabalha no consultório de seu médico, lhe atende mal, você conta para o médico?

Nunca me aconteceu isso, mas acho que contaria.

10) Você escolhe seu médico pelo sexo? Exemplo: só vai em ginecologista homem ou em dermatologista mulher?

Eu costumo me sentir mais a vontade com médico homem, mas tanto faz.

11) Quando visita um médico novo, geralmente vai por indicação ou porque viu o nome dele no jornal ou no livro do convênio?

Nenhum nos dois. Quando visito um médico novo é porque eu pesquisei o currículo dele e vi que é excelente.

12) Você tem o telefone residencial do seu médico?

Tem um que colocou o celular dele no cartão, mas nunca precisei ligar.

13) Você tem intimidade para discutir valores de medicamentos ou procedimentos com o seu médico?

Nunca discuti, mas se precisasse discutiria.

14) Se tiver algo relevante a dizer que eu não tenha erguntado, fique à Vontade!

Legal o post! :)

Anônimo disse...

Oi Lu, apesar de vc nao responder mais minhas perguntas (snif), eu vou responder as suas...hahahaha..brincadeira, nao apague meu post, please!!! AMO seu blog!!! Vamos lá:
1 - prefiro um médico simpático. Odeio médicos calados e sérios, cria um clima muito ruim.
2 - prefiro consultas mais demoradas, onde o médico te escuta e te entende..Aqueles que dão aquela olhadinha rápida e já vão passando remédio, parece que passa pra todo mundo a mesma coisa.
3 - Estiloso é mais legal, mas se não for e o médico for bom, qq consultório vale.
4 - Tenho alguns sim, principalmente meu oftalmo. Tenho miopia desde criança e ele me acompanha desde pequena. Ele merece minha confiança por ser atencioso, gente boa, sempre acerta com todos os remédios e me trata muito bem. Não consigo mesmo trocar.
5 - Quando é algo que me deixa intrigada, vou em outro médico sim, para tirar a dúvida. Dependendo do médico (gente boa ou não) eu conto ou não.
6 - Simpatia, muita atenção, sempre acertar nos diagnósticos e remédios, enfim, aquele que passa total confiança.
7 - Gosto de médicos atenciosos, se ele ligar, vou gostar..Pior aqueles que a gente liga e nunca atendem...
8 - Tanto faz
9 - Dependendo de como foi o atendimento sim, mas tenho que ser sincera com você: conheço MUITA gente (inclusive eu) que já desistiu de alguma consulta por causa da "simpática" da recepcionista...Tenho vontade de falar isso pra todos os médicos: CUIDADO COM SUAS ATENDENTES, ELAS PODEM ASSUSTAR OS CLIENTES.
10- Não, se for bom, independe.
11- Indicação
12 - só da pediatra da minha irmã (que tem 22 anos e tb atende ela até hoje, sabe tudo da vida dela, maneiro isso né?).
13 - Depende do médico. Já ouvi um NÃO sonoro de uma dermato quando perguntei se podia parcelar um procedimento (caro) e fiquei super sem graça (achei desnecessário), mas com meu oftalmo quando vou comprar a lente ele só falta me dar um carnê (ahahahhaha, brincadeira). Ou seja, médico gente boa é outra coisa.
14 - Se você é como médica, como é no blog, então deve ser uma ótima médica.
beijos, Dani

Isabella Rabello disse...

1) Meio termo. Sério demais me assusta, divertido demais não me passa confiança.
2) Consultas demoradas.
3) Consultório estiloso.
4) Não tenho.
5) Geralmente busco outras opiniões e comento isso com os outros médicos.
6) Ele seria muito inteligente, gente boa, delicado (pq tem médico que acha que a gente não sente dor se apertar forte), confiante de seu diagnóstico, e agiria comigo com um amigo que sabe do que está falando.
7) Nunca recebi um telefonema de médico, mas me sentiria importante pra ele - além de reforçar o tratamento prescrito.
8) Impressa pelo computador, mesmo com letra linda (a sua é linda?). Evita qualquer dúvida.
9) Infelizmente não.
10) Não tenho preconceito com sexo.
11) Por indicação somente se tiver meu convênio, senão, busco informações sobre os médicos do convênio na internet.
12) Não.
13) Intimidade até que não, mas tenho cara de pau.

Anônimo disse...

Adorei a pesquisa, então resolvi dar a minha humilde contribuição:
1)Prefiro médicos simpáticos e que me "escutem", não somente ouçam o que tenho a dizer. Mas sério demais fica um clima muito pesado, e é lógico que a especialidade influencia nisso. Não dá pra descontrair muito no oncologista...
2)Consultas demoradas demonstram atenção e respeito pelo paciente.
3)Um consultório com espaço e conforto sempre é bem vindo, porém não mudam a minha opinião com relação ao médico.
4)Eu tenho um ortopedista e uma ginecologista de minha total confiança. Me conquistaram por não me fazer sentir mais uma, por se preocuparem com o meu emocional, e sobretudo saberem quem eu sou.
5)Somente procuro segunda opinião se tiver dúvidas em relação ao tratamento,pois diga-se de passagem eu me informo por outros canais ( internet, etc..). Conto que é para uma segunda opinião, mas não entro em detalhes sobre o que o anterior disse. Para os dois médicos citados acima, somente me informo sobre os tratamentos.
6)O médico dos sonhos te atende no horário, naõ reclama do seu plano de saúde, é agradável, te acolhe, e principalmente te considera um ser humano completo; não se limita às consequências, mas também às causas das patologias.
7)Um médico que telefona demonstra-se atencioso, porém se exagerar fica chato.
8)Gosto da letra legível, porém compreendo que escrever o dia inteiro cansa. Não me incomoda.
9)Funcionário sem educação é muito desagradável, já me fez não retornar mais. Porém dou um jeitinho de explicitar o ocorrido.
10)Não me importo muito com isso, com duas exceções: ginecologista e dermatologista.
11)Prefiro as indicações, mas elas nem sempre funcionam. Mas já fui a médicos pelo livrinho do convênio e gostei muito.
12)Eu possuo o telefone dos meus médicos de confiança,mas não os incomodo por bobagens.
13)Sempre discuto os valores, porém com os meus médicos de confiança me sinto mais à vontade. Tem médico que te deixa muito constrangida, por isso é fundamental a empatia dele por mim.
14)Meu último comentário é que o médico deve contextualizar sempre a pessoa que está atendendo. Ou seja, quem é esse paciente que estou atendendo,ele está passando por algum problema que agrave o seu estado?, quais as suas necessidades, de que maneira posso ajudá-lo com eficácia?
Parabéns pela sua iniciativa!!!

Lívia disse...

1) Prefiro um médico amigo. Nem tão divertido que não me passe credibilidade nemtão sério que eu tenha medo de perguntar as coisas. Alguém normal, que converse comigo sem afetações demais, pra nenhum dos dois lados.

2) Prefiro consultas que durem o tempo que for preciso, porque o médico também tem vida, coitado!

3) Consultório lindo, porque quem não gosta de lugares lindos e de se sentir bem tratado?

4) Sim, tenho, e ele se mostra exatamente como eu descrevi o médico ideal: ele é amigo, conversa numa boa, sem perder a seriedade, e sabe a hora de brincar.

5) Não tenho esse hábito, mas se fosse o caso (como já aconteceu) eu diria e daria o nome do profissional, assim quem sabe eles não podem conversar e saem todos ganhando?

6) Ele seria amigo, preocupado na medida certa e me passaria toda a credibilidade do mundo.

7) Acho importante telefonemas para acompanhar algum pós procedimento, alguma situação que necessite de alguma atenção especial.

8) Sou suspeita, adoro ver como é a letra das pessoas!

9) Não sei se contaria, mas acho que daria a entender, se me perguntassem.

10) Não.

11) Dou preferência a indicações de amigos.

12) Tenho porque eles me deram, mas não ligo, a não ser que realmente seja uma emergência (de novo, o médico também tem vida, coitado!)

13) Tenho e acho isso importante. De que adianta eu sair do consultório com uma receita que eu não estou disposta a pagar por ela? Todo o trabalho do médico é desperdiçado! Acho importante sim que o médico dê opções e eu mesma pergunto por elas.

Isabella Rabello disse...

Luciana, estou precisando te perguntar uma coisa em particular. Vc tem algum e-mail pra eu lhe enviar minha dúvida? O meu é isabellarabello [arroba] yahoo ponto com ponto br

Obrigada desde já

Casa de Catarina - lelê disse...

1) Simpáticos e mais impessoais. Quando o "santo bate" não troco de médico, tanto que acabo arrastando a família e eles acabam conhecendo um pouco de tudo.
2) Demoradas não, mas bem criteriosas. Um exame detalhado, mesmo por um dermatologista é fundamental.
3) Sou "folgada"... adoro ser mimada.
4) Tinha uma ginecologista, mas como optei por pegar outras opiniões sobre o meu caso, faz um tempo que não retorno nela.
5) Não tenho o habito, só em caso de algo que realmente me incomode ou que não me deixe segura. Não comento com o médico que é uma segunda opinião, nem fico discutindo diagnósticos anteriores... acho um pouco anti-ético.
6) Talvez esteja perto disso... a minha melhor amiga está para se formar em medicina... rs. Brincaderia, mas algo do tipo "médico da família" de antigamente.
7) Não me incomodo, mesmo quando eles pedem para algum assistente ligar. Quando fiz um peeling a minha dermatologista me ligou em pleno feriado para perguntar como eu estava (já que o consultório estava fechado).
8) Tanto faz... desde que seja legível.
9) Nunca passei por isso, não sei se contaria.
10) Sim... inconscientemente.
11) Indicação.
12) Não.
13) Não... mas espero um dia!

Tati Campêlo disse...

Estou divulgando meu novo blog
www.gastronomiaefotografia.blogspot.com
Se puder da uma passada lá!

Atenciosamente
Tati

Patrícia disse...

1) Mais sério do que muito divertido, até no modo de se vestir. Certa vez fui a um dermatologista que estava vestido parecendo mais um palhaço, aí fica sem credibilidade na minha opnião.
2) Demoradas. Aqui nos EUA as consultas são estilo fast-food: você paga, o médico tira a temperatura, te receita o remédio e "Próximo"!
3) Variedades de revistas já está de bom tamanho. Acho nojentinho comer no consultório.
4) Eu não tenho.
5)Não.
6) Ele me ouviria e faria exames antes de me receitar qualquer medicamento.
7) Importantes.
8) Computador.
9) Não, mas sei que deveria.
10) Não.
11) Ambos.
12) Não.
13) Com a minha primary doctor sim, com os outros não.

