segunda-feira, 18 de maio de 2009

Voltei, pessoal!!!


Ah, que viagem maravilhosa! E pensar que no início eu não estava muito empolgada para ir... Achei que seriam muitas viagens com um intervalo de tempo curtinho entre uma e outra, e que isso iria me estressar um pouco. Doce ilusão, a viagem a Campos de Jordão me deu uma relaxada como nunca sonhei ser possível.
Eu conto o porquê...
A verdade, amigos e amigas, é que acertei em cheio na escolha da Pousada Ponto de Equilíbrio. Aliás, quem encontrou a pousada foi o meu digníssimo marido.
Quando eu contei da pousada aqui, lembram que eu falei sobre qual era a proposta da pousada?
Pois então: a proposta é essa mesma, até o último fio de cabelo do cliente.
A começar, que você não se sente numa pousada, e sim na casa de um amigo querido. Tanto a Márcia (dona do lugar), quanto a Fran (que trabalha lá recepcionando, arrumando os quartos e fazendo bolos incríveis) te tratam como um velho conhecido desde a hora em que você pisa lá pela primeira vez.
Os quartos: não possuem a ostentação de alguns hotéis em Campos de Jordão, mas são extremamente agradáveis e confortáveis. E lá tem uma paz difícil de ser explicada aqui no blog. Você sente uma vontade de não sair mais de lá... Se estiver procurando um lugar para relaxar e se reenergizar, já encontrou...
A cama é macia, os lençóis são uma delícia...e o que mais gostamos foi do tal do lençol elétrico! Você deixa o trem ligado e vai tomar banho, digamos assim. Quando acaba o banho e se enfia debaixo das cobertas, você encontra um ninho quentinho esperando por você.
No quarto tinha lareira também, mas o lençol elétrico é muito melhor. Lareira pode ser romântica, mas dá trabalho, faz fumaça, suja tudo, apaga no meio da noite e você acorda morrendo de frio...
Sugestões para o quarto: senti falta de um frigobar (eu gosto de beber água gelada, mesmo no invernão) e de um espelho de corpo inteiro (só tem o espelho do banheiro). Tirando esses dois ítens, tudo no quarto estava perfeito. E o mais lindo de tudo: um monte (tipo uns 30) de papagaios voando soltos nas árvores do lado de fora (meu marido chamava os bichos de maritacas...maritaca é a mesma coisa que papagaio? Não entendo muito de aves).
As terapias: gente, eu não sabia do quanto estava precisando daquilo! Juro, a pessoa acha que pode só trabalhar sem se equilibrar física, energética e espiritualmente, mas isso é um erro dos grandes.
Comecei com a massagem ayurvédica. Você passa por uma anamnese para descobrir qual era o meu dosha: se era vata, pitta ou kapha. Boiou nessa frase? Então aprenda:
"O ayurveda promove a saúde em seu sentido mais completo por meio do retorno à unidade como a Natureza. O termo significa duas palavras sânscritas (Ayur = vida; e Veda = conhecimento). O ayurveda, ou medicina védica, integra os Vedas — a doutrina sagrada da Índia antiga, o mais antigo registro conhecido da experiência humana. Para compreender essa abordagem da medicina, é necessário antes conhecer o sistema ayurvédico, que inclui aspectos físicos, psicológicos e espirituais da vida.
Também de origem sânscrita, a palavra dosha pode ser traduzida de modo aproximado como "marca", "tipo". Considera-se que, no âmago do ayurveda, está o conceito dos três doshas — Vata, Pitta e Kapha — os três princípios básicos metabólicos que ligam a mente e o corpo. Eles têm origem na diferente mistura de pares dos cinco elementos: do éter e do elemento ar surge Vata; do fogo e de um pouco de água vem Pitta; e da água e da terra surge Kapha.
Através dos elementos e dos doshas, o Ayurveda determina a natureza básica do indivíduo e estabelece uma linha de tratamento adequada e suas necessidades reais.
Em seu estado natural, ou seja, em equilíbrio, Vata mantém a energia da vontade, governa a inspiração do ar atmosférico, a exalação, o movimento, as descargas dos impulsos, o equilíbrio dos tecidos e a acuidade dos sentidos.
Quando exacerbado, Vata causa secura, desidratação, escurecimento, descoloração, tremores, distensão abdominal, prisão de ventre, enfraquecimento, insônia, redução da acuidade sensorial (visão, audição, tato, paladar e olfato), incoerência ao se expressar e fadiga. Vata localiza-se no cólon (que é a sua sede) e onde ele tende a se acumular quando em desequilíbrio, nos quadris, coxas, ouvidos, ossos e no sentido tato.
Pitta, em condições normais, é responsável pela digestão, pelo calor, pela percepção visual, pela fome, sede, pelas condições da pele, pela suavidade externa do corpo, pela inteligência, determinação e coragem.
Quando exacerbado, causa coloração amarelada da urina, das fezes, dos olhos e da pele; pode também provocar fome e sede excessivas, sensação de queimação em qualquer parte do corpo e dificuldade para dormir. Pitta situa-se no intestino delgado (sua sede), no estômago, no suor, no tecido gorduroso, sangue, plasma, linfa e no sentido da visão.
Kapha, por sua vez, é responsável pela firmeza e pela estabilidade, pela manutenção dos fluídos corporais, pela lubrificação das articulações em geral, pelas emoções positivas como paz, amor e compaixão.
Quando exacerbado, reduz a capacidade digestiva e provoca a acumulação do muco, sensação de cansaço, de frio, de peso, palidez, dificuldade de respirar, tosse e um desejo excessivo de dormir. Kapha localiza-se no peito (sua sede), na garganta, cabeça, pâncreas, costelas, estômago, nariz e língua."
Continuando: Após a anamnese, deu-se o início da massagem a quatro mãos, que levou duas horas e custou R$90,00. Este foi o investimento mais inteligente que já fiz na vida. Durante a massagem, ela passa um pêndulo sobre nossos chakras (que se pronunciam "Tchakra" e não "Xákra") e de acordo com o que o pêndulo mostra, ela sabe onde deve melhorar a sua energia. O ideal é o pêndulo girar no sentido horário. Se girar no anti-horário, a coisa não está legal, e se ficar no vai-e-vem, meu amigo, sua energia está completamente bloqueada.
O pêndulo em mim só deu sinais de alerta no chakra da matéria (= preocupação com dinheiro), mas graças a deus, ao fim da massagem ele estava novinho em folha.
No dia seguinte eu fiz a pinda-sweda, uma massagem que usa umas trouchinhas de arroz cozido, embebido em leite e ervas aromáticas, que são escolhidas de acordo com o seu dosha. Essa massagem levou -pasmem!!!- três horas, e me custou R$70,00. No final, eu estava tão leve, que quase subi para o quarto levitando.
Poderia ter sido feita a quatro mãos também, mas a Vânia, dona das outras duas mãos, estava com dor-de-cabeça e teve que repousar um pouco nesse dia.
Nesse dia, eu fiz alguns relaxamentos junto com a massagem, chorei que me acabei (esse negócio de desbloquear chakras deixam a gente muito sensível) e fiquei até meio grogue no final de tudo isso. A pessoa só percebe o quanto precisa disso depois de começar a fazer as terapias.
Enfim, eu super recomendo a Pousada Ponto de Equilibrio!!!
Durante essa semana, vou liberar outros Fatos & Fotos sobre Campos de Jordão.
obs...ESQUECI de falar sobre o café da manhã....tudo feito "em casa" pelas mãos habilidosas da Fran...Uma delícia!!!

