quinta-feira, 7 de maio de 2009

Aula de Jóias: ouro!!!!


Desmistificando a cor:
É muito comum ouvir expressões de que tal jóia é desta ou daquela procedência ou região em razão da sua cor.
Outros chegam ao absurdo de dizer que por ter tal cor não é ouro 18 K ou que o ouro de tal lugar é melhor.Tais comentários não passam de puro desconhecimento sobre o assunto, até porque, o ouro puro é um metal, igual em qualquer lugar do mundo.

O ouro puro tem 24 k, e 75% de 24 é igual a 18. Assim, uma jóia que possui 75% de ouro puro é uma jóia de 18 K (750/1000). Os outros 25 % da jóia corresponde ao metal ou metais que farão parte da liga. E a cor da jóia é definida pela seleção da composição destes 25% .

Cores do Ouro:
Mantém-se sempre puro, mesmo quando ligado a outros metais. Para que possa ser transformado em jóia, por ser mole, o ouro necessita da adição de outros metais. Essa união com outros metais é denominada liga, que também é responsável pela coloração do ouro.
Dependendo da porcentagem de cada um dos metais que compõem a liga, a cor do ouro pode variar entre o amarelo, verde, vermelho e branco.
ouro puro + prata e cobre = ouro amarelo
ouro puro + níquel ou prata e paládio = ouro branco
ouro puro + cobre, prata e zinco = ouro vermelho

Fonte: Olivier Jóias

Para se obter ouro branco:
Acrescenta-se ao ouro(Au) 24k: 16,66% de paládio(Pd) + 16,66% de prata(Ag)
O ouro branco é tão valioso quanto o de outras cores. Normalmente ele é composto a partir da mistura com o níquel ou a prata e o paládio e, por esta razão, seu aspecto final é opaco e acinzentado. Por isso, para que tenha brilho, é necessário que passe por um processo técnico de acabamento popularmente conhecido como "banho de ródio".
Basicamente este processo consiste na imersão da jóia em um aparelho específico, onde é colocado um outro metal em estado sólido (geralmente a platina) que faz com que o ródio em seu estado líquido se fixe na jóia. Por falta de informação, muitas pessoas confundem essse processo com o banho de ouro.
É importante esclarecer que um não tem nada a ver com o outro. Ao contrário das peças folheadas a ouro, que tem o nobre metal apenas em sua superfície, nas jóias de ouro branco ele é o principal componente.
Por esta razão é comum que após um longo período de uso a jóia de ouro branco necessite de de um novo banho de ródio, uma vez que o uso freqüente da peça pode desgastar o seu brilho (e não o ouro!). Quando isto acontecer, basta levar a peça à joalheria de sua confiança e solicitar um novo banho. Desta forma você estará garantindo para sempre o brilho e a beleza de suas jóias.

Fonte: www.joiabr.com.br

Entendendo melhor o Quilate:
Inicialmente deve ser esclarecido o fato, não obstante a homonímia, o quilate do ouro não possui nenhuma relação com o quilate de pedras preciosas.
O quilate do ouro representa uma relação de ouro em liga com outros metais; é a proporção de um vinte e quatro avos (1/24) ou 41,66 milésimos, em peso de ouro contido numa liga.
O ouro de 24 quilates (24 K), isto é de mil milésimos (1000/1000) é o ouro puro, identificado no mercado joalheiro através da expressão “ouro mil” ou “ouro fino” que na prática tem uma pureza mínima de 995/1000.

Fonte: www.grandjoias.com.br

Quilatagem:
Para saber qual a porcentagem do ouro está contida em uma determinada liga, os americanos convencionaram determinar esta porcentagem através da quilatagem do metal (karat), simbolizada pela letra K.
Desta maneira, convencionou-se que o ouro 24K, considerado 100% puro, equivale a 999 pontos de ouro (escala européia).
Já o ouro 18K (o mais usado pelas joalherias brasileiras) tem pureza de 75% do metal, ou seja, 750 pontos e 25% de liga, enquanto o ouro 14K é 58%, equivalendo a 585 pontos.

Quilatagem Conteúdo de Ouro Pureza
24K 100% 999
18K 75% 750
14K 58,3% 583
10K 41,6% 416



Fonte: Olivier Jóias


ATENÇÃO! Ao fazer um curativo, assepsia ou higienação de algum ferimento em que utilizar o mercúrio ou seu manuseio sob qualquer outra circunstância, EVITE QUALQUER CONTATO COM SUAS JÓIAS, sob pena dela perder a cor, o brilho e até mesmo desintegrar o seu formato, independentemente de seu teor.
Este problema ocorre em função das propriedade química, particulares ao mercúrio, metal pesado, utilizado justamente no garimpo e refino do ouro.

Fonte: www.joiasbrasil.com.br

5 comentários:

Sabrina Mix disse...

Oi, Lu!

Não entendi uma coisa: o ouro 18k tem 75% de ouro puro, o ouro branco tem 66,66%, não? Como pode o ouro branco ser tão valioso quanto o ouro 18k?

Beijos e sucesso!!!

Vanessa disse...

Oi Lu

Amei este post ! Que tal um próximo post sobre diamantes? explicando sobre clareza , o que é carat etc.
Obrigada
Bjo

ceinha disse...

Isso que acontece com o ouro em contato com o mercúrio, ocorre tb em contato com o Formol.
Péssimas experiências que tive com meus anéis durante as aulas de anatomia....e mesmo usando as luvas!!!
Cuidado, meninas!

Lú, Parabéns pelo Blog....é MARAAA!

Renata disse...

Luciana, seu blog é ótimo! (Acho que já te falei isso rs) Show essa lição básica sobre ouro.
Beijão!

Luciana Leal disse...

Sabrina: também não entendi muito bem....

Vanessa: Já está postado!!!Agora vou colocar um de pérolas!


Ceinha: fora o cheiro que fica impregnado na nossa roupa, pele e cabelo....

Renata: obrigadinha!!!

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???