Juliana Chicrala disse...

Oi Lú!!!
Sobre o médico dos sonhos, acredito que todo no papel de "paciente" deseja uma atenção maior despensada pelo profissional, pois quem procura um médico, está fragilizado por algum desequilibrio de sua saúde.

Ah queria tirar uma duvida com vc. Na verdade saber o que vc acha.
Eu fiz 3 sessões CO2 Fracionado no rosto, pois tenho marcas de acne,mas achei q o resultado foi muito sutil. Na verdade esperava uma pele de bebê. Ate falei com minha dermato pra fazer mais sessões, mas como quero engravidar, vou pensar nisso depois.
Mas enfim, vc acha que o tratamento mais eficiente atualmente para manchas de acne é o CO2 Fracionado??

Obrigada, beijo!

Vanessa Tobias disse...

1) medico divertido
2) demoradas, é ai que o medico mostra que se importa realmente com o paciente.
3) consultorio estiloso, sem duvidas, onde eu tenha prazer de ir
4) nao tenhoo nenhum, infelizmente, nenhum nunca deu essa liberdade
5) nao tenho esse habito, até pq nunca tive nada grave que precisasse de tantas opinioes. Mas se o profissional me passa confiança no diagnostico, eu nao procuro.
6) medico ideal aquele que te faz sentir a vontade, que mostra se importar com vc, que demonstra fazer o que ama, que esta sempre atualizado.
7)Nossa nunca recebi uma ligacao de uma medica minha, me sentiria mto importante!
8) a mao
9) contaria se o medico mostrasse que tenho essa liberdade, seria melhor se minha medica perguntasse se fui bem atendida, eu responderia com sinceridade.
10) nao escolho o sexo, vou pela competencia que ele tem, e por indicações.
11) por indicacao.
12)nao tenho o fone, nunca me deram tal liberdade.
13) sim
Bom, primeiramente tenho que parabenizar, é a segunda vez que posto, e essa tive que responder. Sempre dou uma escapadinha do trabalho para olhar o blog, e como profissional de rh que sou, vejo o quanto as organizações precisam de profssionais como voce, que buscam ser diferentes, e sao realmente empreendedores.
Parabens, espero ter ajudado.

May disse...

rsrsr o Médico dos meus sonhos é meu Namô!!
Além de lindo e educado, tem o lado humano super aflorado... "entende os pacientes"!! Mesmo sendo super tímido conversa com seus pacientes... os tem como pessoas e não uma hernia a ser operada!

beijos ;*

Pedro disse...

Esqueci de dizer uma coisa que considero super importante: o médico dos sonhos não coloca televisão no consultório. Televisão em consultório e em restaurante é coisa que só se vê em país subdesenvolvido (uma exceção talvez seja um ou outro lugar nos Estados Unidos). Eu não me importo que o médico se atrase porque enquanto eu não sou chamado eu tento aproveitar para ler, para organizar minhas coisas, para colocar o meu e-mail em dia... Mas se tem uma televisão ligada no último volume e transmitindo uma palestra com o Luiz Gasparetto fazendo caras e bocas, não dá! Nada contra televisão; de vez em quando eu até assisto ao BBB e à novela das 8. Mas isso não quer dizer que se eu fosse médico eu iria obrigar os pacientes a assistir ao programa X, até porque eu não iria querer chamar meus pacientes de incultos.

Anônimo disse...

Drª Princesa,
Meu depoimento é longo...
Como a Miceli, sou advogada, e posso dizer que me porto mais ou menos como ela. Até sou reticente em contestar as opiniões de meus médicos de confiança.
Mas... Tenho hérnia de disco, e no ápice da crise (numa 4ª feira de cinzas) consultei um médico indicado por uma amiga que me recomendou imediatamente uma cirurgia, sem sequer aventar a hipótese de tratamento conservador. Ele ridicularizou a posição (única) em que eu conseguia ficar deitada no hospital... Não fiz a cirurgia, lógico! Após 3 anos estou bem, obrigada. Precisei, sim de outra opinião, e a pedi.
Meu médico mais antigo é o ginecologista – 25 anos de um relacionamento de confiança. O anterior sequer havia pedido o preventivo! Ele é meu médico de confiança (meu ídolo, na verdade) – salvou-me de um problema sério, que detectou em sua 1ª consulta.
O médico precisa ser educado e sensível ao fato de que tememos más notícias quando estamos em seus consultórios. O meu cardiologista é tão delicado quanto uma manada de elefantes! Competente, mas...
Entendo que as consultas devem demorar o necessário para que o médico analise o “todo” de modo a pedir exames adequados ou prescrever o medicamento correto. Mas já procurei uma dermato para tratamento de acne a laser e ela me analisou da cabeça aos pés – e prescreveu “de um tudo”!
Consultório bonito denota um médico de sucesso. Mas não pode ser suntuoso a ponto de nos constranger. Água mineral e um café ou chá é o suficiente. E um sorriso da recepcionista, ajuda a espera.
Médico dos seus sonhos? Muito carinhoso, quase como um pai, e genial, quase como o House!
Recebo ligações de alguns médicos e de outros não. Fiz uma cirurgia e o médico ligou 2 vezes. Meu clínico – homeopata - acupunturista demonstra suas preocupações, até pq. foi ele quem resolveu meu problema de coluna, em conjunto com aulas de Pilates.
Acho que receita médica: deveria vir digitada, com indicação precisa de quantas vezes/dia o medicamento deve ser tomado, em que horas, e por quanto tempo – tudo com clareza. E a prescrição deve ser revista e explicada ao paciente.
Não me lembro de atendimento desatencioso nos consultórios de meus médicos. Mas talvez comentasse, sim. Meu relacionamento de confiança é com o médico, afinal.
Escolho médico pela experiência (independentemente de atender pelo plano de saúde), e quando preciso de novos médicos pergunto aos meus médicos ou a amigos.
Tenho o telefone residencial apenas do meu clínico.
Tanto o homeopata quanto o gineco prescrevem remédios com preços razoáveis. Já a dermato... Nada é barato... E às vezes a gente não se adapta. Como ainda tenho acne e preciso debelar as marcas da adolescência, é medicamento pra caramba! Aí eu peço, sim, medicamentos + baratos ou mesmo amostras. Tenho “n” coisas que não deram certo e os tubos estão inteirinhos... Experimentar é essencial.
No final, antes de tudo é preciso que o “santo” combine. Médico e paciente precisam ter interesse mútuo no tratamento. O médico não é bidú, nem mágico. E o paciente precisa, sim, munir o médico de elementos necessários para que o seu tratamento possa ser definido com a maior precisão possível. E o médico precisa atentar para tais variáveis de modo a prestar o serviço para o qual foi contratado.
É isso...
Se seu consultório fosse em SP... seria sua paciente
Beijinho
Regina

Paloma Cândida disse...

1) Prefiro um bem humorado!!!
2) Prefiro uma consulta detalhada, portanto demorada!
3) Se tiver uma maquina daquelas que serve cappuccino, café com leite, ai que delicia, nem me importo me pagar, o café vale o preço!
4) Não tenho, mas ja me consultei com otimos médicos e indico para os amigos!
5) Sim , sempre!
6) aquele que pedisse todos os exames para poder descartar todas as possibilidades de doenças
7) Nunca tive esse privilégio!
8) Computador sempre!
9) Não nunca!
10) Não !!
11) Os dois!
12) Hã ...que é isso?rsrs
13) Não!
Nossa acho que vai levar uma semana pra vc ler todos os comentarios!!!hehehe

Fernanda disse...

Eu adoro médicos divertidos, exatamente como vc e como a Dra Vera (pediatra do Davi). Gosto de médicos que se adpatam ao estilo do paciente. Destesto medicos radicais do tipo: "Isso vc não pode comer de jeito nenhum" (mas eu adoro ué!), "bebe não pode tomar remedio", "mucilon é farinha pura faz mto mal ao bebe" e etc..
Fico p... da vida quando o medico atrasa mto a consulta!
Vc é demais, prima! bjs

Laís disse...

Olá. Leio sempre seu blog, então hoje resolvi participar. Tenho 41 anos e 2 filhos (8 e 4 anos):
1) Prefiro um médico humano, não sério demais nem engraçadinho. Que se mostre interessado.
2) Consultas demoradas (mas objetivas – já fui em consultas demoradas com longos bate-papos sem relação com a consulta)
3) Prefiro consultórios simples, cleans. Não gosto dos estilosos.
4) Sim! Competentes, atenciosos, humanos. Minha G.O. me acompanha há mais de 20 anos!
5) Em casos mais sérios ou para os meus filhos, quando não fiquei satisfeita com a opinião do primeiro. Às vezes conto, noutras não. 
6) Competente, atualizado, atencioso, interessado. Que respeitasse-me como ser humano, com minhas idiossincrasias.
7) Nunca um médico me ligou... Acho estranha a pergunta, não sei o que responder.
8) Impressa pelo computador.
9) Nunca passei por isso. Se tivesse familiaridade com o médico, diria sim.
10) Só minha G.O. Escolhi uma mulher propositalmente. Noutras especialidades, sou indiferente.
11) Xi, sou chata! Indicação. Mas também procuro na internet, busco referências, tipo tempo de formado, se trabalha em outros lugares, etc. Principalmente para os meus filhos.
12) Dos que preciso. Mas nunca usei.
13) Sim. Daqueles com quem sigo há mais tempo.
14) Sou sua fã! Obrigada por seu blog!

Luciana disse...

Nossa... ADOREI o post e estou com inveja das suas pacientes por vc ter essa preocupação!!!

Vamos as respostas:

1. Só tenho medicos malucos (divertidos)ao ponto de me fazer chorar de rir numa consulta! E prefiro assim! Não são menos profissionais por possuirem bom humor.
2. Gosto de consultas longas, de ser examinada com bom senso e de sair de uma consulta sem duvidas.
3. Consultorio tem que ser limpo, estiloso mas sem muitos serviços além do basico. Tenho a sensação de que em consultórios onde tem muitas "distrações" na sala de espera significa que o médico não é pontual e vai me deixar um tempão esperando.
4.Tenho. Não é um "medico da familia" e tb não é um só. Acho que é uma mistura de carisma, tempo e profissionalismo. Meu gastro é um verdadeiro pai é meu medico desde os 11 anos e tive até orientação profissional com ele na epoca do colegial e já fizems serviços voluntários juntos. Minha gineco é uma amiga, dividimos algumas paixões e necessidades: viagens, TPM eterna, detalhistas e perfeccionistas ao extremo. Meu cardio é meu vizinho, parceiro de provas de ruas (corridas)além de tb trocarmos figurinhas sobre viagens. Acho que a relação que mantenho com alguns médicos é muito maior que medico-paciente... é amizade mesmo.
5.Só peço opinião de outros profissionais quando estou na dúvida e comento, com a intenção de fazer os profissionais discutirem meu caso. (Ex: como a troca de um anticoncepcional afetará minha pele?! Minha gineco e meu derma é que buscarão em conjunto uma solução meio-termo)
6.Nossa, não tenho um medico dos sonhos. Mas na ficção George Clooney foi, é e sempre será meu "modelo ideal".
7.Acho importante principalmente após algum procedimento cirurgico. Demonstra preocupação com seu bem estar.
8.Prefiro pedir p/ escrever uma linda cartinha p/ mim! hehehehehe... A resposta correta é: Indiferente.
9.Não. Não lembro de ter passado por nenhuma situação assim.
10.Não.
11.Médico novo é SEMPRE por indicação.
12.Não, mas tenho e-mail e celular.
13.Sim, pq não teria?!