14 comentários:

Gisa Dias* disse...

Que legal q sua viagem foi boa!
Eu tbm estou precisando dar uma relaxa, em outubro vou para uma cidade no interior do sul que tem aguas termais!
Espero que seja bom tbm!

bjokas*

disse...

oi dra.
gostaria q falasse sobre o tri-luma, a dermato me passou pq tenho umas manchinhas marrons na região do pé de galinha (rs).

Ah, legal a indicação da viagem!!

bjinho

Blog da Fran disse...

aiiiiiii q inveja boa ...
queria muitoooo! Ando tão nervosa, lú...
beijo

Ana Carla disse...

Oi Lu
Fico feliz por vc, sabia que ia gostar desse tipo de massagem é maravilhoso mesmo, ja to animada em ir para o frio de lá, depois dessa jornada tão boa que vcs passaram!
Quem não precisa dessa paz?!
Bjo
Boa Semana
Estavamos com saudades!

Daniella disse...

Oi Luciana! Tudo bem com vc?
Achei o máximo as dicas que deu sobre a viagem pra Campos de Jordão!!!
Meu esposo quer ir pra Monte Verde, vc já fou pra lá? Se foi, vc gostou mais de Campos ou de Monte Verde? E pode me dar umas dicas de passeio por lá?

Beijocas e ótima semana pra vc!

Fátima disse...

Ah meu Deus, como estou precisando de ir numa pousada dessa!!!!

Vanessa disse...

Luciana, que bom q vc aproveitou bastante !!!! Viajar sempre reenergiza a gente, num lugar como esse então !!

peledepessego disse...

Estou precisando urgeeente de uma pousada dessa!!
Deixa mais dicas e fale mais da sua experiencia la!
Vou ver se ainda tem espacinho pro feriado de junho.
Beijos

Mara Carolyne disse...

arrazou na viajem hein!!! so d ler eu ja relaxei... =]
bjus

Luciana Leal disse...

Podem ir tranquilas porque não irão se arrepender!!!

Luciana Leal disse...

Ca, o tri-luma é poderoso!!Mas pra tratar manchas é preciso ter duas coisas:
1) Paciencia, porque demora...
2) Dinheiro, porque os cremes são caaaaaros....

disse...

brigadinha Lú!

Vivian disse...

Eu já estive na Pousada Ponto de Equilíbrio, que é tudo isso mesmo que vc. falou. Márcia é um presente que ganhei dos deuses, uma amiga que não tem preço!
Todos devem ser merecedores desta dádiva que está super à mão.
Marque a sua estada, dando a oportunidade para conhecer este local maravilhoso com pessoas especialíssimas.
Bjs, Vivian Fleury.

Fernanda disse...

Primeira vz que passei no seu site, adorei.... e me fez recordar exatamente os momentos que vivi em uma pousada em Gonçalves Sul de Minas, refugio Energia Pura www.refugioenergiapura.com.br, onde duas irmãs fazem as terapias em um lugar maravilhoso, obrigada pela dica e se um dia tiver oportunidade visite essa pousada vc contando parecia eu contando de lá....um abraço

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???