Tatinha disse...

Eu prefiro um médico com postura intermediária. Educado mas que tenha bom humor.
Acho que uma boa consulta deve durar pelo menos 30 min.
Um consultório com café e água, música ambiente seria ideal.
Não tenho um médico de família.
Acho importante ter o telefone do médico, mas acho que isso não é necessário em todas especialidades. Acredito que o G.O. e o pediatra sim, devem dar seus contatos aos pacientes. Tenho uma bebê de 5 meses e isso realmente faz diferença. Não troco o pediatra dela por nenhum outro.
Acho super legal o médico se preocupar com o paciente e ligar, principalmente após ter realizado algum procedimento especial.
Não vejo problema algum em conversar sobre valores de medicamentos e produtos com os pacientes. O médico dos meus sonhos seria educado, atualizado, seguro e bem humorado.
Espero ter contribuído.

Bjs

babi disse...

1) prefiro um mais Patch Adams! tenho agonia de medico serio e todo cheio de postura
2) prefiro uma mais demorada - as rapidas parece que o medico quer logo que a gente saia pra poder atender mais gente e ganhar mais! parece q nao se preocupa com a gente e sim so com o dinheiro - e nas rapidas acaba que a gente nao fala tudo o que tem pra falar e quando chega em casa lembra "vixee esquece desse sinal aqui nas costas!!! hauhuah...
3) prefiro um que tenha uma televisão!!e nao coloque dvd de musica do roberto carlos ein? ou entao tenha MUITAS opções de dvds pq eu tenho pena das secretarias que ficam o dia todo (meses e anos) escutando a mesma musica - e agua é sempre bom né?
4) ixi nao tenho nao... mas acho que um medico que merece confiança é aquele que verdadeiramente se preocupa e se mostra aberto com o paciente
5) só quando eu nao gosto muito do médico... quando eu cejo ele inseguro... ou que a opinião dele diverge muito do que eu ja pesquisei (tipo google ahuauh)
-quando eu faço a segunda opinião eu aviso que ja fui em outro sim! mas nao fico falando mal ne?
6) acho que é aquele que me passe segurança.. pode ate ser novinho,tipo nao ter muito tempo de pratica...mas se me deixar segura já valeu! e ah... porfavor atenda o seu celular! sei que tem paciente mala, mas as vezes nós precisamos mesmo de ajuda (nao estou falando de consulta por telefone ne? mas um ajuda em um sufoco! e outra... se tiver alguem querendo pelo amor de deus uma consulpra pra hoje a qualquer hora, instrua a sua secretaria para ser educada e tentar fazer aquele encaixe pq uma pessoa que pede pelo amor de deus uma consulta a qualquer hora deve estar precisando de ajuda!
7) nunca nenhum medico me ligou! mas eu iria adorar! essa preocupação medico-paciente eu acho muito importante!
8) medicos nunca tem letra linda hauhuah faz no computador mesmo.. numa folha personalizada bonitinha e tal...
9) logico que eu conto e ainda dou um puxao de orelhas na secretaria -é o trabalho dela ne? agora.. se for uma vez perdida ok! agora se for aquela secretaria uma porre toda vez que voce ver..eu digo mesmo!
10) especificamente em ginecologia e dermatologia eu procuro mulher! nas outras especialidades.. tanto faz mesmo!
11) indicação.. mas quando nao tem.. eu olho no livro do convenio um em um predio que outros medicos meus atendam...
12) nunca! tenho o celular, mas só um deles atende!
13) de medicamentos sim! tipo.. posso pedir uma tratamento mais barato ou um generico.. mas de serviço dele nao ne? é o trabalho dele... nao tem que ficar pedindo menos nao..
14) adoro o teu blog apesar de nunca ter comentado eu adoro tuas dicas para pele oleosa! e eu super queria me consultar com vocÊ! hauha serio mesmo! vem aqui pra fortaleza, vem!!
bjos

T. C. G. disse...

1) Depende do humor do paciente. Acho que um paciente sério merece um médico sério, e um paciente sorrindo merece um médico mais bem humorado.
2) Do clínico geral: mais demorada, com tempo para perguntas/orientações. Do especialista: dirigida, mas completa.
3) Simples, bonito e com poucas cadeiras (vazias. hehehe Em 2 anos de tratamento com minha dermato, só vi 1 vez outro paciente esperando)
4) Infelizmente não.
5) Bom, como faço Medicina, já tenho a minha opinião e a de colegas, talvez até professores... Antes mesmo de consultar. Poucas vezes pedi, só em casos de aflição ou de procedimentos irreversíveis (cirurgias, etc).
6) Seria um clínico geral dedicado, atualizado, simpático e profissional. hehehe
7) Se for necessário ligar, deve ser feito... Mas acho um pouco trabalhoso para o profissional fazer isso de praxe. Só quando necessário, né? hehehe
8) Tanto faz. Mas prefiro que ele me dê a caneta e deixe eu mesmo escrever, antes de escrever algo ilegível. hehehehe
9) Se o médico for mais educado que o profissional e eu pretender retornar, informaria, sim.
10) Só escolhi por sexo quando estava procurando um dermato que fizesse CX, depois de tentar 3 dermatos mulheres que não faziam procedimento algum.
11) Indicação dos meus pais/colegas, porque foi meu professor, ou por catálogo mesmo.
12) Nunca pedi, e, se me desse, acho que não anotaria. Se precisasse de algo urgente, iria no PA mesmo.
13) Infelizmente, não. Os médicos da minha cidade, em maioria, têm vergonha de cobrar; então fico com vergonha de negociar também! Eu acho que seria muito mais correto se o paciente pagasse a consulta para o médico, não para a secretária.

Luciana Leal disse...

OBRIGADA, PESSOAL!!!

Camila disse...

1) Meio termo, pode ser divertido, mas nao precisa ser palhaço, se nao perco a confiança
2) Prefiro que atenda os meus questionamentos, se for só uma dúvida, pode ser rápido, mas se for muita coisa, Por favor, ME ESCUTE!
3) Consultorio estiloso, claro. E com revistas normais tá, detesto quando só tem revista de medicina.
4) Não, tenho médicos de confiança(gienco, dermato, clinico, oncologista, cardio, etc)
5)Dependendo do caso quero sim, se for uma coisa simples, nao precisa né, mas com doenca mais grave acho importante e sempre procuro.
6) O que escuta e responde exatamente o que perguntei. Não gosto de médico bonito, fico constrangida.
7)Isso existe? Não me importaria.
8)Computador
9) Não costumo falar, mas vou mudar, pq é comum.
10)Só nesses dois casos escolho pelo sexo. Gineco homem nào gosto e dermato homem, p mim, é para patologia, não sei de onde tirei isso. Mas quando estou com problema de pele procuro homem e quando é estética procuro minah dermato querida e linda.
11)Indicação: amigas ou outros médicos
12)Não
13) Tenho, e se nao tiver crio, pq nao adianta passar remedio e tratamento qeu nao vou fazer.

Camila disse...

1) Não precisa ser engraçado e chato o tempo todo, nem super impessoal.
2) Sem duvida, consulta mais demorada, onde ele se interessa mesmo pelo paciente, que pensa a respeito, que se debruça no caso.
3) Estiloso, confortável, arrumado. Lugar largado me faz pensar em profissional largado.
4) O psiquiatra que me atende (tive depressão e faço acompanhamento, para evitar recaídas, etc,etc,etc) é alguem de confiança, e minha ginecologista. Acho que pelo carinho que eles demonstram, pelo interesse e pelos casos resolvidos, é evidente.
5) Sempre, mas em caso super sérios que envolvam uma cirurgia por exemplo ou intervenções delicadas. Coisas corriqueiras eu não vou atrás de outras opinioes. e sim, eu conto pro médico que quero a opinião dele?

6) Não tenho isso. Talvez o médico perfeito é aquele que acabe com tua angústia, que resolva tua doença, que te dê conforto físico por causa da situação que vc tá passando.

7) Ah, eu nao gosto de ninguem me ligando, Mas é importante vc acompanhar o paciente, principalmente se esse for um modo dele aderir ao tratamento.

8) receituário escrito a mão, assim economiza-se eletricidade na impressora. Ecologicamente correta, eu odeio desperdícios. Médico que tem garrancho tem que melhorar a letra...ou imprime logo e pronto.

9) Opa se conto!

10) Não, eu acho que capacidade, habilidade e compet~encia não tem nada a ver com o sexo!

11) Indicação, ou se não teve jeito, é aquele do livrinho do conv~enio.

12) Somente do meu gastro, que fez cirurgia em mim. Dos outros, somente celular.

13) Tenho. Eu falo sobre medicação cara, sobre tudo...tudo...mas nao questionando o estudo dele, e sim querendo me informar sobre a situação. Acho que paciente que sabe o que esta sendo feito, ele entende o tratamento e faz, simples assim.

14) Posso passar em consulta com vc? Minha pele tá o ó e meus cabelos votlaram a cair...

Paulinha disse...

1) Preferem um médico divertido estilo Patch Adams ou um sério estilo Cid Moreira?
Meio termo. Nem muito “palhaço”, nem muito sério.
2) Preferem consultas vapt-vupt (onde você resolve logo o seu problema e não perde muito tempo) ou consultas demoradas, onde o médico te vira pelo avesso ?
Demoradas, com certeza. Na maioria das vezes que recebi consultas vapt-vupt tive a impressão de que o médico nem olhou pra minha cara. Confesso que acho isso revoltante. Para mim, passa a impressão que o médico não se importa com você, e sim com o seu dinheiro.
3) Preferem um consultório estiloso, com cafézinho, água, chocolatinhos ou se tiver somente um bebedouro já está bom pra você?
Um lugar bonito e confortável é muito mais agradável, porém, não me importo com os consultórios que tem apenas um bebedouro. Estou lá para ver como está a minha saúde, não para tomar “chá da tarde”. rsrsrsrs
4) Você tem algum médico de confiança da família? O que ele faz para merecer essa confiança?
Claro que tenho, minha mãe (ginecologista) e meu pai (pediatra). Meu pai cuidava de mim quando eu era criança, e até hoje “cuida”, mesmo eu tendo 23 anos hahahaha. E minha mãe cuida muito bem dos meus problemas de “moçinha” hahahaha, achei muito bom ela não fazer um drama na minha primeira menstruação! kkk
5) Você tem o hábito de querer uma segunda ou terceira opinião? Quando o faz (até eu, que sou médica, já fiz isso. Só não é um hábito.), você conta para o segundo ou terceiro médico que já pediu a opinião de outro?
Nunca precisei de outras opiniões. Porém, se eu fizesse isso, acho que não contaria para ambos os médicos. Conheço muito médico “problemático” que se sentiria ofendido.
6) Se existisse o médico dos seus sonhos, como ele seria? Como ele agiria com você?
Seria atencioso e gentil. Que não fosse “frio” como a maioria dos médicos, me desse muitas amostras dos melhores produtos de beleza e tivesse os aparelhos mais modernos do mercado. Não quero mais nada né?! rsrs
7) Médicos que telefonam para pacientes, na sua opinião, são irritantes ou importantes? A ligação te deixa feliz ou de saco cheio?
Nunca nenhum medico me ligou, a não ser meus pais! Hahahahaha mas acho que se eu tivesse algo grave, me sentiria confortada se meu médico me ligasse para saber como estou.
8) Se o seu médico tivesse uma letra linda, você prefereria que sua receita fosse escrita à mão ou impressa pelo computador?
Hum, para mim tanto faz. O que importa é o que contém na receita.
9) Quando algum funcionário que trabalha no consultório de seu médico, lhe atende mal, você conta para o médico?
Depende. Se isso se tornar um hábito, com certeza. Se for uma vez, apenas ignoro. Todo mundo pode ter um dia ruim né?! Embora isso não justifique falta de educação.
10) Você escolhe seu médico pelo sexo?
Somente ginecologista (no caso eu nem preciso ‘escolher’ né). Se bem que uma dermato mulher é uma boa. As mulheres compreendem melhor nossa “necessidade” por cosméticos e tratamentos estéticos. rsrs
11) Quando visita um médico novo, geralmente vai por indicação ou porque viu o nome dele no jornal ou no livro do convênio?
Por indicação. Tenho receio de “sortear” algum no livro do convênio. Só faria isso se não tivesse outra escolha.
12) Você tem o telefone residencial do seu médico?
É o mesmo que o meu oras! Hahahaha brincadeira, nunca me deram o residencial, mas alguns já me passaram o celular.
13) Você tem intimidade para discutir valores de medicamentos ou procedimentos com o seu médico?
Valores de medicamentos? Porque não?! Não estou roubando, nem matando. Estou apenas argumentando os fatos kkkkk. Já os valores dos procedimentos, eu não discuto valores. É o trabalho da pessoa, não acho justo querer ficar pedindo “desconto”.

Carla Jaróla disse...

1) Preferem um médico divertido estilo Patch Adams ou um sério estilo Cid Moreira?
Prefiro um divertido, porque me faz entender melhor, mas que seja sério nas horas corretas.

2) Preferem consultas vapt-vupt (onde você resolve logo o seu problema e não perde muito tempo) ou consultas demoradas, onde o médico te vira pelo avesso ?
(pergunto isso porque quando faço um exame físico completo nos meus pacientes, sempre escuto a pergunta "ué, mas você não faz dermatologia?")
Prefiro aqueles que levam 5h na consulta, perguntam tudo e fazem exame de tudo.

3) Preferem um consultório estiloso, com cafézinho, água, chocolatinhos ou se tiver somente um bebedouro já está bom pra você?
Estando limpo, organizado e com ótimos profissionais, está bom.

4) Você tem algum médico de confiança da família? O que ele faz para merecer essa confiança?
Tenho um dentista de confiança, uma oftalmo e um dermatologista, ambos tem consultórios simples, mas são honestos, sinceros e competentes.

5) Você tem o hábito de querer uma segunda ou terceira opinião? Quando o faz (até eu, que sou médica, já fiz isso. Só não é um hábito.), você conta para o segundo ou terceiro médico que já pediu a opinião de outro?
Se não são meus médicos de confiança e me deixam tranquila, não procuro. Senão, procuro, como sempre faço. Ainda mais em casos de clínicos, por exemplo, que nem sempre possuem a mesma exatidão e experiência de um especialista.

6) Se existisse o médico dos seus sonhos, como ele seria? Como ele agiria com você?
(não vale dizer: a inteligência do House com o corpo do Jacob black e a diversão do Patch Adams)
Seria um profissional educado, gentil, que me passasse confiança e responsabilidade. Deve me atender com atenção e seriedade e explicar os procedimentos e condições de forma que eu consiga entender.

7) Médicos que telefonam para pacientes, na sua opinião, são irritantes ou importantes? A ligação te deixa feliz ou de saco cheio? (do tipo, "ai, lá vem o chato perguntar se eu já fiz o exame!")
Acho bom, é uma forma de mostrar cuidado com seus pacientes e estreitar laços.

8) Se o seu médico tivesse uma letra linda, você prefereria que sua receita fosse escrita à mão ou impressa pelo computador?
À mão. Aliás, médicos deveriam fazer curso de caligrafia ou fazer como meu dermatologista, escrever a receita no computador. Já aconteceu de farmacêuticos não conseguirem me vender o remédio correto por causa da caligafria do médico.

9) Quando algum funcionário que trabalha no consultório de seu médico, lhe atende mal, você conta para o médico?
Claro! O médico geralmente é dono ou grande atuante na clínica, ele deve saber. E se nos atendem mal, nós iremos para o consultório descontente. E é um passo muito rápido para que o médico perca mais um paciente.

10) Você escolhe seu médico pelo sexo? Exemplo: só vai em ginecologista homem ou em dermatologista mulher?
Não, vou por sua capacidade e boas recomendações.

11) Quando visita um médico novo, geralmente vai por indicação ou porque viu o nome dele no jornal ou no livro do convênio?
Vou geralmente por indicação. Só vou no do livro quando não conheço nenhum e preciso passar pelo profissional.

12) Você tem o telefone residencial do seu médico?
Não, infelizmente eles não criam esse laço com os pacientes.

13) Você tem intimidade para discutir valores de medicamentos ou procedimentos com o seu médico?
Sim, els me dão várias opções.

14) Se tiver algo relevante a dizer que eu não tenha erguntado, fique à Vontade!

Flávia Mello disse...

sendo médica é um pouco complicado responder sem me envolver mas lá vai...

1) Preferem um médico divertido estilo Patch Adams ou um sério estilo Cid Moreira? eu AMO o Patch Adams, tanto que ja organizei com amigos 2 vezes a vinda dele ao Brasil...

2) Preferem consultas vapt-vupt (onde você resolve logo o seu problema e não perde muito tempo) ou consultas demoradas, onde o médico te vira pelo avesso ?
(pergunto isso porque quando faço um exame físico completo nos meus pacientes, sempre escuto a pergunta "ué, mas você não faz dermatologia?") - acho que depende, numa primeira consulta acho sim que o médico tem que saber tudo examinar tudo... a partir daí depende...

3) Preferem um consultório estiloso, com cafézinho, água, chocolatinhos ou se tiver somente um bebedouro já está bom pra você? um pouco de conforto é bom mas estamos lá pelo profissional não é?

4) Você tem algum médico de confiança da família? O que ele faz para merecer essa confiança? não não tenho...

5) Você tem o hábito de querer uma segunda ou terceira opinião? Quando o faz (até eu, que sou médica, já fiz isso. Só não é um hábito.), você conta para o segundo ou terceiro médico que já pediu a opinião de outro? acho que procuro todas as possíveis naquele momento...

6) Se existisse o médico dos seus sonhos, como ele seria? Como ele agiria com você?
(não vale dizer: a inteligência do House com o corpo do Jacob black e a diversão do Patch Adams) O Patch Adams

7) Médicos que telefonam para pacientes, na sua opinião, são irritantes ou importantes? A ligação te deixa feliz ou de saco cheio? (do tipo, "ai, lá vem o chato perguntar se eu já fiz o exame!") eu gosto mas fico com vergonha quando ainda nao fiz os exames

8) Se o seu médico tivesse uma letra linda, você prefereria que sua receita fosse escrita à mão ou
impressa pelo computador? a mão

9) Quando algum funcionário que trabalha no consultório de seu médico, lhe atende mal, você conta para o médico? claro

10) Você escolhe seu médico pelo sexo? Exemplo: só vai em ginecologista homem ou em dermatologista mulher? as vezes sim... depende se é meu colega de trabalho ou não

11) Quando visita um médico novo, geralmente vai por indicação ou porque viu o nome dele no jornal ou no livro do convênio? indicação...

12) Você tem o telefone residencial do seu médico? geralmente são meus amigos... bom, to começando ainda trabalho pp em emergencia, entao ainda nao costumo dar nao

13) Você tem intimidade para discutir valores de medicamentos ou procedimentos com o seu médico? sim...

14) Se tiver algo relevante a dizer que eu não tenha erguntado, fique à Vontade!

Babis disse...

1) Isso me é indiferente, mas prefiro alguem com postura mais profissional
2) Se não estou indo fazer um checkup, prefiro vapt-vupt, pra resolver logo o problema
3) Sou muito pragmática nesses assuntos, mas um consultório estiloso agrega valor ao profissional
4) Infelizmente não
5) Se é um problema mais sério, sempre
6) Ágil, sem perder muito tempo, que entendesse o que eu quero dizer, e com noção da realidade
7) IRRITANTES, definitivamente. Afinal eu sei quando vou fazer ou não ou exame, ele é médico, não minha mãe.
8) Sempre no computador
9) Normalmente troco de médico, porque já tentei reclamar de uma secretária e levei um fora do médico
10) Não
11) Indicação ou muita pesquisa da web
12) Residencial não, mas tenho a maioria dos celulares
13) Não
14) Uma coisa que pra mim é inaceitável em médicos são os MEGA atrasos, de 2 ou mais horas, fui numa dermato que atrasaca mais de 4 horas porque marcava as consultas de 15 em 15 min, e levava mais de uma hora em cada consulta, quando fui perguntar pra secretária, ela me disse que se quisesse me consultar, teria que esperar. Mas mesmo sendo uma ótima médica, não aguentei e procurei outra, porque como respeito os horários do profissional, espero que ele respeite os meus também.

Bianca disse...

Luciana,
Leio seu blog toda semana há algum tempo, mas é a primeira vez que comento. Adoro tudo que você escreve por me identificar demais com sua maneira discontraída de nos passar "ensinamentos" dermatológicos!
Minha questão é a seguinte: também sou do Rio e há algum tempo não ando muito feliz com minha dermato e gostaria de me consultar com você, já procurei no google não consigo achá-la. Você poderia me enviar os contatos de seu consultório, por favor?
Obrigada.
Grande beijo e parabéns por sua dedicação a sua profissão (nisso também me identifico muito com você!)
Bianca

Fernanda B. disse...

EU ENCONTREI O MÉDICO DOS MEUS SONHOS!
Tenho 24 anos e ha uns 2 meses meu rosto encheu de acne. Fui a um dermatologista que perguntou:
1- se eu estava usando alguma coisa para a acne;
2- se estava tomando algum tipo de medicamento na ocasião e/ ou quando a acne começou;
2.1- eu estava tomando remédio e ele perguntou pq, ha quanto tempo e por quanto mais tomaria. E ainda adorei a sinceridade: eu não entendi pq a sua ginecologista passou um antialérgico para isso que você disse que tem. Mas se ela passou, a gente respeita. Ela deve ter lhe esplicado o porque.
3- como é meu dia-a-dia/ se tomo muito Sol;
4- como estava o ciclo menstrual;
5- hormônios;
6- se houve aumento ou redução de peso recente;
7- qual sabonete eu estava usando;
8- quantas vezes ao dia eu lavo o rosto;
9- se tenho: alergias, hipertensão, diabetes.
10- como estava o funcionamento do intestino;
11- se tive alguma doença de pele e/ou sitêmica recente;
12- se estava tomando anticoncepcional, qual e desde quando;
12.1- eu estava tomando e ele perguntou se aumentou ou diminuiu depois q comecei a tomar.

A-DO-REI pq ele perguntou TUDO e além disso:
1- ATENDEU NO HORÁRIO MARCADO (coisa rara);
2- o consultório era limpo, temperatura agradável, a organizaçõ espacial era boa, não havia a mesa entre nós dois. Ele tinhao pc na bancada e estava numa cadeira giratória e eu sentada ao lado dele.

Eu o procurei porque gostei da postura dele na banca de TCC de uma colega e uma prima que já é cliente dele disse que gosta. Ele foi educado e simpático... não puxou assunto fora do objetivo da consulta e nem ficou de cara fechada. Já voltei lá uma vez e ele tem uma postura que deixa muito a vontade.
Ah! E disse: converse com sua ginecologista sobre isso e veja com ela a possibilidade de você fazer uma ultra para ver como estão seus ovários pq na sua idade não é comum a acne reaparecer tão intensa. Vamos tratar mas vamos procurar saber a causa para combatê-la.

Eu não gosto de ir a médico sem uma referência. Geralmente vou aos que meu pai indicia - ele é médico e sabe quem é bom, ne. Quando eu não pergunto a ele ou não gosto do que ele indicou pergunto a família (primos, tios...).

Karol disse...

1) Prefiro que seja educado, e não esteja mal-humorado. Não precisa ser divertido, só me atender bem.
2)Espero que me examine, se o médico achar que é para ele é necessário um exame completo, que seja. já passei por dermatologistas que mal olham para a cara do paciente, quero que, ´no mínimo, vejam o problema que eu relatei.
3)Bom, se a espera para a consulta for rápida, somente água e café, mas se for para esperar horas, como acontece comigo, pelamordedeus, mantenha comida por perto ou eu desmaio.
4)não
5)não, só se for algo muito sério.
6)Não precisa muito: exames completos, medicação correta, fácil contato, hora marcada, não demore meses para me atender, seja educado...
7)Acho legal.Demostra comprometimento
8)Tanto faz, contanto que eu entenda.
9)Não.
10) Ginecologista mulher. e o resto tanto faz
11)Geralmente por indicação, apesar que nem sempre dá certo. =p
12)Não, nem o celular, estou desesperada tentando contato com minha dermatologista. Fui a consulta no inicio de dezembro, daí ela está de férias, e o consultório fechado, preciso marcar um retorno ou falar com ela para me indicar outro hidratante, protetor solar e labial ( alergia a manteiga de cacau, acho) e não consigo. Estou fazendo natação e o sol está me queimando. Não sei o que fazer, ela é a melhor que já encontrei. ='/
13) não, alem de tudo sou tímida. Mas, não posso comprar um hidratante de 50 ml por mais de 100 R$, sou estudante. Então, vou ter que falar mesmo, melhor do que ficar com a pele ressecada.

Eu odeio quando um médico me deixa esperando como se somente ele tivesse algo de importante para fazer e eu tivesse que esperar, acho uma falta de respeito da Pxxx. Aqui em Maceió a maioria dos médicos é por ordem de chegada, ninguém merece. Já cheguei a ficar mais de 4 h em um consultorio para uma consulta de 10 minutos.
Hoje tenho uma ginecologista que gosto, mas passei por outras 3 que nem me examinaram nem nada. Teve uma que nem olhou para minha cara, só mandou eu fazer um exame e pronto ( detalhe que tive que refazer o exame pois ela não me explicou qual o periodo do ciclo menstrual deveria ser feito). Eu, adolescente, se não fosse curiosa o suficiente não saberia nem como se previne uma DST. Caos total. ´Com certeza, a maioria dos médicos que eu já fui são ruins ( pelo menos para mim).


Eitaaa, queria saber se existe alguma dica para depois da depilação à cera. meu rosto fica cheio de espinhas, odeio. Não sei o que fazer.

Karol disse...

Lu, eu tenho umas manchas brancas nas costas, mas segundo as dermatologistas que passei não é "pano branco". Só que elas dizem que conhecem a doença, mas ainda não conhecem relatos de medicamentos que foram eficazes. Não são pequenas como pano branco, são grandes como sinais e eu tenho desde 13 anos, e agora tenho 20 e elas continuam lá. è horrivel por que morro de vergonha de usar decotes nas costas ou bíquinis.

Eu uso peroxido de benzoila 5% gel creme 30g.
Se você quiser posso mandar uma foto para você. Sei que não gosta de indicar nada pelo blog, mas preciso saber se já apareceu algo parecido no seu consultorio e se o tratamento deu resultado. Sempre uso esse creme nas manchas e nada. Qualquer coisa te passo o contato da minha dermatologista ( quando eu conseguir).
Valeu,Lu.

Priscila D' Von disse...

Olá!

Eu morro de medo de médico. Assim, de verdade mesmo. Tenho 23 anos e nao vou nunca sozinha. Entro em panico...

Acho que é de tanto assistir O médico e o Monstro quando pequena...
Ou aquele outro filme que o médico mata as pacientes pra criar um perfume perfeito...

Eu estou estreiando no meio dos blogs... Se quiser visitar o meu espaco é:

www.cafedvon.com.br

Bjao.
Priscila D' Von

Adri disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adri disse...

1) Prefiro medicos simpaticos, mas nao piadistas
2) Prefiro consultas com tudo mto bem explicado e com anamnese completíssima.
3) Consultório estiloso, com agua, cha, bolachinhas e afins. Alem claro, de muitas revistas...pode ser caras, revista de moda, superinteressante, veja...
4) Nao tenho médico de confianca da família.
5) Infelizmente nao tenho o hábito de pedir segunda opiniao para mim. Embora sempre faca isso com meus animais. (vai entender ehehhe). Mas quando o faco, aviso ambos os médicos.
6) Educado, simpático, com muito conhecimento e milhoes de amostras grátis ehehhe.
7) Adoro quando me telefonam...me sinto super importante.
8) Indiferente, sinceramente.
9) Nunca aconteceu comigo, mas acho q deixo passar a primeira vez. Na segunda, ja aviso.
10) SIm, só vou em ginecologista mulher.
11) Indicacao, sempre.
12) Nao, e acho q nunca vou pedir.
13) Sim.

Anônimo disse...

1) Prefiro um meio termo, um médico muito divertido não me passaria credibilidade e, muito sério, não me deixaria à vontade.

2) Sem dúvida alguma, consultas mais demoradas, a impressão que tenho quando me consulto é que o medico não vê a hora de se “livrar” de mim e atender o próximo paciente, por isso evito o máximo possível me consultar, só vou quando preciso mesmo e, na maioria das vezes, aos de minha confiança.

3) O consultório não faz a menor diferença, basta q seja bem localizado, limpo, tenha água, ar condicionado e que eu espere o mínimo possível para ser atendida.

4) Tenho alguns de confiança. O tempo que os conheço, a atenção dada e a solução dos problemas geraram essa confiança.

5) Depende do problema, posso comentar que pedi a opinião de outro, mas não cito o nome do médico, principalmente se não estiver falando algo agradável.

6) O médico dos meus sonhos seria comprometido com a profissão e com o bem estar do paciente, não se sentiria mais do q ninguém por ser médico, o que eu sinto é que a maioria só sabe tratar de trivialidades, tanto que é muito comum o erro de diagnostico, acho a maioria dos médicos completamente despreparados para o oficio, tanto com relação a saber tratar as pessoas quanto em solucionar os problemas.

7) Não posso dizer pq nunca um médico teve a iniciativa de ligar para mim (nem os de confiança), no máximo, retornaram a ligação.

8) Tanto faz, o que importa é ser compreensível.

9) Depende da intimidade que eu tenho com o medico. Já aconteceu de uma recepcionista dar o meu telefone para um paciente que pediu sem a minha autorização e, mesmo assim, não falei nada para a médica, não quis causar problemas para a recepcionista.

10) Sim, 90% das vezes ia a médica mulher (achava q me sentiria mais a vontade), mas, nos últimos tempos, notei que o medico homem é muito mais atencioso, por isso pretendo ir mais para médicos homem de agora em diante. Kkkk

11) Por indicação, só quando ninguém sabe me indicar um medico que escolho pelo livro do plano de saúde, nesse caso, escolho pela localização do consultório.

12) Só tenho o telefone residencial de um deles, mas nunca liguei para não incomodar, já o celular, tenho de alguns, ligo só em último caso.

13) Sim. Inclusive comecei a gostar da minha dermato pq ela sempre dizia o preço das coisas, dizia oq era caro, oq poderia ser substituído por opções mais econômicas, me dava muitas amostras-grátis, tanto q alguns tratamentos eu fazia só com as amostras q ela me dava, essa iniciativa partiu dela, eu nunca havia pedido para passar produtos baratos ou me dar amostras, ela reclamava qdo os produtos q eu comprava venciam por eu não ter usado, dizia q muita gente queria cuidar da pele e não podia, ela me conhece há uns 8 anos e, desde o início, agia assim, hoje é minha confidente e uma das médicas q mais gosto, vou todos os meses.

Bjãoo!

Kaká

Jéssica Anelita disse...

AIIIIIIII Q TUDO ESSE BLOOOG
Perfeitoooo...posso te encher de perguntas???
uhauhauhahuha
to brincando....
so duas então...
Onde vende aquele protetor do post mais abaixo que é pra pele oleosa...pq eu nunca vi um protetor na minha vida que nao ficasse oleoso...aff...

O q é melhor...limpeza de pele manual ou por sucção...

to te seguindo..se puder responder no meu blog
Brigadaaaaaaaaaaaaa
bjauuummmmm

NENIPACHECO disse...

Meus médicos são exatamente como quero. Amigos, disponiveis, preciso encerrar as consultas(pois ~fico pensando nos q estão esperando)e no qto estou demorando.Tenho inclusive o celular dos meus vários médicos.Acho muito importante saber que se precisar estarão acessíveis.Mas além de tds os atributos necessários ,medico" é amor a primeira vista"vc precisa confiar.

Anna Alice disse...

Medicos devem sim ser atenciosos e educados, trabalho na área da saude e vejo como os pacientes se sentem quando são recebidos com educação e os medicos os ouvem e tentam resolver seus problemas. Por falta de um, tenho 3 medicos de confiança (cardio, dermato e geral), os quais posso contar sempre, nunca dei preferencia se é homem ou mulher. É bom sim, os medicos se preocuparem se já estamos bem, se realizamos os exames que eles pediram. Quanto ao consultorio, deve ser um lugar aconchegante, pois podemos passar horas esperando. O medico dos meus sonhos existe (ainda bem), é geral e atende no PS do hospital onde tenho convenio, sempre sorridente, mesmo de madrugada, rs, muito atencioso,suas consultas demoram o tempo necessario; a confiança que eu tenho nele, veio de observar seu trabalho, a quantidade de pessoas que saem satisfeitas do consultorio e a dedicação que ele à profissão.

fabi disse...

1) Estilo Patch Adams.
2) Consulta demorada. Consultas curtas me fazer sentir numa linha de produção, onde o importante é atender mais, e não atender bem.
3) Consultório estiloso. Apesar de não aumentar a credibilidade do médico, parece que ele o fez para agradar o paciente. :)
4) Não
5) Faço isso com uma doença em especial e sempre conto o que os médicos anteriores falaram.
Mas com outros problemas não costumo pedir uma segunda opinião.
6) Simpático. Médico que não me olha na cara e não sorri não tem muita vez comigo. Já deixei de ir em muitos por causa disso. Vou regularmente ao neurologista e já mudei várias vezes por causa disso. Estes especialistas são os campeões em antipatia! Me perdoem os familiares destes (mas é verdade)!
7) Nunca nenhum médico me ligou.
8) Tanto faz. Mas parece que recita a mão o médico está meio atrasado.
9) Não.
10) Depende. Ginecologista e dermatologista eu só vou em mulher. Em outras especialidades eu não tenho preferência
11) Primeira opção é a indicação, mas se nao tenho nenhuma ou o médico indicado não aceita o meu plano, procuro no site do plano mesmo e procuro escolher por consultórios nas regiões mais nobres da cidade por preconceito, eu sei... mas parece tenho a impressão de que se for em um consultório em um lugar menos desvalorizado, o médico não foi bem sucedido o suficiente para conseguir um consultório melhor. Mas eu sei que não tem nada a a ver...
12) Apenas o celular, que sei que posso ligar 24 horas.
13) Procedimentos sim, mas valores não (confesso que tenho vergonha!).
14) Se tiver algo relevante a dizer que eu não tenha erguntado, fique à Vontade!

Flávia Mello disse...

so pra esclarecer que o Patch Adams não é nem um piadista nem um palhaço... é um médico que prega o Amor como forma de cura, acima de todas as coisas... e o amor não tem como ser ranzinza :)

Flávia disse...

Oi Lu!! bem, lá vai meu mega comentário:
Prefiro médicos divertidos e simpáticos, sem dúvidas. Gosto de ser tratada com carinho e odeio gente muito séria com cara de quem acordou na segunda feira ouvindo o hino nacional. Gosto quando as consultas são longas pois me parece que o médico está realmente preocupadao com vc (ou pelo menos em ouvi-la)e não querendo atender 20 pacientes em duas horas. Adoro um consultório estiloso. Quem nao se sente bem num lugar confortável?? (é a mesma hist'toria de fazer a unha num salão estiloso). E acho que para isso ser completo, álém do conforto/beleza e coisinhas afins, um item essencial é uma secretária simpática, que te atenda bem. faz o consultório ficar ainda mais belo.
posso te dizer que tenho muitos médicos de confiança pois conheço muitos: minha irmã e meu marido são médicos e isso ajuda pra caramba. Mas tirando esse fator, tenho sim dois de confiança mesmo: minha dermato, que é de confiança pois é minha amiga e eu tenho o seu celular. Quando aparece uma pinta em algum lugar, eu ligo chorando para ela e ela sempre me encaixa na agenda louca dela. O outro é um cardiologista dos meus pais, que sempre nos atendeu super bem e está sempre disponível. (Lu, este item eu considero que a palavra DISPOSI"CÃO ajuda muito no item CONFIANÇA). Ligar para o paciente é, na minha opinião, importantíssimo e demonstra interesse do médico na saúde e bem estar da pessoa. isso me deixa super feliz. Isso aconteceu uma única vez comigo e lembro-me que quando desliguei o celular eu pensei: minha médica é o máximo mesmo!!
Geralmente quando preciso de algum médico (raro isso), vou por indicação. Na verdade, meus médicos básicos são minha dermato (que amo de paixão, como vc), e minha gineco (que eu acho um pouco séria demais, mas confio muito nela pela reputação que ela tem, é professora, enfim...gosto dela). No momento estou indo num oftalmo (quero operar e corrigir hieprmetropia), mas nào gamei. Não escolho por sexo isso.
A receita pode ser de qualquer jeito, contanto que eu entenda a letra.
E, se por acaso eu for mal atendida por alguém da recepção, claro que vou falar para o médico. Não como se eu estivesse reclamando, mas como se eu tivesse dando um toque. odeio me sentir "a paciente chata que reclama".
Lu, uma coisa que me incomoda muito são so atrasos das consultas. isso aqui em floripa é muito comum e eu acho meio que um desrespeito com o paciente. Claro, se o médico está numa cirurgia ou procedimento, coisas assim, dá para entender pois as vezes acontece uma emergência e tal. mas a secretária pode dar um toque para vc na sala de espera assim: "O dr. FUlano está um pouco atrasado, mas ele vai atender vc, não se preocupe. vc gostaria de remarcar a sua consulta?"E, é claro que o item CONFORTO DO CONSULTÖRIO ajuda muito em vc ficar ali sem achar ruim. Mas aqui, esse mega atraso virou rotina e vc tem que tirar a manhã ou a tarde para ir ao médico, pois se vc está agendada para as 14 horas, será normal vc ser atendida as 16. Acho isso muito desagradável, mesmo!!
Médico dos sonhos? Acho que uma luciana leal com todas as especialidades, com todo seu carisma e conhecimento não seria nada mal, não é?
Aliás, sou super a favor de vc abrir uma franquia do seu consultório em várias cidades do Brasil para atender suas seguidoras (minhapelezetes).Pronto, falei!
heheheheheh.
me divirto muito com seu blog, j'a falei isso muitas vezes aqui. pena que vc n~ao consegue responder minhas d'uvidas, pois mesmo eu tendo uma dermato que eu amo, gostaria de saber sua opini~ao. (ops, apareceu eu falando que quero uma segunda opiniao medica, viu?? mas isso 'e somente com vc).
um beijao (nao sei o que aconteceu com o meu acento, nao ta mais funcioando)
Fl'avia/SC

Andréia disse...

1- Prefio um estilo mais sério, mas não sem emoção.
2- Prefiro consultas demoradas, mas objetivas. O todo deve ser considerado sempre.
3- consultório estiloso é mais agradável, mas não uma obrigatoriedade... o importante é acolher.
4- Meu médico de confiança é meu tio. E uma outra ginecologista, que me acolheu de um modo muito doce, em um momento muito díficil.
5- Se for algo muito sério, procuro sim outras opiniões.
6- Um médico ideal é aquele que se ocupa de mim, naquele momento. Não procuro médicos por hobby. Só por necessidade. Então, mereço ser ouvida, ter um diagnóstico preciso, e clareza sobre meu tratamento.
7- São importantes.
8- escrita à mão.
9- em geral não falo com o médico.
10- ginecologista sim.
11- indicação
12- não... em geral, eles não dão.
13- não

Beijos Lú!

Luciana Leal disse...

O Patch Adams é um médico mesmo! Tive o prazer em conhece-lo quando estudei imunologia em Washington, durante meu último ano na faculdade. Quando ele dá uma palestra, dá o celular dele para todo mundo ligar, se tiver vontade.
O fato de ele se comportar com humor (ou seja, como um palhaço), na minha opinião, só acrescenta. Pessoalmente, eu prefiro um médico como ele, mas nem todos pensam assim...

SaraH disse...

Olá, Lú...

Vamos lá!

1) Um misto dos dois seria o ideal.Médicos sérios, parecem um tanto "desinteressados" com seu problema, mesmo que não o seja, eu sinto isso( minha opnião). Divertido demais parece não ser bom profissional(mais uma vez, uma impressão minha);

2)Nunca gostei de consultas vapt-vupt's, acabamos esquecendo dúvidas importantes e parece que o Drº quer se livrar de você.
(É o que parece);


3)Consultório estiloso é sempre mais aconchegante, como vou passar um bom tempo lá, então que seja acolhedor..rs!
Sendo clean demais, passa uma aparência de "limpinho", mas parece que não ADORA de verdade a profissão.

4)Tenho um médico para cada especialidade, as mais comuns que eu vou. Eles são "super" de confiança pois tive ótimas referências de parentes e amigos que foram
atendidos antes de mim.Me consulto há anos com os mesmos e além disso são atenciosos, pacientes e AMAM responder minhas dúvidas (são muitas), gosto de checar tudo que acontece comigo!

5)Quando é algum médico de especialidade que não custumo ir, procuro uma segunda opnião, mas não com os meus queridos médicos já conhecidos;

6)Graças à Deus, tenho UMA médica que é quase perfeita.
A única coisa que precisa melhorar é a demora no atendimento,fico algumas horas na sala de espera, mas vale muito à pena;

7)Infelizmente, nunca recebi ligação do médico, só do meu dentista, porque haviamos combinado que ele ligaria... Uó.Rs!
Acho legal, mas o interesse maior é sempre do paciente, não deixa de ser uma atitude muito gentil da parte do tão atarefado médico;

8)Letra linda não combina com médicos vai Lú, mas se tivesse valeria uma receitinha cult;

9)Não contaria porque acho muito pouco pra talvez prejudicar o emprego dessa pessoa. É terrível, ficamos insatisfeitos, constrangidos, mas pode ser que esteja num dia ruim. Pelo menos prefiro pensar assim, já que não é sempre que estou no consultório.

10)Não deixaria de ir em médico homem se fosse preciso, mas devo confessar que tenho preferência em ser atendida por mulher, acho que entendem melhor coisas que só nós mesmas entendemos e não custa nada, fugir do risco de ser assediada....(já passei por isso e foi muito desagradável);

11)Livro do convênio, na necessidade, não tenho tempo de
"pesquisar" uma indicação nessas horas;

12)Não, só do Pediatra da minha filhota...Numa emergência o celular me basta!

13)Tenho, sempre pergunto se eles sabem o preço, se tem um genérico tão bom quanto...e tudo o mais.

OBS: Adoraria ser sua paciente, tenho certeza que é excelente profissional...

Obrigada por fazer um atendimento maravilhoso, mesmo aqui:
Pelo BLOG!


Beijos,

SaraH

Simone disse...

1) Não tanto Patch Adams, mas prefiro os mais descontraidos que me deixam mais a vontade.
2)Prefiro medicos detalhistas. Consultas vapt-vupt, me dão a impressão que estao com pressa ou com sala de espera cheia.
3) Consultorios com um 'Q' a mais acho o maximo. Secretária educada, sala de espera bonitinha... Acho que a primeira impressão é ali.
4) Não tenho medico de confiança. Mas quando gosto do atendimento, continuo procurando sempre que possivel.
5) Segunda opniao acho valido quando o caso é mais grave ou o medico nao passou a segurança que agente esperava.
6) Médico dos seus sonhos... Atencioso, detalhista e que passe segurança e credibilidade na consulta. aaaa e q nao atrase muito nas consultas. Fico impaciente em esperar mais de 15 min para ser atendinda. Sala de espera é um saco.
7) Quando o caso precisa de um certo acompanhamento acho necessario, fora isso, acho um saco.
8) A receita é indiferente. 9) Ja comentei, mas ele nao levou muito em consideração. Voltei para mostrar o reultado dos exames e depois procurei outro. Infelismente a secretária faz parte do pacote do medico. 10) Algumas especialidades como ginecologia e dermatologia, acho que mulher irá me entender melhor. O resto e irrelevante o sexo do medico.
11) Varia... Mas ja fui por indicação e tb nos catalogos do plano. 12) Não tenho o telefone residencial. 13) Se eeu achar necessario sim... Afinal, ele e a pessoa mais indicada para me dar uma segunda alternativa.

Parabens pelo Blog. :)

Horizonte disse...

Oi Lu: Muito legal vc perguntar isso. O médico, como todo profissional liberal, dificilmente tem feedback do seu trabalho e da forma como trabalha. Vamos lá: No meu caso:
1- Gosto de médico sério.
2- Não digo vapt-vupt beirando a negligência, mas prefiro que vá direto ao ponto.
3- Gosto de ambientes bonitos e confortáveis. Não precisa me bajular, mas quero me sentir bem.
4- Tenho médico de confiança. Ele o é justamente por ser sério, sempre me dizer a verdade e nunca me julgar.
5- Só se o caso for mais sério. Que envolva cirurgia, por exemplo. Sempre conto aos médicos em questão.
6- Idem 4.
7- Depende do problema de saúde. Se requer mais cuidados. Acho importante.
8- Indiferente.
9- Reclamo na hora com o próprio funcionário. Não me lamento pra ninguém.
10- Não.
11- Indicação.
12- Residencial e celular. E nunca liguei.
13- Sim.


bjn...

Zica disse...

Dra. amei!!! Estou impressionada, aliás. Acho que este post que você deve ser uma excelente médica, além de excelente pessoa!!! queria que atendesse em BH... Parabéns pela coragem, pelo blog, por tudo!
Vamos lá:
1) No início acho que prefiro uma pessoa mais séria, mas simpatica e tranquila e que me deixe à vontade. Depois pode descontrair.
2) Adoro explicação e prefiro que seja detalhista, não importo se demorar. Eu gosto de saber tudo. Se não souber diga "não sei". Eu faço 1001 perguntas, as vezes levo um papel com uma lista de perguntas para minha dermato :)
3) O consultório precisa ser limpo e agradável e a funcionária gentil.
Acolhedor seria a palavra.
4) tenho só meu ginecologista, que é meu primo. Estranho, ne... no início tive vergonha e passei por duas médicas terríveis. Ai me rendi a ele e não me arrependi. Vou a outros especialistas depois de consultá-lo.
5) Nunca tive que pedir uma segunda ou terceira opinião? Mas num caso grave eu pediria sim. Acho que não contaria porque o médico poderia ficar na defensiva e atrapalhar a opinião...
6) O médico dos meus sonhos seria atencioso, paciente, educado, gentil, explicativo, sem pressa, tipo o meu ginecologista.
7) Se um dia um médico me ligar que não for meu primo vou pensar que ele está preocupado ou querendo garantir o sucesso de um tratamento. Não consideraria irritante, não me incomodaria.
8) A receita tanto faz.
9) Nunca reclamei, mas acho que devia.
10) No início escolhi uma ginecologista mulher porque achei que seria melhor e quebrei a cara. Escolho por indicação e empatia.
11) Por indicação.
12) Só do ginecologista.
13) Sim, aliás principalmente com a minha dermatologista, pois muitos tratamento tem preço elevado, ne. Acho importante esta liberdade.
Espero ter ajudado.
Sucesso para você!!!
beijos!

Letícia disse...

1. Gosto de um médico divertido, mas que me inspire confiança. Divertido para que eu nao fique mais tensa ainda e sério para que eu fique mais tranquila.
2. De verdade? Gosto quando o médico dá atençao para mim. Quando ele nao fica preso aos sintomas. Acho super importante que ele veja a saude como um todo, e nao só trate sintomas.
3. Tanto faz se o médico for bom e não tiver que esperar muito tempo na sala de espera. Se for um médico que sempre se atrasa, óbvio que conforto faz diferença. É o mínimo que ele pode fazer, aliás, para compensar um grande tempo perdido. (Já fiquei 2h30 esperando por uma dermatologista)
4. Na verdade, não.
5. Nao tenho o habito. Faço quando é algo realmente sério. Não contaria que já pedi outra opinião.
6. Ele saberia da minha vida. De tudo o que eu passei, de todos os meus problemas. Ele procuraria tratamentos eficazes por preços justos, e nao indicaria remedios só por ser patrocinado por algum laboratório. Ele trataria a saude como um todo, pesquisaria cada sintoma, e nao só daria um antibiótico por qualquer coisa. Me identifico muito com a medicina homeopática, mas sinto falta da conciliaçao entre as 2 medicinas. E nao acho que seja impossivel, é só uma questao de equilibrio.
7. É importante quando o paciente passou por um tratamento mais sério, para saber se ele está bem, como está reagindo, para dar alguma recomendação. É irritante se é por algo menos sério. Tipo, se estou passando protetor, ou se eu vou fazer mais uma consulta, ou coisa do tipo. Às vezes, o paciente simplesmente nao quer continuar, e o médico insistindo fica embaraçoso.
8. Mesmo ele tendo uma letra horrível, prefiro que seja a mão. É mais pessoal. Impresso dá a impressão de que o médico dá a mesma receita pra todo mundo.
9. Normalmente não. A nao ser que tenha já uma intimidade maior c o médico ou quando o atendimento é realmente desrespeitoso.
10. Sim. Prefiro ginecologista mulher. De resto nao tenho muita preferencia.
11. Vou por indicação.
12. Não.
13. Acho fundamental. Ninguém deveria pagar a mais só por falta de informaçao. Mas a maioria dos médicos fica meio indignado, não estão muito acostumados a cliente ponderando.

Anônimo disse...

Olá Dra Princesa!

1) prefiro um médico mais sério que me deixe à vontade e seja educado, mas não bravo
2) prefiro uma consulta demorada, que investigue tudo
3) o estilo do consultório pra mim não é tão importante... mas ele deve ser bem limpo
4) tenho sim, meu oftalmologista que me acompanha há séculos. Ele me passa mta segurança.
5) se for algo grave procuro uma outra opinião sim, mas não conto pro outro médico
6) seria um médico sincero, sério, educado
7) nenhum médico me ligou até hoje, então não sei ao certo como reagiria, mas acho que acharia bom
8) prefiro receita escrita à mão, me parece mais individualizado
9) não
10) às vezes
11) indicação de amigos ou familiares
12) não
13) sim
14) acredito que os médicos precisam ter uma certa sensibilidade para adaptarem certos tratamentos ao bolso de cada paciente

Daniela disse...

1) Prefiro um meio-termo. Nem engraçadinho d+, nem estilo vc pergunta e eu respondo.
2) Prefiro consultas demoradas. Prefiro que me vire pelo avesso. (quase nenhum faz isso)
3) Prefiro um estiloso, mas isso não faria diferença dependendo do profissional
4) Não
5) Só qdo não fico satisfeita. As vezes conto, as vezes não. Depende do caso. (como no caso da minha filha c/ dermatite atópica, que passou por gastro, dermato, e 2 alergistas).
6) Seria assim: alegre, educadíssimo, me reviraria do avesso p/ consultar, conversaria comigo a respeito do problema, me daria opções de produtos e discutiríamos qual seria o melhor p/ mim. E ainda me daria amostra grátis! huahuah
7) Nenhum nunca me ligou. Mas se ligasse perguntando do tratamento, eu ficaria feliz sim. Acho importante, pq se não estiver surtindo efeito, o médico poderia fazer outra avaliação.
8) Tanto faz, desde que fosse legível.
9) Não. Pq qdo fui fazer isso, o médico me ignorou.
10) Não, não tenho esse preconceito. O que importa p/ mim é se o profissional é bom.
11) 1° tem que estar no convÊnio, claro. Não daria conta de pagar 200,00 numa consulta e ainda ter que comprar os medicamentos. Mas claro que dentro dessa lista, eu iria naquele que me foi indicado por alguma colega.
12) Não.
13) Não, nenhum numa me abriu essa possibilidade. No máximo um genérico (qdo é medicamento de uso oral...)

Já fui em mais de 20 dermatologistas em minha vida, e apenas 1 foi legal comigo: simpática, alegre, mas infelizmente ia direto no foco do problema que eu relatava. Nunca fui virada do avesso e nem tive abertura p/ discutir preço do tratamento. Aliás, NENHUM desses dermatologistas NUNCA me indicaram o uso de hidratante facial, pq minha pele é oleosa (dizem já ser hidratada de natureza). TODOS disseram a mesma coisa a esse respeito. Inclusive essa que gostei, que minha especialização na bélgica e tudo mais.
Acho que não dou sorte c/ dermatologistas, infelizmente.

Rô disse...

Será q vc poderia me indicar um produto bom para as rugas ao redor dos olhos?? Começaram a surgir agora, antes eram apenas rugas de expressão, mas já estou com 41 anos e os efeitos da idade estão chegando pra valer... =/

Anônimo disse...

Caramba, eu detesto consultas demoradas, ainda mais quando tem gente aguardando ao lado de fora. Tem gente que conta a vida tooooda, bate papo, acho falta de respeito com os outros pacientes. Acho que tem que ser na medida (já desisti de um dermatologista por isso, fui duas vezes, mofei lá e foi um abraço!)
Que marque de 1:30h a 1:30h então pra não ter problema!

Depois vou responder as outras questões ahahahah
Beijos

Myla

Myla disse...

1) Gosto de médico que seja bem humorado, simpático, educado, respeitoso, não mto sério :) (é, prefiro divertido, mas sem exageros, que tenha humor, em vez daquela cara fechadona).
2) As consultas tem que ser na medida, sem demorar demais pois acabam atrasando os outros pacientes e eu tenho paciência menos zero! (já desisti de médicos que demoram!)
3)Gosto de consultórios estilosinhos
4) tenho um homeopata, que trata da família toda, sempre que tem alguma coisa prefiro ir nele, sempre acerta, atencioso, sério, educado, divertido, apesar do consultório não ter nada de estilo. Mas passa seriedade e conhecimento, e resolve sempre nossos problemas.
5)Não tenho o hábito, mas já fui à vários médicos para saber sobre um problema de pele que tive que ninguém resolvia.
6) Atencioso, educado, simpático e que fosse bom em diagnósticos certeiros, e se fosse dermato, deixasse minha pele um brinco pra sempre hahahaa e desse muitas amostrinhas!!
7) São atenciosos e preocupados, apesar de nunca ter acontecido comigo!! mas gosto dos que nos atendem numa boa também!
8) Tanto faz
9) Nunca aconteceu comigo.
10) Não
11) Indicação e também por ver no livro do convênio.
12) Não sei ahahahah
13) Nunca perguntei, mas tive vontade, principalmente com produtos dermatológicos

8)

Vanessa disse...

Esse post fez eu ter certeza q. vc é uma ótima médica, pois se preocupa com seus pacientes e tbém decisivo para eu marcar uma consulta com vc ainda este ano.

Bjs

Vanessa

Anônimo disse...

Luciana,
Amei seu post, pq tbm sou medica e sempre passo por aqui. Tenho as mesmas dúvidas que vc. Basicamente como devo me comportar para ser melhor vista. Eu sei que sou boa médica mas será que eh essa a imagem que passo? Pq na verdade a gente tem que vender o nosso produto ( que na medicina eh o proprio medico! ). Morro de invejinha ( da branca) do seu blog pq sempre quis ter um mas sou cirurgiã vascular e sei lá, acho que não cabe. Que sabe um dia não nasce : Minhas pernas são melhores que as suas ...
Um bj enorme Flávia

Andréia disse...

Eu gosto daquele médico bem simpático que pergunta que se interessa, ontem mesmo fui a um que eu nunca tinha ido ele conversou tanto comigo que eu descobri que já estudei com a filha dele, que examina tudo, e o mais importante que me explique o que tá examinado e porque, gosto realmente de ter uma aula de anatomia no consultório, minha ginecologista por exemplo me dá uma aula toda vez que vou lá, até já liguei pra tirar duvida de colegio. Gosto do consultorio mais arrumadinho, noto até os uniformes dos funcionários, os da minha ginec. são lindos com detalhes em oncinha. Médico que lembra seu nome se te encontra na rua é o céu, até se você foi poucas vezes. Telefone residencial?! tenho só da ginecologista. Médico de família? até que tem, mas num vou nele não porque é em outra cidade, mas tem um médico que eu super confio que é um infectologista, ano passado eu tive uma hepatite e foi ele que fez meu tratamento, agora é assim, tá doente? liga pra DR Mauricio ele vai saber o que fazer. É isso espero ter ajudado!!

Sabrina Mix disse...

Oi, Lu!

Que legal que você se preocupa com o bom atendimento a seus pacientes. Vamos então às respostas do questionário.

1) Prefiro um médico sério, mas Cid Moreira já é demais! hehehe...
2) Prefiro uma consulta demorada. Já estive em médicos que sequer olharam na minha cara e já ficavam esperando os pacientes entrarem com o bloquinho de receitas na mão.
3) Não me importo com o conforto extra do consultório. Tendo banheiro, cadeiras confortáveis, água gelada e uma TV (ligada no Multishow), tá beleza.
4) Da família eu não tenho, mas não troco meu ginecologista e meu ortodontista por nada neste mundo. Os dois são muito humanos e competentes.
5) Não é hábito, mas eu costumo comentar com o médico seguinte sobre a opinião do(s) anterior(es).
6) Primeiramente, seria educado. Outras coisas que contam muito para mim são a paciência (médico tem que ouvir e prestar atenção no que você quer) e a boa apresentação (médico com cara de carniceiro não rola!).
7) Nunca tive médicos que me ligaram. Mas acho mais importante do que ligar, atender as ligações. Já tive médico que deu o telefone e nas vezes que liguei, só caixa de mensagem.
8) Tanto faz.
9) Nunca aconteceu comigo, mas acho que contaria.
10) Não, mas já percebi que as dermatologistas são muito mais atenciosas que os seus colegas do sexo masculino.
11) O convênio conta mais, mas geralmente vou por indicação de pessoas que têm o mesmo convênio que eu.
12) Não. De nenhum.
13) Nunca conversei a respeito disso, mas acho que não seria problema.
14) Queria uma indicação de algum dermatologista em Brasília. Aqui está uma negação, sinceramente.

Flávia Santos disse...

1-Depende, existem certas especialidades que precisam que o profissional seja um pouco mais sério (Ex: clínico geral) outras vezes acho que o médico não precisa ser um palhaço, apenas simpático, educado e atencioso, acho essas características importantes em dermatologistas, dentistas, ginecologistas, nutricionistas, psicólogos, etc. Estes tipos de profissionais geralmente precisam conquistar o paciente.
2-Acho que depende do problema que o paciente tem, com a minha dermatogista gosto que as consultas sejam tranquilas porque sempre existem informações interessantes pra se saber.
3-Gosto de consultórios com um ambiente limpo e agradável e que tenham pelo menos água e alguma balinha, rsrs.
4-Tenho alguns: dermatogista, dentista, ortopedista. Eles parecem ser bons profissionais, são atenciosos, educados e me deixam a vontade.
5-Não costumo pedir uma segunda opnião, mas já fiz isso uma vez ou outra em que o diagnóstico me assustou um pouco. Não conto que já pedi opnião a outro.
6-Bom, como já disse anteriormente, ele deve ser um bom profissional, ser simpático, atencioso, educado e fazer com que me sinta a vontade.
7-Não sei responder essa pergunta, nunca nenhum médico me ligou, mas, dependendo do caso, pode ser interessante.
8-Se o médico tem uma boa letra, não me importa a forma como ele faz a receita. O problema é quando a letra é ininteligível (rs).
9-Não sei. Nunca fui mal tratada nos lugares que fui.
10-Prefiro ginecologista e dermatologista que sejam mulheres.
11-Se tiver que escolher, prefiro um médico indicado por alguém.
12-Tenho o número do celular de alguns. Residencial não.
13-Depende do meu conhecimento sobre o procedimento ou sobre o valor.

Colorblock disse...

1) Prefiro um médico normal e atencioso, nao extremamente frio e sério como se nao quisesse nem estar ali no momento.
2) Fui em vários médicos, mas o meu favorito foi que demonstrou que tiraria todas minhas duvidas, ficaria ali comigo o tempo que fosse necessário.
3) Quem nega chocolate?
4) Meu médico de confiança é o que é atencioso, me explica bem tudo que esta acontecendo, nao se preocupa com o tempo e ainda tira minhas dúvidas de futura médica.
5) Se meu médico é de confiança, nao preciso perguntar para mais ninguém
6) Seria o House! hahaha inteligentíssimo e com um humor tao negro quanto o meu, nem ligaria se ele me destratasse.
7)Só em casos de ligaçoes importantes.
8) Nao me importaria com isso. Seria otimo para quebrar esse esteriotipo de que letra de médico TEM que ser ilegivel.
9)Se o médico for de confiança e eu sentir que isso pode atrapalhar ele e a outros clientes, sim!
10) Nao, escolho pela qualidade do serviço que ele presta.
11)Indicaçao ou convenio.
12) Nao.
13) Sim.
14) Achei muito legal o seu interesse em saber o que seus leitores pensam sobre essa assunto. Demonstra que voce, que mesmo formada e também (provavelmente) com uma bela clientela, ainda se importa com o que faz e em agradar seus pacientes. Quero ser uma médica igual voce.

Fabíola disse...

o meu sera curtinho.
tenho familiares e amigos medicos, entao pego indicacoes com eles. otorrino (3) e dermato sao familia. gineco, uro e ortopedista sao amigos. cardio e indicado.
restou o gastro, que pegamos no livro do convenio conforme o endereco. vou contar. o consultorio era o OOOOOOOO. pintado do caho ao teto deuma cor pessego salmao rose nude. um horror! a secretaria era meio baguncada. tememos pelo medico. e qual nao foi a surpresa ao ver a atencao dele!!!! impressionante. levamos exame anterior e ele viungastrite bacteriana, que nao foi tratada!!! refizemos o exame (meu marido), confirmou o resultado, tratou e pronto! perfeito. solicito, atencioso, respondeu toooooooodas as minhas perguntas e ainda perguntou se nao tinha mais perguntas!!!!!

ou seja, beleza nao e sinonimo de competencia.....

bjs

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???